"Todo grande bruxo da história começou por baixo. Exatamente como todos nós aqui: alunos. Se eles conseguiram, por que não nós?"
Harry Potter[fnt]

A Armada de Dumbledore (também conhecida como AD ) era uma organização secreta iniciada por Harry Potter , Hermione Granger e Rony Weasley para ensinar seus colegas de Hogwarts Defesa Contra as Artes das Trevas em 1995. Foi fundada por Hermione, mas liderada por Harry, que também tinha a responsabilidade de ensinar seus membros.

Essa organização foi tornada necessária pela recusa de Dolores Umbridge, a professora da disciplina durante o ano letivo de 1995-1996, em ensinar qualquer coisa em suas aulas que não a teoria dos livros didáticos. Foi originalmente fundada com vinte e oito membros. O grupo foi dissolvido durante o ano letivo de 1996-1997 após a nomeação de Severo Snape como professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, embora vários membros tenham atendido a chamada e participado da Batalha da Torre de Astronomia durante o final do ano.

Foi refundada por Neville Longbottom, Gina Weasley e Luna Lovegood durante o ano letivo de 1997-1998 depois de Hogwarts cair sob o controle de Lord Voldemort e nomear professores Comensais da Morte: Aleto e Amico Carrow, que espalharam boatos contra trouxas e nascidos-trouxas e ensinaram Artes das Trevas. A Armada de Dumbledore desempenhou um papel vital durante a Segunda Guerra Bruxa, seus membros lutaram na Batalha do Departamento de Mistérios, na Batalha da Torre de Astronomia e na Batalha de Hogwarts.

História[editar | editar código-fonte]

Ano Letivo 1995-1996[editar | editar código-fonte]

"Harry, você não está vendo? É por isso... por isso mesmo que precisamos de você... precisamos saber como é realmente... enfrentar ele... enfrentar o V-Voldemort."
Hermione Granger persuadindo Harry Potter a ensinar defesa prática[fnt]

Formação[editar | editar código-fonte]

Pouco depois de sua quinta aula de Defesa Contra as Artes das Trevas durante o seu Quinto Ano, logo ficou claro para Harry Potter, Rony Weasley e Hermione Granger que a magia prática defensiva não seria ensinado na aula. Em vez disso, sob o comando de Dolores Umbridge apenas um curso de teoria seria ensinado. O Ministro da Magia Cornélio Fudge temia que Alvo Dumbledore pudesse usar aulas práticas para treinar um exército de bruxos e bruxas para se opor a ele e tentar assumir o Ministério, já que ele se recusou a acreditar que Lord Voldemort tinha voltado. Eles alegaram que a morte de Cedrico Diggory foi um " trágico acidente " e se recusaram a admitir que Voldemort o havia assassinado.[1]

Hermione propõe a formação de um grupo de estudo prático ministrado pelo próprio Harry .

Preocupada que eles precisavam de habilidades mágicas defensivas para combater Lord Voldemort e seus Comensais da Morte, Hermione propôs a formação de um grupo de estudo prático que seria ensinado por Harry, já que ele tinha mais experiência do que qualquer um deles usando magia defensiva e ofensiva real após seus encontros com Voldemort. Harry estava inicialmente relutante, mas, após duas semanas lidando com Umbridge e sua nomeação como a primeira Alta Inquisidora de Hogwarts , ele finalmente concordou. Hermione marcou um encontro no Cabeça de Javali durante a primeira visita a Hogsmeade do ano letivo para qualquer um que quisesse aprender, embora Harry duvidasse que alguém aparecesse. Desde que o Profeta Diário havia lançado uma campanha de difamação contra ele, muitos dos alunos o consideravam mentiroso ou louco.

A reunião de estudantes no Cabeça de Javali, que se tornaria conhecido como Armada de Dumbledore.

No Cabeça de Javali, Harry ficou surpreso ao ver um bom número de alunos da Grifinória , Lufa-Lufa e Corvinal aparecerem, embora ele alimentasse a suspeita de que alguns, como Zacarias Smith , que só queriam ouvir sobre a noite em que Cedrico Diggory foi assassinado . Depois de algum ceticismo inicial, os alunos começaram a listar as conquistas de Harry - a sobrevivência do assassinato de seus pais nas mãos de Voldemort na casa de sua família e a derrota resultante do próprio bruxo das trevas quando criança (o que rendeu a Harry sua fama na comunidade bruxa e no título "o menino que sobreviveu"), resgate da Pedra Filosofal de um Voldemort desencarnado em seu Primeiro Ano , matando o Basilisco de Salazar Slytherin na Câmara Secreta com a Espada de Godrico Gryffindor em seu Segundo Ano , vencendo os Dementadores de Azkaban no Lago Negro com o Feitiço do Patrono, na forma de um cervo, em seu Terceiro Ano , e vencer o Torneio Tribruxo e duelar com o Voldemort ressuscitado no Cemitério de Little Hangleton em seu Quarto Ano .

Alunos assinando a lista de membros

O grupo concordou que o sigilo seria vital - se Umbridge descobrisse sobre eles, eles certamente seriam expulsos e punidos. No entanto, cada aluno assinou, alguns com certa relutância, um pedaço especial de pergaminho para mostrar seu compromisso. Desconhecido para qualquer um deles, Hermione enfeitiçou o pergaminho para incluir um feitiço . Se algum aluno traisse a AD, a palavra " DEDO-DURO " seria escrita em seu rosto em manchas. A reunião foi encerrada com o acordo de que as sessões deveriam começar assim que fosse encontrado um local adequado para o treinamento.

