FANDOM


"É o que nos contam as fontes históricas confiáveis. Mas estes fatos honestos foramobscurecidos pela lenda fantasiosa da Câmara Secreta. Segundo ela, Sonserina construiu uma câmara secreta no castelo, da qual os outros nada sabiam. Sonserina teria selado a Câmara Secreta de modo que ninguém pudesse abri-la até que o seu legítimo herdeiro chegasse à escola. Somente o herdeiro seria capaz de abrir a Câmara Secreta, libertar o horror que ela encerrava e usá-lo para expurgar a escola de todos que não fossem dignos de estudar magia."
—A lenda da Câmara Secreta[fnt]

A Câmara Secreta (Brasil) ou Câmara dos Segredos (Portugal) foi criada sob as masmorras da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts durante a Idade Média por Salazar Sonserina, que discordou com os outros três fundadores da Escola em relação a quem poderia ser admitido em Hogwarts.

A Câmara Secreta era o lar de um antigo Basilisco, que, de acordo com a lenda, deveria ser usado para limpar o lugar de alunos nascidos-trouxas. A Câmara é sustentada por pilares ornamentados em madeira, e com uma estátua alta de Salazar em seu fim. O basilisco residia na boca da estátua, possivelmente simbolizando a habilidade de Sonserina em falar com as cobras. Algum tempo antes de 1992, a câmara inundou.[3]

História Editar

Salazar Sonserina discordou dos outros fundadores de Hogwarts sobre a importância da Pureza do Sangue e a aceitação dos nascidos-trouxas em Hogwarts. Como os outros Fundadores estavam contra ele nesse assunto, Sonserina deixou a escola. Segundo a lenda, antes de partir, Sonserina criou uma câmara secreta no subterrâneo do Castelo de Hogwarts - conhecida como Câmara Secreta.

Aquela Câmara era o lar de um monstro - um basilisco - supostamente destinado a limpar a escola de todos os nascidos-trouxas. Somente o herdeiro da Sonserina poderia abrir a Câmara Secreta, através do uso de ofidioglossia. Ao longo dos séculos após a morte de Sonserina, muitos diretores conduziram buscas na escola para encontrar a Câmara. Nenhuma, no entanto, teve sucesso, e a Câmara foi descartada como mera lenda por muitos. Quando a Câmara foi aberta em 1943 e 1992, revelando-se real.

Aberturas Editar

Havia evidências claras de que a Câmara havia sido aberta mais de uma vez entre a sua criação e o século XX. Quando foi criado, a Câmara foi acessada através de um alçapão oculto e uma série de túneis mágicos. No entanto, quando o encanamento de Hogwarts tornou-se mais elaborado no século XVIII, a entrada da Câmara estava ameaçada, e estava localizada no local de um banheiro proposta. A presença na escola na época de um estudante chamado Corvino Gaunt - que era um descendente direto da Sonserina - explicou como o alçapão simples era secretamente protegido, de modo que aqueles que sabiam ainda podiam acessar a entrada da Câmara, mesmo após o novo encanamento ter sido colocado em cima dele.

1942-1943 Editar

"... a última vez que a Câmara Secreta foi aberta, um sangue ruim morreu."
Draco Malfoy discutindo a abertura da câmara[fnt]

A Câmara foi aberta durante o ano letivo 1942-1943 por um adolescente de dezesseis anos chamado Tom Riddle, mais tarde conhecido como Lord Voldemort. Através de Mérope Gaunt, sua mãe e uma bruxa, Riddle era o último descendente direto da Sonserina, e ele desejava ver os nascidos-trouxas expulsos de Hogwarts. Em seu quinto ano, Riddle localizou a entrada secreta da Câmara Secreta durante sua pesquisa sobre sua herança e foi capaz de controlar o Basilisco como ele era o herdeiro de Sonserina. Riddle soltou o Basilisco na escola e feriu muitos.

