Harry Potter Wiki
Advertisement
Harry Potter Wiki
Padlock.png
A edição desta por usuários recém-registrados está atualmente desativada.
Esses usuários podem discutir mudanças, ou solicitar desproteção.

"É, tamanho não é garantia de potência. Olhe só a Gina."
— A impressionante Azaração para Rebater Bicho-Papão de Gina[fnt]

Ginevra[23] Molly[24] Potter[25] (nascida Weasley), mais conhecida como Gina Weasley, é uma bruxa inglesa sangue puro[3] nascida em 11 de agosto de 1981 sendo a filha mais nova entre sete filhos de Arthur e Molly Weasley. Ela foi a primeira mulher a nascer na família Weasley em várias gerações, crescendo junto de seus irmãos mais velhos n'A Toca, pelos arredores de Ottery St. Catchpole, em Devon, Inglaterra.

Gina frequentou Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts um ano abaixo do famoso Harry Potter, dentre 1992-1999, sendo classificada para a Casa Grifinória. Em seu primeiro ano ela desenvolveu uma paixão de longa data por Harry e foi possuída por uma jovem lembrança de Tom Riddle preservada em um diário. A memória forçou Gina a reabrir a Câmara Secreta, colocando sua própria vida e a de outros alunos em risco. Após isso, ela cresceu e se tornou uma jovem forte e confiante, tornando-se um membro notável da Armada de Dumbledore — uma organização ensinada e liderada por Harry — durante seu quarto ano. Mais tarde ela lutou durante a Batalha do Departamento de Mistérios em 1996, Batalha da Torre de Astronomia em 1997 e em 1998 na Batalha de Hogwarts. Sendo uma excelente jogadora de Quadribol, Gina jogou como artilheira e apanhadora para o time de quadribol da Grifinória em momentos distintos.

Após os acontecimentos da Segunda Guerra Bruxa, ela se tornou jogadora profissional do esporte, entrando para o time inteiramente feminino chamado "Harpias de Holyhead". Ao se aposentar das partidas, Gina se tornou a correspondente sênior de quadribol para o Profeta Diário, e em 2020 a editora de esportes. Eventualmente, se casou com Harry Potter e juntos tiveram três filhos: Tiago, Alvo e Lílian Potter.

Biografia

Início da vida (1981–1992)

Gina: "Nove e meia... Mamãe, não posso ir..."
Molly: "Você ainda não tem idade, Gina, agora fique quieta."
— O entusiasmo de Gina, com dez anos, em frequentar Hogwarts[fnt]

Gina Weasley nasceu em 11 de agosto de 1981, como a primeira mulher a nascer na família Weasley depois de várias gerações, sendo a filha mais nova de Arthur e Molly Weasley entre sete filhos. Na época em que nasceu, a comunidade bruxa estava no auge de sua Primeira Guerra, na qual seus tios maternos, Fábio e Gideão Prewett foram assassinados em combate por Comensais da Morte a mando de Antônio Dolohov. A guerra terminou messes mais tarde, quando Lorde Voldemort teve sua primeira derrota "nas mãos" de Harry Potter, em 31 de outubro de 1981.

A Toca , onde Gina cresceu com os pais e seis irmãos mais vellhos

Ela e seus irmãos mais velhos cresceram n'A Toca, nos arredores de Ottery St. Catchpole, em Devon, Inglaterra. Apesar de alguns de seus irmãos jogarem Quadribol, Gina não tinha permissão para jogar quando criança. Aos seis, ela começou a invadir o galpão de sua casa e pegar algumas vassouras para treinar o esporte. Ela nunca foi pega, e isso só foi revelado oitos anos mais tarde, quando Hermione Granger contou a Fred e Jorge Weasley.

Gina afirmou estar ansiosa pra frequentar a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts desde que seus irmãos mais velhos iniciaram seus estudos; ela provavelmente exagerou pois quando seu irmão mais velho, Gui, começou a estudar ela tinha apenas um ano de idade. Da mesma forma, ela sempre foi tímida em relação a Harry Potter, principalmente quando ele visitou A Toca pela primeira vez e ela ficou corada e bastante envergonhada, correndo de volta para seu quarto, e colocando seu cotovelo em uma manteigueira[26].