Decreto Educacional Número Vinte e Quatro

Sem o conhecimento de qualquer um membro da AD, eles estavam sendo vigiados. Mundungo Fletcher, disfarçado de uma bruxa com um véu preto espesso, estava de olho em Harry pela Ordem da Fênix , enquanto Willy Widdershins informava Umbridge sobre a reunião em uma barganha para evitar sua punição por uma série de incidentes com Vasos Sanitários Regurgitantes. Umbridge usou as informações para implementar o Decreto Educacional Número Vinte e Quatro, que bania todas as organizações estudantis que não fossem aprovadas pelo Alto Inquisidor. Apesar de não ter sido revelado naquele momento, Aberforth Dumbledore também transmitia informações sobre a AD para a Ordem, já que eles se encontravam dentro de seu pub.

Inicialmente, Rony pensou que um aluno na reunião os havia traído, até que Hermione apontou que se eles tivessem, ela saberia disso devido a azaração que ela colocou no pergaminho que todos eles assinaram. Apesar da proibição, Harry garantiu a todos os membros que as reuniões continuariam assim que o local ideal fosse encontrado. Eles só precisariam ser cuidadosos. Logo, Harry foi informado da Sala Precisa pelo elfo doméstico Dobby, que ocasionalmente a usava para guardar a elfa doméstica bêbada Winky. Depois que Dobby disse a Harry, Hermione e Rony como convocarem a Sala, a AD convocou sua primeira sessão de prática.

Treinamento[editar | editar código-fonte]

Cho Chang: "A Associação de Defesa? A AD, para que ninguém saiba do que estamos falando?"
Gina Weasley: "É, a AD é bom. Só que devia significar a Armada de Dumbledore, porque o maior medo do Ministério é uma força armada de Dumbledore."
Cho e Gina discutem o nome do grupo[fnt]

Harry instrui os membros da AD sobre o Feitiço de Desarmamento

Durante a primeira reunião, Cho Chang criou o nome Associação de Defesa , mas Gina Weasley sugeriu que as letras AD representassem um nome diferente, Armada de Dumbledore , para assustar os oficiais do Ministério, já que eles estavam com medo de que Dumbledore estivesse criando um exército para assumir o Ministério; os membros concordaram que o grupo tivesse esse nome em vez de Associação de Defesa . Harry começou lentamente, praticando o Feitiço de Desarmamento . Quando Zacarias Smith zombou de sua simplicidade e se perguntou sobre sua eficácia, Harry respondeu que foi o feitiço que o salvou de Lord Voldemort no Cemitério de Little Hangleton.

Ciente de que organizar reuniões e passar a palavra sobre elas verbalmente não era um método seguro de comunicação, Hermione enfeitiçou várias moedas com o Feitiço de Proteu , uma para cada membro da AD. Quando ativado por Harry, os números em cada moeda mudariam para informar o portador da hora e data da próxima reunião. Quando questionada sobre isso, ela admitiu ter tirado a ideia da Marca Negra . Os alunos progrediram em um ritmo justo, praticando a Azaração Impedimenta, o Feitiço Escudo , o Feitiço de Desarmamento e vários outros feitiços e azarações antes de se separarem temporariamente para o feriado de Natal.

Harry instrui a Armada de Dumbledore sobre o feitiço do Patrono

As lições continuaram durante os primeiros meses de 1996, e a fuga em massa de Comensais da Morte presos de Azkaban os estimulou a esforços maiores, particularmente Neville Longbottom , cujos amigos descobriram que três dos fugitivos haviam torturado os pais de Neville até a loucura no final da Primeira Guerra Bruxa . A turma dominou o Feitiço Escudo e começou a trabalhar no Feitiço do Patrono . A turma também deu as boas-vindas a um novo membro, Simas Finnigan .

Apesar de ser um Grifinório do mesmo ano que Harry, os dois meninos discutiram quando Harry insultou a mãe de Simas por acreditar na versão dos eventos do Profeta Diário . No entanto, com a publicação de uma entrevista n´O Pasquim , muitos, incluindo Simas e sua mãe, vieram ver as lacunas nas histórias do Ministério, e Simas se desculpou de bom grado com Harry. Ele então se juntou a AD sendo conduzido para a Sala por Dino Thomas, embora Simas tenha sido um membro na última sessão quando Harry Potter, ao invés de Neville Longbottom, ainda era o líder e professor, porque Umbridge finalmente descobriu sobre o organização durante esta reunião.

Traição e Descoberta[editar | editar código-fonte]

Cho Chang: "Harry, eu nunca sonhei que Marieta fosse conta... Ela é uma boa pessoa. Só cometeu um erro... Você sabe, a mãe dela trabalha no Ministério, é realmente difícil para ela..."
Harry Potter: "O pai de Rony trabalha no Ministério também! E caso tenha reparado, ele não tem dedo-duro escrito na cara..."
— Discussão sobre a traição de Marieta a AD[fnt]

Pouco antes da Páscoa, um membro da AD, Marieta Edgecombe , os traiu para Umbridge. Ela era um membro relutante da armada, tendo sido levada às reuniões por sua amiga, Cho Chang . Sua mãe trabalhava no escritório de Autoridade da Rede de Flu e estava ajudando Umbridge no monitoramento da Rede de Flu em Hogwarts. Com medo de que o trabalho de sua mãe estivesse em perigo, e não convencida pela entrevista de Harry n'O Pasquim , ela revelou o local das reuniões da AD para Umbridge. Imediatamente, a azaração que Hermione havia colocado no pergaminho que cada membro da AD havia assinado foi ativado, fazendo com que a palavra " DEDO-DURO " explodisse em bolhas no rosto de Marieta.