A última vítima foi um estudante chamado Murta Warren, que foi morto no banheiro das meninas. Hogwarts deveria ser fechada, o que incomodou Riddle, que não queria voltar para o orfanato trouxa em que foi criado. Ele enquadrou seu colega Rúbeo Hagrid, que havia escondido um animal de estimação chamado Aragogue. Riddle convenceu o diretor na época, Armando Dippet, de que Aragogue era o monstro que aterrorizava a escola. Hagrid foi expulso injustamente, e Riddle recebeu um Prêmio Especial por Serviços Prestados à Escola.

Alvo Dumbledore, então professor de Transfiguração, desconfiou de Riddle e manteve-se atento a ele depois disso. Como não era mais seguro abrir a Câmara Secreta, Riddle, não querendo que sua pesquisa fosse em vão, criou um Diário no qual preservar seu eu de dezesseis anos e esperava que um dia levasse alguém a terminar o trabalho de Salazar Sonserina. "busca nobre". O diário também foi feito uma Horcrux com o assassinato de Murta.

Em algum momento entre a morte de Murta e o ano letivo 1992-1993, a Câmara inundou-se em circunstâncias desconhecidas.

1991-1993 Editar

Artigo principal: Ano letivo 1992-1993
"Harry se viu parado no fim de uma câmara muito comprida e mal iluminada. Altas colunas de pedra entrelaçadas com cobras em relevo sustentavam um teto que se perdia na escuridão, projetando longas sombras negras na luz estranha e esverdeada que iluminava o lugar."
—Descrição da Câmara[fnt]

A Câmara foi reaberta em 1992, quando o enfeitiçado Diário de Tom Riddle e controlou Gina Weasley, uma aluno primeiro ano da Grifinória, que pegou o diário por Lúcio Malfoy, que o colocou em seu caldeirão quando viu seus outros livros de feitiços no Floreios e Borrões, e caiu sob sua influência. Gina foi forçada a vandalizar a escola pintando mensagens aterrorizantes nas paredes do corredor. A primeira mensagem dizia: "A Câmara Secreta foi aberta. Inimigos do herdeiro, cuidado". Abrir a Câmara Secreta deixar o Basilisco sair e as pessoas olharam para ele de diferentes maneiras, o que petrificou muitos estudantes, incluindo Colin Creevey, Justino Finch-Fletchley, Penélope Clearwater e Hermione Granger, bem como fantasma Nicholas de Mimsy-Porpington e a gata de Argo Filch, Madame Norra. Mais tarde, eles foram restaurados para os seus próprios estados através do uso do Tônico Restaurador de Mandrágoras. Felizmente, naquela época, ninguém foi morto.

Em 29 de maio de 1993, Gina foi levada para a Câmara para morrer, enquanto Riddle pretendia se alimentar de sua força vital para se tornar novamente viva. Harry Potter , Ron Weasley e o professor de Defesa Contra as Artes das Trevas Gilderoy Lockhart foi à Câmara para resgatar Gina, pois havia sido deixada uma mensagem de que ela era mantida prisioneira lá: "O esqueleto dela jazerá na Câmara para sempre".

Artigo principal: Escaramuça na Câmara Secreta

Uma vez na Câmara, Harry encontrou a memória de Tom Riddle, que foi preservada no diário. Uma Gina quase morta jazia por perto, cuja força vital estava lentamente sendo drenada. Quando Gina ficou mais fraca, Riddle ficou mais forte. Riddle então revelou que ele era, de fato, Lord Voldemort (reorganizando as letras de seu nome de "Tom Servolo Riddle" para "Eis Lord Voldemort") e então convocou o basilisco. Harry, depois que soube que o contato visual com o basilisco seria fatal, fugiu disso e foi ajudado pela chegada oportuna de Fawkes, a Fênix de Dumbledore que arrancou os olhos do basilisco.

Capaz de olhar livremente, Harry lutou contra o Basilisco com a Espada de Grifinória, que se materializou no Chapéu Seletor, que Fawkes trouxe para a Câmara. Enquanto Harry empalava o basilisco, uma presa apunhalou seu braço no processo. Perto da morte, Harry usou a presa para apunhalar o diário, que jorrou sangue negro como tinta, e a lembrança de Riddle preservada nele foi destruída. Essa ação também efetivamente destruiu o fragmento da alma de Voldemort, já que o veneno de basilisco é uma das substâncias capazes de destruir as Horcruxes. Depois da luta com o basilisco, as lágrimas de Fawkes cicatrizaram a ferida de Harry, e ele, Gina, Lockhart e Rony foram carregados por Fawkes para fora da câmara.