Gina, acompanhada da mãe, encontra com Harry Potter pela primeira vez

Em 1 de Setembro de 1991, acompanhada da mãe, Gina comparece a Estação de King's Cross, para se despedir de seus irmãos que estavam embarcavam para Hogwarts. Apesar de jovem, ela implorou para ir junto dos irmãos, e ao descobrir que Harry Potter estava a bordo, ela pediu para vê-lo. Ao trem partir, Gina começou a chorar, mesmo seus irmãos prometendo-lhe mandar um monte de corujas e uma tampa de vaso sanitário dos banheiros escolares[27]. Ela correu ao longo da plataforma Nove e Meia para alcançar o trem, meio rindo e chorando, mas parou para acenar.[28]

Quando o Expresso de Hogwarts retornou em 1992, Gina estava acompanhada de sua mãe para dar as boas-vindas aos irmãos que voltavam para as férias, ela novamente estava animada em ver Harry, apontando-o quando ele passou pela barreira entre as plataformas.[29]

Anos de Hogwarts (1992–1998)

Primeiro ano

"Eu n-não sabia... Encontrei o diário junto com os livros que mamãe comprou para mim. P-pensei que alguém o deixara ali e se esquecera dele..."
— Gina explica como encontrou o diário de Tom Riddle[fnt]

Depois de encontrar com Harry Potter na Estação de King's Cross, Gina começa a desenvolver sentimentos por ele e fala sobre tal durante todo o verão. Quando Harry comparece A Toca pela primeira vez — após ser resgatado da Rua dos Alfeneiros, nº4 por Rony, Fred e Jorge — ela fica completamente desengonçada e tímida em sua presença. Em seu primeiro encontro, Gina acaba descendo para o café da manhã e encontra Harry sentado à mesa. Assustada, ela retorna a seu quarto e posteriormente, é apontada por ele, lhe encarando enquanto Harry subia ao quarto de Rony. No dia em que as cartas de Hogwarts finalmente chegam, Harry lhe pergunta se ela estaria iniciando seus estudos, e Gina em resposta, cora profundamente e acaba enfiando seu cotovelo em uma manteigueira[26].

A família Weasley é interceptada por Lúcio e Draco Malfoy

Ela viaja junto de sua família ao Beco Diagonal para comprar seus materiais escolares. Sua empolgação de finalmente estar indo a Hogwarts é temperada com o fato de que, devido à situação financeiro dos Weasley, Gina teria de se contentar com a maioria de seus materiais usados, incluindo vestes e livros. Já na Floreios e Borrões, no entanto, ela se torna proprietária de um novo conjunto de obras coletadas por Gilderoy Lockhart — Harry, tendo os recebido por Lockhart como uma jogada publicitária, dá o conjunto a Gina, já que poderia comprar um próprio e por ter ficado bastante envergonhado com que o homem havia feito. Com esse ato de gentileza, ela finalmente toma coragem e consegue falar na frente de Harry, enfrentando Draco Malfoy quando ele começa a insultá-lo. O menino, acompanhado do pai, Lúcio, aproveita a oportunidade para insultar a família Weasley por se associarem aos trouxas pais de Hermione Granger — algo que em suas palavras "era uma vergonha para um bruxo"[30]. Durante seu discurso, ele consegue trocar a cópia usada de Gina de "O Guia de Transfiguração para Iniciantes" com o diário de Tom Riddle[31].

Gina confidencia seus sentimentos ao diário

Ela inicia seus estudos em 1 de setembro de 1992 e é classificada para a Casa Grifinória[22], assim como todos os Weasley anteriores a ela. Gina descobre o diário em meio a seus pertences e começa a escrever nele. Para seu espanto, o artefato lhe escreve de volta, e ela começa a confiar nele, escrevendo sobre como seus irmãos a provocavam, em como teve de vir a escola com roupas e livros de segunda mão e em como pensava que Harry jamais iria gostar dela[32]. Gina também abre seu coração e delata à memória de Riddle tudo sobre a história de Harry.