Umbridge descobrindo o local de encontro da AD

Dobby, o elfo doméstico, soube dessa reviravolta e correu para a Sala Precisa para avisar Harry e a armada, embora o elfo doméstico tivesse ordens para não contar. A maioria dos membros escapou, mas Harry foi pego por Umbridge e vários alunos Sonserinos que eram membros da Brigada Inquisitorial . Uma busca na sala revelou o pergaminho que cada membro da AD havia assinado, intitulado “ Armada de Dumbledore ”. Finalmente tendo o que ela considerou “prova” de que Dumbledore estava construindo um exército para desafiar o Ministério, Umbridge imediatamente contou a Cornélio Fudge .

Durante um confronto com Fudge e Umbridge, Dumbledore assumiu total responsabilidade pela criação da Armada de Dumbledore a fim de proteger Harry e os alunos das consequências, argumentando que as discussões iniciais entreouvidas sobre a criação de tal grupo ocorreram antes do Decreto Educacional relevante proibindo tais reuniões e eles não tinham nenhuma evidência de que qualquer reunião tivesse ocorrido entre então e aquela noite.

Dumbledore escapa dos funcionários do Ministério da Magia após ser acusado de conspiração.

Quim Shacklebolt , um Auror e membro da Ordem da Fênix , usou um feitiço de memória falsa em Marieta para fazer sua versão dos eventos coincidir com a de Dumbledore, explorando o fato de que Marieta só mencionou o encontro esta noite em vez de revelar os meses de aulas que o precedeu. Sua "confissão" levou Fudge a tentar prendê-lo. Dumbledore escapou com a ajuda de sua fênix, Fawkes , resultando na instalação de Umbridge como Diretora de Hogwarts, embora poucos considerassem sua posição legítima.

Rompimento de autoridade[editar | editar código-fonte]

Dolores Umbrigde: "Vocês dois, vocês vão aprender o que acontece com malfeitores na minha escola."
Fred Weasley: "A senhora sabe de i,a coisa? Acho que não vamos não. Jorge, acho que já passamos da idade de receber educação em tempo integral... Está na hora de testarmos os nossos talentos no mundo real, você não acha?"
Dolores Umbrigde: "Jorge Weasley"
Fred Weasley: "Decididamente."
Fred e Jorge antes de escapar de Hogwarts[src]

Os fogos de artifício de Fred e George Weasley aterrorizam Umbridge

Os membros da AD, especialmente Fred e Jorge Weasley, rebelaram-se contra a nova autoridade da escola. Em uma ocasião, os gêmeos soltaram fogos de artifício encantados pela escola, o que causou o caos, e com os quais os professores se esqueceram de ajudar Umbridge. Fred e Jorge relaxaram durante as férias da Páscoa, mas então levaram sua rebelião a um novo nível.

Eles transformaram um corredor da escola em um pântano para criar uma distração para Harry acessar a lareira no escritório de Umbridge em uma tentativa de encontrar Sirius Black , e foram encurralados por Umbridge e membros da Brigada Inquisitorial . Em um ato final de desafio, os gêmeos convocaram suas vassouras, zombaram abertamente da autoridade de Umbridge, atacaram os membros da Brigada com uma variedade de azarações e fugiram da escola para seguirem uma carreira em sua loja, Gemialidades Weasley , com o dinheiro que Harry lhes emprestou.

Pirraça perseguindo Umbridge com a bengala de McGonagall

No espaldo da saída de Fred e Jorge, o corpo estudantil pegaram seus passos, e lançaram bombas de bosta, utilizando Kit Mata-Aulas, e, no caso de Lino Jordan , liberando Pelúcios no escritório de Umbridge. A Brigada Inquisitorial também se viu na ponta-esquerda da rebelião dos estudantes; Cassius Warrington e Pansy Parkinson ficaram na Ala Hospitalar depois de receberem feitiços que os fizeram brotar horríveis galhadas e chifres em suas peles, respectivamente. Até mesmo Pirraça , que nunca havia recebido ordem de nenhum aluno, seguiu o pedido de Fred e Jorge para " infernizar Umbridge por peles ". Pirraça, durante o final do ano letivo, começou a perseguir Umbridge para fora do castelo com a bengala da Professora McGonagall.

Apesar disso, os Níveis Ordinários de Magia, NOM, foram em frente, e os membros da Armada de Dumbledore impressionaram os examinadores durante o exame prático de Defesa Contra as Artes das Trevas , especialmente Harry, que produziu seu Patrono corpóreo para notas extras. Ele imaginou a Professora Umbridge sendo demitida, olhou-a diretamente nos olhos e fez seu Patrono. Embora ela parecesse presunçosa por fora quando Harry terminou seu NOM, ela estava realmente furiosa por ele ter sido aprovado no NOM de Defesa Contra as Artes das Trevas.

Quanto à traidora Marieta, devido à sua traição que causou o fechamento da organização, ela era profundamente desprezada por quase todos os outros membros: Harry, Hermione e Rony, todos encontraram insultos e críticas a dizer contra ela, embora sua amiga Cho fosse a única que defendia ela. Marieta ainda tinha cicatrizes dos furúnculos, escrito, " DEDO-DURO ".