Entrada Editar

"No segundo seguinte, a pia começou a se deslocar; a pia, na realidade, sumiu de vista, deixando um grande cano exposto, um cano largo o suficiente para um homem escorregar por dentro dele."
—A entrada para o corredor de cobras que levam à Câmara[fnt]
A Entrada da Câmara estava em uma torneira de pia de serpente no Banheiro das Meninas do Segundo Andar, onde um fantasma de uma garota chamada Murta Warren, mais comumente conhecida como Murta Que Geme, era frequentemente encontrado. Um corredor pode ser inscrito dando o comando de: "Abra" para uma cobra gravada na entrada em ofidioglossia.

Por trás das cenas Editar

  • Gina Weasley abriu a Câmara sob o controle de Tom Riddle; no entanto, ela só poderia abri-lo por causa da habilidade de Riddle de falar em ofidioglossia. Ela foi incapaz de falar em ofidioglossia depois, mas Riddle provavelmente disse a ela o que dizer.
  • O livro, diz que Filch não conseguia tirar as mensagens escritas por Gina da parede. Não se sabe se ele fez, e não foi mencionado desde então.
  • A Câmara foi um dos poucos locais de Hogwarts a não estar no Mapa do Maroto, como nunca foi encontrado pelos Marotos.
  • Tom Riddle abriu a Câmara Secreta em junho de 1943, mas não se sabia exatamente qual dia, possivelmente no mesmo dia em que ele pegou Hagrid d falando com Aragogue (13 de junho) ou no dia anterior. Como Murta recordou, eles demoraram "horas e horas" para encontrar o corpo dela.
  • Em Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2]], a cena da Câmara Secreta em que Ron e Hermione entraram e Hermione destruiu a Taça de Helga Lufa-Lufa com uma presa de basilisco foi mostrada. Além disso, Voldemort fez a Câmara inundar e quase matá-los, e essa foi a cena em que eles se beijaram.
  • A Câmara tinha um tom verde na adaptação cinematográfica de Harry Potter e a Câmara Secreta, mas na segunda parte da adaptação cinematográfica de Harry Potter e as Relíquias da Morte, sua tonalidade era azul.
  • Bonnie Wright (Gina Weasley), disse que ao filmas a cena na Câmara Secreta, o chão estava tão frio, que havia garrafas de água quente em suas roupas.

Aparições Editar

Notas e referências Editar


Comensais da Morte
Marca Negra
Líder:
Lord Voldemort
Comensais da Morte:
Aleto Carrow | Amico Carrow | Antônio Dolohov | Augusto Rookwood | Avery (I) | Avery (II) |
Bartô Crouch Jr. | Belatriz Lestrange | Crabbe | Evan Rosier | Gibbon | Goyle |
Jugson | Lestrange | Múlciber (I) | Múlciber (II) | Nott | Pyrites (possivelmente) | Rabastan Lestrange | Rodolfo Lestrange | Rosier | Selwyn | Thorfinn Rowle | Travers | Walden Macnair | Wilkes | Corban Yaxley
Comensais da Morte que desertaram:
Draco Malfoy | Igor Karkaroff | Lúcio Malfoy | Pedro Pettigrew | Régulo Black | Severo Snape</small.
Aliados dos Comensais da Morte:
Albert Runcorn | Borgin | Dolores Umbridge | Fenrir Greyback | Golgomate | Gregório Goyle | John Dawlish | Mafalda Hopkirk | Narcisa Malfoy (desertou) | Pansy Parkinson | Quirino Quirrell | Scabior | Vicente Crabbe
Outras afiliações:
Gigantes (sob o controle de Golgomate) | Comissão de Registro dos Nascidos-Trouxas | Dementadores | Lobisomens | Sequestradores
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.