FANDOM


Minerva McGonagall: "Foi aí que..."
Alvo Dumbledore: "Foi. Ficará com a cicatriz para sempre."
Alvo Dumbledore e Minerva McGonagall discutindo a cicatriz em forma de raio de Harry Potter[fnt]

Harry Potter obteve uma série de cicatrizes durante a sua vida, bem como alguns ferimentos que podem ter resultado em cicatrizes. A que é mais conhecida, e a primeira que recebeu, está em sua testa e tem a forma de um raio (ou possivelmente na forma do movimento da varinha necessário para a maldição da morte); é o resultado de uma Maldição da Morte que o atacou quando ele era um bebê e desempenhou um papel em seu conflito com a eventual derrota de Lord Voldemort.

Cicatriz de raio Editar

Deixando a cicatriz Editar

Cicatriz de Harry queimando

A cicatriz na testa de Harry queimando.

Uma cicatriz na testa de Harry Potter na forma de um raio[1] é o resultado de uma tentativa fracassada de assassinato por Lord Voldemort em 31 de outubro de 1981, quando ele atacou Harry, de 15 meses, com a Maldição da Morte. Harry é a única pessoa conhecida a sobreviver à maldição porque o |amoroso sacrifício de sua mãe o protegeu.[2] Sem o conhecimento de Voldemort, o incidente também inadvertidamente transformou Harry em uma Horcrux, enquanto um pedaço da alma do Lorde das Trevas se incorporou em Harry.

Percebendo a conexão Editar

Visão de Harry

A cicatriz de Harry lhe dá uma visão de Arthur Weasley sendo atacado por Nagini.

Nos anos que se seguiram, a cicatriz de Harry doía sempre que Voldemort estava perto, ou sempre que corria perigo com o Lorde das Trevas ou seus seguidores, os Comensais da Morte, como quando um deles detonou a Marca Negra perto dele em 1994. Quando Harry foi forçado a confrontar o recém-regenerado Voldemort no Cemitério em Little Hangleton, em 1995, sua cicatriz queimava terrivelmente.[3]

Neste ponto, ficou claro para Alvo Dumbledore e Harry que a cicatriz era parte de um elo entre sua mente e a de Voldemort. Machucaria Harry sempre que Voldemort estivesse experimentando fortes emoções negativas, e às vezes Harry era capaz de ver diretamente os pensamentos de Voldemort. Foi através dessa conexão que Harry viu Nagini atacar Arthur Weasley em 1995.

Esse incidente foi o que destacou a necessidade de Harry aprender a bloquear a conexão que existia, já que essa visão era mais intensa que as anteriores. Para tentar impedir que Voldemort invadisse a mente de Harry, Dumbledore fez com que ele tomasse lições de oclumência com Severo Snape, apesar de não terem tido sucesso. Eles não tiveram sucesso porque Snape e Harry não podiam colocar de lado sua animosidade e executar os passos necessários para ensinar e aprender essa arte.

Harry possuído

A cicatriz de Harry desempenha um papel nele ser possuído por Lord Voldemort.

Em junho de 1996, Voldemort usou o link para enviar a Harry uma falsa visão de seu padrinho sendo torturado com a Maldição Cruciatus a fim de atraí-lo para o Departamento de Mistérios. Uma vez dentro do departamento, ele e seus amigos foram atacados e uma batalha se seguiu. Voldemort brevemente possuíu Harry no final desta batalha, mas quando Harry se concentrou em sentimentos de pesar por seu amado e assassinado padrinho, Voldemort sentiu uma grande dor e saiu de sua mente. Dumbledore teorizou que Voldemort nunca tentaria entrar na mente de Harry novamente.[4]