Batalha do Departamento de Mistérios[editar | editar código-fonte]

Neville Lomgbottom: "Estivemos todos juntos na AD. A ideia era combater Você-Sabe-Quem, não? E esta é a primeira oportunidade que temos de fazer alguma coisa de verdade... ou será que aquilo tudo foi uma brincadeira ou o quê?"
Harry Potter: "Não... claro que não foi..."
Neville Lomgbottom: "Então deveríamos ir também. Queremos ajudar"
— Neville Longbottom e Harry Potter antes de irem para o Departamento de Mistérios[fnt]

Em 18 de junho de 1996 , depois de receber uma visão de Sirius Black sendo torturado por Lord Voldemort no Departamento de Mistérios do Ministério da Magia , Harry jurou resgatá-lo. No entanto, Hermione apontou que ele precisava de uma prova de que Sirius estava realmente em perigo, e o convenceu a usar a lareira no escritório de Umbridge para contatar o Largo Grimmauld, nº 12 . Como sua lareira não estava sendo monitorada. Harry e Hermione deveriam invadir o escritório enquanto Rony distraía Umbridge. Gina Weasley e Luna Lovegood deviam ficar de guarda do lado de fora do escritório de Umbridge para garantir que ninguém os pegasse. No entanto, durante a tentativa, Umbridge percebeu seu ardil e pegou todos eles com a ajuda da Brigada Inquisitorial . Neville tentou ajudar Gina capturada e foi preso junto com eles.

Umbridge capturou membros da AD e passou a interrogar Harry Potter

Umbridge primeiro tentou interrogar Harry com o uso de Veritaserum , mas o Professor Snape a informou que ele não tinha mais nenhuma. Ela então ameaçou usar a Maldição Cruciatus em Harry para fazê-lo falar, o que levou Hermione a fingir um colapso para proteger Harry. Ela fingiu chorar e inventou uma história sobre a AD criando algum tipo de arma para Dumbledore. Umbridge acreditou nela, e Hermione e Harry atraíram Umbridge para a Floresta Proibida , onde ela ofendeu um rebanho de Centauros e foi levada embora. Com alguma ajuda de Grope, Harry e Hermione conseguiram voltar para o castelo, onde se encontraram com Rony, Gina, Neville e Luna. Eles haviam escapado da Brigada Inquisitorial usando uma combinação dos feitiços que Harry ensinou e outros, como: Feitiço de Estuporamento , Feitiço de Desarmamento e o Feitiço do Morcego-Bogey, graças a Gina Weasley.

Rony , Harry, Hermione, Luna, Neville e Gina na Câmara da Morte

Os seis membros da AD então voaram para Londres em Testrálios , apenas para descobrirem se Lord Voldemort havia plantado a visão na mente de Harry a fim de levá-lo a remover sua profecia do Departamento de Mistérios . Durante a batalha subsequente, vários membros da AD sofreram ferimentos até que a Ordem da Fênix chegou para resgatá-los. Todos os membros da AD sobreviveram à batalha e foram tratados por Madame Pomfrey na Ala Hospitalar após seu retorno a Hogwarts. No entanto, Harry, Rony, Hermione e Gina perderam seu amigo próximo e, no caso de Harry, padrinho, Sirius Black . Esta batalha expôs o retorno de Voldemort ao público e sinalizou o início da Segunda Guerra Bruxa.

Pouco depois do final do semestre, vários membros da AD, pertencentes a Lufa-Lufa e Corvinal, vieram em socorro de Harry quando ele foi emboscado no Expresso de Hogwarts por Malfoy, Crabbe e Goyle, amaldiçoando-os tão fortemente que os três foram reduzidos a lesmas gigantescas. Os Lufanos, em particular, tiveram grande prazer neste ato, como uma forma de retribuição pela dedução ilegal de pontos da casa de Malfoy.

Ano Letivo de 1996-1997[editar | editar código-fonte]

Ganhos Práticos[editar | editar código-fonte]

Durante o ano letivo de 1996-1997 , a Armada de Dumbledore não se reformou, pois não havia necessidade de aprender magia prática secretamente, apesar do desejo de alguns membros de continuar com as reuniões - especialmente Luna Lovegood e Neville Longbottom , que checavam regularmente as moedas que Hermione Granger tinha feito. Severo Snape assumiu como professor da disciplina, e muitos dos ex-membros da AD se beneficiaram de sua experiência prática, achando as aulas mais fáceis do que o esperado.

Batalha da Torre de Astronomia[editar | editar código-fonte]

A Marca Negra acima da Torre de Astronomia em 30 de junho de 1997

Perto do final do ano letivo em 30 de junho de 1997 , Harry se convenceu de que Draco Malfoy era um Comensal da Morte e estava planejando algo. No entanto, ele deveria acompanhar Dumbledore em uma viagem para recuperar uma das Horcruxes de Lord Voldemort . Ele pediu a Hermione e Rony para vigiarem Malfoy e a Sala Precisa , e para reunirem todos os outros membros da AD quanto pudessem. Apenas Gina Weasley, Luna Lovegood e Neville Longbottom (e possivelmente Ernie mais tarde) responderam ao chamado e lutaram ao lado da Ordem da Fênix durante a invasão dos Comensais da Morte na escola que terminou com o assassinato de Alvo Dumbledore por Severo Snape .

Neville ficou gravemente ferido durante a batalha, mas sobreviveu. Nenhum dos outros membros da AD ficou ferido porque Harry deu a Rony, Hermione e Gina o resto da sua Felix Felicis , fazendo com que todas as maldições simplesmente errassem a Ordem e os membros da AD. No entanto, um membro dos Comensais da Morte chamado Gibbon foi atingido por uma Maldição da Morte ricocheteando (disparada por seu companheiro Comensal da Morte Thorfinn Rowle, que se destinava a Remo Lupin ).

Ano Letivo de 1997-1998[editar | editar código-fonte]

Rebelião[editar | editar código-fonte]

"Armada de Dumbledore, o recrutamento continua."
—Rabisco encontrado em toda Hogwarts durante a gestão de Severo Snape como diretor[fnt]

Neville despreza os Comensais da Morte em busca de Harry Potter no Expresso de Hogwarts

Em 1 de Agosto de , de 1997 , o Ministério da Magia caiu sob o controle de Lord Voldemort e seus Comensais da Morte . A presença em Hogwarts tornou-se obrigatória e nascidos trouxas foram presos em Azkaban após julgamentos tendenciosos nas mãos da Comissão de Registro dos Nascidos-Trouxas . A escola adquiriu um novo diretor, Severo Snape , e dois novos professores: Comensais da Morte, Aleto e Amico Carrow .

Enquanto Harry, Rony e Hermione corriam para caçar e destruir as Horcruxes de Voldemort, Neville Longbottom refundou a Armada de Dumbledore, ao lado de Luna Lovegood e Gina Weasley . No entanto, foi deixado privado de alguns membros; Dino Thomas, um suspeito nascido-trouxa, foi forçado a fugir devido ao seu status sanguíneo. Os verdadeiros membros nascidos-trouxas Justino Finch-Fletchley, Colin e Dênis Creevey provavelmente também foram forçados a fugirem ou correriam o risco de serem presos em Azkaban .

Neville maltratado, após receber punições brutais por se rebelar contra os Carrows

A AD rebelaram-se contra a nova autoridade, que espalhou propagandas enganosas sobre trouxas e nascidos-trouxas e ensinou Artes das Trevas aos alunos. Os membros da AD escapavam à noite e rabiscavam nas paredes e geralmente desafiavam a autoridade do Diretor e dos Carrows. Os membros recebiam regularmente punições na forma de espancamentos dos professores por sua insolência; alguns até foram punidos por serem usados como prática para a Maldição Cruciatus por outros alunos, como Gregório Goyle e Vicente Crabbe .

A Armada também tentou ajudar Harry, Hermione e Rony de qualquer maneira que pudessem, e estava preparado para se revoltar contra os professores quando o trio retornasse. Gina, Neville e Luna tentaram roubar a Espada de Godrico Gryffindor do escritório de Snape no início do ano. Presumivelmente, Gina sabia que Dumbledore deixara para Harry em seu testamento e que seria importante para qualquer coisa que Harry tivesse que enfrentar. Os três membros da AD foram presos, no entanto, condenados à detenção na Floresta Proibida com Rúbeo Hagrid .

Lentamente, o movimento diminuiu, no entanto, quando Luna foi levada pelos Comensais da Morte após o Natal de 1997 para precionar seu pai como punição por seus artigos no Pasquim , e Gina nunca voltou das férias de Páscoa porque sua família teve que se esconder após a fuga de Harry, Rony e Hermione da Mansão Malfoy . No entanto, durante esta mesma fuga, o trio, com a ajuda de Dobby, o elfo-doméstico , resgatou Luna Lovegood , Garrick Olivaras e o ex-membro Dino Thomas e a organização soube disso quando Luna conseguiu enviar-lhes uma mensagem sobre seu resgate através da velha moeda da AD. Finalmente, quando Miguel Corner foi torturado por Aleto e Amico Carrow por tentar libertar um garoto do primeiro ano da detenção, Neville percebeu que não poderia mais pedir aos alunos que arriscassem suas vidas pela Armada, reduzindo-o assim, as ações do grupo contra a administração.

Os membros da AD dão as boas-vindas a Harry em 1 de maio de 1998

Várias semanas antes da Batalha de Hogwarts , os Carrows vieram atrás de Neville, já que ele havia sido identificado como o líder. Originalmente, eles planejaram manter sua avó como refém para mantê-lo na linha, mas quando ela escapou e saiu correndo, Neville se tornou um alvo. Escapando deles, Neville encontrou a Sala Precisa , que se transformou em um esconderijo ideal, incluindo um túnel ligando-a ao Cabeça de Javali em Hogsmeade . Aberforth Dumbledore , dono do Cabeça de Javali, ajudou Neville enviando comida para ele para que sobrevivesse. Eventualmente, mais membros da AD começaram a aparecer na Sala, se escondendo das autoridades da escola, e a Sala os acomodou ficando maior e até adicionando um banheiro feminino quando as meninas começaram a aparecer. Eventualmente, representava a Grifinória , Lufa-Lufa e Corvinal (as casas dos alunos que formavam o grupo) chamaram a Sala de Lar.

Batalha de Hogwarts[editar | editar código-fonte]

Artigo principal: Batalha de Hogwarts
"Me juntarei a você quando o inferno congelar. Armada de Dumbledore"
Neville Longbottom negando a oferta de Voldemort[fnt]

Quando Harry Potter , Rony Weasley e Hermione Granger voltaram a Hogwarts em 1 de maio para encontrar uma das Horcruxes de Lord Voldemort, Neville interpretou isso como um sinal de que eles haviam voltado para lutar pela escola e usou as moedas da AD para convocar os membros que haviam partido de Hogwarts ou já se haviam se formado. Não era intenção de Harry se envolver em uma batalha, mas Lord Voldemort estava a caminho com seu exército, e Harry precisava de um tempo na escola para procurar a Horcrux.