Usando e destruindo o link Editar

Embora Harry nunca tenha dominado Oclumência, ele eventualmente aprendeu a exercer controle moderado sobre a conexão entre ele e Voldemort. Enquanto procurava pelas Horcruxes com Ronald Weasley e Hermione Granger, ele sentiu sua cicatriz queimar muitas vezes, nas ocasiões em que Voldemort estava com raiva, e foi capaz de vislumbrar seus pensamentos e percepções naqueles momentos. Por exemplo, quando Harry questionou o Sr. Olivaras sobre a existência da Varinha das Varinhas, ele tinha visto uma visão do passado em que Olivaras estava contando a Voldemort que Gregorovitch tinha a Varinha das Varinhas. Ele também viu Voldemort ordenando que Draco Malfoy torturasse Thorfinn Rowle através dos olhos de Voldemort. Quando Harry se concentrou em sentimentos associados ao amor, como sua angústia por Hermione ter sido torturada por Belatriz Lestrange ou sua dor pela morte de Dobby, ele conseguiu bloquear sua ligação com Voldemort.[5]

Depois que Harry soube que ele era uma Horcrux, ele foi voluntariamente para o que ele acreditava que seria sua morte. A Maldição da Morte de Voldemort, no entanto, apenas destruiu a parte de sua própria alma que estava dentro de Harry, eliminando assim sua ligação. Harry sobreviveu e foi derrotar Voldemort de uma vez por todas. Como a dor de sua cicatriz foi causada pela porção da alma de Voldemort dentro dele tentando escapar, Harry não sentiu mais dor da cicatriz uma vez que Voldemort havia eliminado aquela parte da alma,[5] até o ano de 2020, quando a filha de Voldemort Delphini estava planejando seu renascimento através do uso da viagem no tempo.[6]

Cicatrizes na mão Editar

Outras possíveis cicatrizes Editar

Há alguns ferimentos que Harry recebeu que podem ter deixado cicatrizes.

Cicatriz da mordida de Nagini Editar

Quando Nagini atacou Harry quando ele e Hermione se aventuraram a Godric's Hollow em 24 de dezembro de 1997, a cobra mordeu-o no antebraço. Depois de desaparatar , Hermione colocou um pouco de Ditamno na ferida. No momento em que Harry acordou, a mordida estava "meio curada".[5] Não se sabe se isso deixou uma cicatriz, porque apesar de Ditamno geralmente reparar os danos à pele, Nagini era uma cobra venenosa, o que pode ter exacerbado a lesão. Quando ela mordeu Arthur Weasley em 1995, os curandeiros do St. Mungus tiveram dificuldade em manter a ferida fechada porque seu veneno dissolveu seus pontos[4] e era imune a formas mágicas comuns de cura. Nagini pode não ter dado a Harry uma mordida severa porque Voldemort ordenou que ela o segurasse, mas não matasse-o.[5] A própria natureza de Harry como Horcrux também pode ter sido um fator.

Cicatriz da maçã do rosto Editar

Por trás das cenas Editar

  • Nos filmes, a cicatriz de Harry está descentrada na testa. Isso foi feito por insistência de JK Rowling, porque muitos fãs acreditam que a cicatriz está no meio da testa, já que é onde as ilustrações dos livros americanos a descrevem; no entanto, os livros britânicos descrevem-no descentralizado, mas a localização da cicatriz nunca é mencionada no texto dos livros. É, no entanto, insinuou estar no lado direito de sua testa (em Harry Potter e a Ordem da Fênix diz que Harry recebeu dor acima de seu olho direito). Também foi mencionado que estava em um local facilmente coberto por seu cabelo.
  • A cicatriz na testa de Harry levou Draco Malfoy a usar o apelido de "Cicatriz" para Harry, que ele pronunciou pela primeira vez durante a partida de quadribol da Grifinória contra Sonserina em 1992,[7] mas usado várias vezes desde então.
  • O wikipedia:pt:William, Duque de Cambridgepríncipe William, duque de Cambridge, revelou que ele tem uma cicatriz semelhante à de Harry Potter na testa. Ele chama isso de "cicatriz de Harry Potter" porque brilha algumas vezes, e algumas pessoas percebem isso, enquanto em outras vezes eles não percebem nada.[8]
  • O corte que Pettigrew deu a Harry no Cemitério Little Hangleton é similar à Marca Negra em sua localização e comprimento.

Ver também Editar

Aparições Editar

Wiki
A Harry Potter Wiki tem 2 imagens relacionadas a Cicatrizes de Harry Potter.

Erro de citação: existem marcas <ref>, mas nenhuma marca <references/> foi encontrada
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.