A AD explode a ponte de madeira para impedir que os sequestradores invadam o castelo

Como ex-alunos, apoiados por membros da Ordem da Fênix , professores de Hogwarts e alguns lojistas de Hogsmeade começaram a chegar para lutar contra os Comensais da Morte . Harry foi persuadido por Rony e Hermione de que neste ponto uma batalha não poderia ser evitada. O próprio Harry liderou um importante grupo contra os Comensais da Morte e, devido ao auxílio de Luna Lovegood e dos professores McGonagall, Sprout, Flitwick e Slughorn, retomaram a escola em pouco tempo. Harry e Luna derrotaram os Carrows na Torre da Corvinal e a Professora McGonagall juntou-se a eles, convocando os outros professores. Depois que ela soube o porque de Harry estava lá, eles se juntaram e expulsaram Snape do castelo. A Armada de Dumbledore ficou ombro a ombro com a Ordem da Fênix, a equipe de Hogwarts e qualquer pessoa maior de idade (e algumas que não eram) que desejassem lutar contra as forças de Lord Voldemort.

A Armada de Dumbledore e outros defensores de Hogwarts testemunham a derrota final de Harry Potter sobre Voldemort

Durante a batalha, alguns membros da AD lutaram nas linhas de frente em toda a escola e seus terrenos, enquanto outros lançaram feitiços e azarações em Comensais da Morte das janelas da torre. Alguns membros ficaram feridos durante o conflito, enquanto outros, como Fred Weasley , Lilá Brown e Colin Creevey , foram tragicamente mortos defendendo a escola. Os sobreviventes então derrotaram muitos Comensais da Morte e viram seu inimigo, Lord Voldemort, morrer nas mãos de seu líder e professor Harry Potter.

Realidade Alternativa[editar | editar código-fonte]

Quando Alvo Potter e Escórpio Malfoy tiveram sua missão para salvar Cedrico Diggory , eles terminaram a profecia que Delphini Riddle queria completar. Naquele mundo, Lord Voldemort venceu a Batalha de Hogwarts e Harry Potter estava morto, e o resto da AD havia sido mortos ou capturados. Na passagem secreta para a Casa dos Gritos estavam dois dos últimos membros vivos da Armada de Dumbledore: Hermione Granger e Ronald Weasley . Suas personalidades estavam completamente mudadas. Rony havia se tornado uma pessoa estúpida e desajeitada, e Hermione parecia uma gangster. Eles foram mortos pelo beijo de um dementador, enquanto Snape e Escórpio Malfoy fugiram para o Lago Negro. Dolores Umbridge então desmascarou o grupo secreto e Snape fez um Feitiço de Banimento sobre ela.

Legado[editar | editar código-fonte]

"Mas não sejamos severos. Harry Potter e seus companheiros nunca alegaram ser perfeitos! E para aqueles que querem saber exatamente o quão imperfeitos eles são, minha nova biografia: A Armada de Dumbledore: O Lado Negro do Demob estará disponível na Floreios e Borrões em 31 de julho."
Rita Skeeter ( Profeta Diário , 8 de julho de 2014))[fnt]

"A Armada de Dumbledore: O Lado Negro do Demob"

Após a queda de Lord Voldemort e o fim da Segunda Guerra Bruxa , os membros da AD seguraram suas moedas, preservando-as como medalhas de honra.

Além disso, todos os que participaram da Batalha de Hogwarts (incluindo os membros da DA) receberam permissão especial do Ministro da Magia, Quim Shacklebolt, para se tornarem Aurores , sem as habituais qualificações difíceis, se assim o desejassem. Harry Potter aceitou a oferta, assim como Neville Longbottom e Rony Weasley. No entanto, Rony e Neville eram apenas Aurores temporariamente. Depois de dois anos trabalhando no Seção dos Aurores , Rony começou a trabalhar nas Gemialidades Weasley com seu irmão Jorge. Harry, por outro lado, avançou para a posição de Chefe dos Aurores aos 26 anos e, em 2020, tornou-se chefe do Departamento de Execução das Leis da Magia. Não se sabe o que aconteceu com a Armada de Dumbledore como uma organização após a guerra.

Na final da Copa Mundial de Quadribol de 2014 , membros da Armada de Dumbledore: Harry Potter , Rony Weasley , Hermione Granger , Gina Weasley , Neville Longbottom , Ana Abbott e Luna Lovegood estavam presentes junto com alguns membros de suas família. Também é mais provável que a cada quatro anos durante a Copa Mundial de Quadribol, a Armada de Dumbledore se reúna, socialize e brinque com os filhos dos membros. Além disso, durante 2014, Rita Skeeter escreveu um livro intitulado " Armada de Dumbledore: O lado escuro do Demob". Este livro, segundo sua descrição, parecia focar em suas "imperfeições".

Membros da Armada de Dumbledore[editar | editar código-fonte]

"Nós somos a Armada dele. A Armada de Dumbledore. Estivemos todos unidos nisso, temos continuado a resistir enquanto vocês três estiveram lá fora sozinhos... Todos nesta Sala estiveram lutando... Todos aqui provaram sua lealdade a Dumbledore, lealdade a você."
—A lealdade da AD sobre Harry Potter[fnt]
Membros desde o Ano Letivo de 1995-1996
Nome Casa Notas Status Depois da Batalha de Hogwarts

Harry Potter

Grifinória Co-Fundador / Professor / Líder/ Membro. Duelou contra Voldemort durante o Retorno de Lord Voldemort , lutou na Batalha do Departamento de Mistérios , na Batalha da Torre de Astronomia , na Batalha dos Sete Potter , no Duelo no Café Luchino, na Infiltração no Ministério da Magia, no Ataque em Godric's Hollow (1997) , a Emboscada na Casa dos Lovegood, a Escaramuça na Mansão Malfoy , a Invasão a Gringotes (1998) e a Batalha de Hogwarts . Sobreviveu à Batalha de Hogwarts e se casou com a colega Gina Weasley. Vivo

Hermione Granger

Co-Fundadora / Vice-Líder / Membro. Surgiu com a ideia original do grupo. Compareceu às reuniões. Lutou na Batalha do Departamento de Mistérios , na Batalha da Torre de Astronomia , na Batalha dos Sete Potter , no Duelo no Café Luchino, na Infiltração no Ministério da Magia, no Ataque em Godric's Hollow (1997) , a Emboscada na Casa dos Lovegood, a Escaramuça na Mansão Malfoy , a Invasão a Gringotes (1998) e a Batalha de Hogwarts. Sobreviveu à Batalha de Hogwarts e se casou com o colega Rony Weasley. Viva

Rony Weasley

Co-Fundador / Vice-Líder / Membro. Compareceu às reuniões. Lutou na Batalha do Departamento de Mistérios , na Batalha da Torre de Astronomia , na Batalha dos Sete Potter , no Duelo no Café Luchino, na Infiltração no Ministério da Magia, no Ataque em Godric's Hollow (1997) , a Emboscada na Casa dos Lovegood, a Escaramuça na Mansão Malfoy , a Invasão a Gringotes (1998) e a Batalha de Hogwarts. Sobreviveu à Batalha de Hogwarts e se casou com a colega Hermione Granger. Vivo

Alicia Spinnet

Membro, compareceu às reuniões. Lutou na Batalha de Hogwarts. Status final após a Batalha de Hogwarts é desconhecido. Desconhecido

Angelina Johnson

Membro, compareceu às reuniões. Lutou na Batalha de Hogwarts. Sobreviveu à Batalha de Hogwarts e se casou com o colega Jorge Weasley . Viva

Dino Thomas

Membro, compareceu às reuniões. Envolvido na Escaramuça na Mansão Malfoy. Lutou na Batalha de Hogwarts . Vivo

Cátia Bell

Membro, compareceu às reuniões. Lutou e sobreviveu na Batalha de Hogwarts. Viva
Colin Creevey Membro, compareceu às reuniões. Lutou na Batalha de Hogwarts; assassinado em ação por Comensais da Morte Morto
Dênis Creevey Membro, compareceu às reuniões. Status final após a Batalha de Hogwarts e a Segunda Guerra Bruxa é desconhecido. Desconhecido

Fred Weasley

Membro, compareceu às reuniões. Lutou na Batalha dos Sete Potter e na Batalha de Hogwarts , onde foi morto em uma explosão. Morto

Gina Weasley

Membro, compareceu às reuniões. Sugeriu o nome "Armada de Dumbledore" depois que Cho Chang sugeriu a abreviatura "a AD" para nomear o grupo. Vice-Líder em 1997-1998 . Lutou na Batalha do Departamento de Mistérios , na Batalha da Torre de Astronomia e na Batalha de Hogwarts . Sobreviveu à Batalha de Hogwarts e se casou com o líder da Armada de Dumbledore, Harry Potter. Viva

Jorge Weasley

Membro, compareceu às reuniões. Lutou na Batalha dos Sete Potter e na Batalha de Hogwarts , Sobreviveu à Batalha de Hogwarts e se casou com a colega Angelina Johnson. Vivo

Lilá Brown

Membro, compareceu às reuniões. Presume-se responsável por formar um banheiro com lavabos na Sala Precisa . Lutou na Batalha de Hogwarts , onde foi atacada e morta pelo lobisomem Fenrir Greyback . Morta
Lino Jordan Membro, compareceu às reuniões. Lutou na Batalha de Hogwarts. Vivo

Neville Longbottom

Membro, compareceu às reuniões. Vice-Líder em 1997-1998. Lutou na Batalha do Departamento de Mistérios , na Batalha da Torre de Astronomia e na Batalha de Hogwarts . Sobreviveu à Batalha de Hogwarts e se casou com a colega Ana Abbott. Vivo

Parvati Patil

Membro, compareceu às reuniões. Lutou na Batalha de Hogwarts. Status final após a Batalha de Hogwarts é desconhecido. Desconhecido

Simas Finnigan

Membro não assinado, só compareceu à última reunião, depois de se desculpar com Harry. Adjunto de Neville, Ginny e Luna em 1997-1998 . Lutou e sobreviveu à Batalha de Hogwarts . Vivo

Antônio Goldstein

Corvinal Membro, compareceu às reuniões. Lutou na Batalha de Hogwarts . Status final após a Batalha de Hogwarts é desconhecido. Desconhecido

Cho Chang

Membro, compareceu às reuniões. Sugeriu a abreviatura "a AD" para nomear o grupo. Gina Weasley então sugeriu que significasse "Armada de Dumbledore". Lutou e sobreviveu à Batalha de Hogwarts . Viva

Luna Lovegood

Membro assinado, compareceu às reuniões. Vice-Líder em 1997-1998 . Lutou na Batalha do Departamento de Mistérios , na Batalha da Torre de Astronomia e na Batalha de Hogwarts . Sobreviveu à batalha de Hogwarts e se casou com Rolf Scamander . Viva
Marieta Edgecombe Membro, compareceu às reuniões. Traiu a Armada para Dolores Umbridge. Desconhecido (Provavelmente desertora da A.D)

Miguel Corner

Membros, compareceram às reuniões. Lutaram na Batalha de Hogwarts . Padma Patil sobreviveu à Batalha de Hogwarts. O status de Michael Corner e Terêncio Boot após o clímax da Segunda Guerra Bruxa é desconhecido, embora esteja implícito que Miguel Corner sobreviveu à Segunda Guerra Bruxa. Desconhecido, Provavelmente Vivo.

Padma Patil

Viva

Terêncio Boot

Desconhecido
Ana Abbott Lufa-Lufa Membros, compareceram às reuniões. Lutaram na Batalha da Torre de Astronomia e na Batalha de Hogwarts . Ana Abbott sobreviveu à Batalha de Hogwarts e se casou com o colega da AD, Neville Longbottom . O status final de Ernesto Macmillan após a Segunda Guerra Bruxa é desconhecido Viva

Ernie Macmillan

Desconhecido

Justino Finch-Fletchley

Membro, compareceu às reuniões. Status final após a Batalha de Hogwarts e a Segunda Guerra Bruxa é desconhecido. Desconhecido

Susana Bones

Membro, compareceu às reuniões. Lutou na Batalha de Hogwarts . Status final após a Batalha de Hogwarts é desconhecido. Desconhecido

Zacarias Smith

Membro, compareceu às reuniões. Desertor antes da Batalha de Hogwarts Desconhecido (Desertor)

Por Trás das Cenas[editar | editar código-fonte]

Logotipo da Armada de Dumbledore em um pedaço de pergaminho

  • Os membros da Armada de Dumbledore pareceram ter um aumento no final de 1997-1998 , quando Neville Longbottom , [[Gina Weasley]] e Luna Lovegood tentaram refundar o grupo. Leanne é um exemplo de um novo membro.
  • A adaptação cinematográfica de Harry Potter e a Ordem da Fênix (filme) apresenta novos membros da Armada de Dumbledore não incluídos no livro, cujos personagens são Nigel Wolpert , Luca Caruso e Alice Tolipan . Embora esses personagens possam ser considerados canônicos, esses acréscimos, no entanto, não podem ser considerados como membros canônicos do grupo, já que Harry se refere explicitamente a AD que precisa de "um lugar onde vinte e oito pessoas possam praticar" no livro.
  • Na adaptação cinematográfica de Harry Potter e a Ordem da Fênix (filme) :
    • O pergaminho assinado por todos tem a Armada de Dumbledore impresso no topo, embora esse nome não tenha sido escolhido até a primeira sessão de treinamento do romance.
    • Cho Chang "traiu" o promotor para Dolores Umbridge em vez de sua amiga Marieta Edgecombe . Harry se recusou a falar com ela depois daquele incidente, levando à separação. No entanto, foi mais tarde revelado por Severo Snape que ela foi forçada a relatar suas atividades sob a influência de Veritaserum . Embora Harry e Cho ainda não tenham reconciliado seu relacionamento, eles pelo menos permaneceram amigos.
    • Neville descobre a Sala Precisa em vez de Dobby .
    • Dolores Umbridge invade a Sala Precisa usando o feitiço Bombarda Maxima . No livro, Harry é avisado com antecedência sobre isso por Dobby e a Brigada Inquisitorial reúne os membros da AD enquanto eles fogem. Draco Malfoy capturou Harry com uma azaração e o levou ao escritório de Umbridge.
    • Todos os membros da Armada recebem detenção e escreveram "Não devo quebrar regras" com a pena de Sangue de Umbridge que gravou as palavras nas costas de suas mãos.

A Armada de Dumbledore como mostrado no Pottermore

  • Os elementos que cada uma das três Casas representam que compõem a Armada de Dumbledore compartilham um tema comum com a clássica banda americana, "Terra, Vento e Fogo", com Lufa-Lufa representando a Terra, Corvinal com Vento e Grifinória com Fogo.
  • Não se sabe se os membros do grupo mantêm contato após a guerra (exceto Gina e os co-fundadores, além de Neville e Anna). Também não se sabe se suas opiniões mudaram sobre a traidora Marietta Edgecombe ou a desertora Zacarias Smith.
  • Por serem seus pais membros da Ordem da Fênix que foram atacados por Lord Voldemort e Belatriz Lestrange, Harry e Neville também são considerados membros da Ordem de segunda geração.

Aparições[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Armada de Dumbledore
Ravenclaw ClearBG2.png Gryffindor ClearBG2.png Hufflepuff ClearBG2.png
Fundadores:
Harry Potter | Hermione Granger | Ronald Weasley
Líderes:
Harry Potter | Neville Longbottom | Luna Lovegood | Gina Weasley
Grifinórios:
Cátia Bell | Lilá Brown | Colin Creevey | Dênis Creevey | Simas Finnigan | Angelina Johnson | Lino Jordan | Rionach O'Neal | Parvati Patil | Alícia Spinnet | Dino Thomas | Romilda Vane | Fred Weasley | Jorge Weasley | Nigel Wolpert | Garota não identificada
Corvinais:
Terêncio Boot | Cho Chang | Miguel Corner | Marieta Edgecombe | Antônio Goldstein | Padma Patil | Maisy Reynolds | Garoto não identificado
Lufanos:
Ana Abbott | Susana Bones | Justino Finch-Fletchley | Ernie Macmillan | Zacarias Smith | Leanne | Garota não identificada
Desconhecidos:
Luca Caruso | Alice Tolipan
Aliados da Armada de Dumbledore:
Ordem da Fênix | Funcionários de Hogwarts | Augusta Longbottom | Andrômeda Tonks | Ted Tonks | Percy Weasley | Olívio Wood | Dobby | Grope | Winky
Outras Afiliações:
Colônia de Centauros da Floresta Proibida | Rebanho de Hipogrifos de Hogwarts | Elfos domésticos de Hogwarts |Fantasmas de Hogwarts| Alunos de Hogwarts | Rebanho de Testrálios de Hogwarts

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.