Em algum momento, pelo menos uma vez, ela desce em direção à cabana de Rúbeo Hagrid, esperando encontrar Harry. A medida que ia confidenciando seus maiores medos e segredos ao diário, Gina se tornava cada vez mais vulnerável à memória de Tom Riddle — o qual começa a derramar um pouco de sua própria alma para a garota, começando lentamente a influenciá-la. No início de outubro, seus sinais de influência passam a ser mais evidentes, o que acaba causando sua palidez. A então onda de resfriados que circulava pela escola encobre a real situação de Gina, e seu irmão mais velho, Percy, a intimida tomar uma poção reanimadora preparada por Madame Pomfrey[33]. No entanto, em 31 de outubro, a memória de Riddle é capaz de assumir o total controle pela garota e a usa para reabrir a Câmara Secreta e liberar de lá seu residente, o Basilisco de Salazar Slytherin. A criatura é capacitada de petrificar a gata de Argo Filch e de colocar a vida de todos os estudantes em grave perigo. Gina também é forçada a pendurar o animal em um porta-archote e a escrever uma mensagem ameaçadora nas paredes: "A CÂMARA SECRETA FOI ABERTA. INIMIGOS DO HERDEIRO, CUIDADO."

Gina possuída por Riddle, escreve uma mensagem na parede

Após o ataque, Gina aparenta ficar perturbada com o que havia acontecido com Madame Nor-r-ra, e isso faz Rony a atribuir ao fato de ela adorar gatos[34]. Ela então reabre a Câmara mais duas vezes, causando na petrificação de Colin Creevey e Justino Finch-Fletchley. Gina fica ainda mais perturbada e, novamente, seus irmãos atribuem isso a outras causas — ela se sentava ao lado de Colin durante as aulas de Feitiços e estava tendo pesadelos por Fred e Jorge andarem lhe assustando assaltando-a pelas costas[35].

Ela então, confidencia ao diária estar ficando louca. Gina começa a acordar com penas de galo em suas vestes e não se recorda aonde estivera no Dia das Bruxas e quando Colin havia sido petrificado. Ela deduz estar atacando toda a escola. Suas perdas de memórias frequentes começam a afetar seriamente sua saúde, além do ponto de aparentar fraca.

Gina tenta se livrar do diário jogando-o em um vaso sanitário

Junto dos irmãos, Gina permanece em Hogwarts durante o Natal, ao invés de visitar Gui no Egito com os pais. Ela começa a suspeitar do diário e, inúmeras semanas após o feriado, Gina tenta se livrar do objeto jogando-o em um vaso sanitário no banheiro da Murta Que Geme. Depois de ficar livre do diário, ela envia a Harry um cartão musical anônimo de Dia dos Namorados em 14 de fevereiro de 1993. Ele o recebe em sua frente, enquanto Gina estava a caminho de suas aulas, quando é abordado por um anão designado a entregá-lo. Durante a entrega, a mochila de Harry se rompe e o cartão é jogado no chão. Para seu horror, ela vê que Harry agora possuía o diário. E ainda para piorar, Draco Malfoy dá a entender que era ela quem havia enviado o cartão na frente de todos.

Gina temendo que Harry descobrisse seus segredos, bem como seus sentimentos em sua relação e podendo achar que seria ela a responsável pelos os ataques, invade o dormitório masculino da Grifinória a procura do objeto. Depois de recuperá-lo ela mais uma vez é possuída pela memória de Riddle e reabre a Câmara novamente, desta vez petrificando Hermione Granger e Penélope Clearwater. Não se sabe como Gina reagiu ao ocorrido, mas é provável deduzir que ela se sentiu particularmente chateada por Hermione ter sido petrificada.

Gina inconsciente deitada ao chão da Câmara Secreta

Ela tenta contar a Harry e Rony o que andava acontecendo, mas não consegue e logo é interrompido por Percy. A memória de Tom furiosa, devido estar planejando enfrentar o próprio Harry cara a cara, e pesando que ele viria ao socorro de Gina, faz a garota escrever uma despida nas paredes e posteriormente, se jogar na Câmara para morrer. Ela havia conseguido expressar o suficiente de sua vida no diário que acaba não conseguindo lutar contra o controle de Riddle a cima de si. Gina fica inconsciente, e a última coisa a qual se lembra ao deitar no chão da Câmara era ver Riddle saindo do diário e recuperar sua forma corpórea e sua aparência juvenil. A medida que o menino ficava mais forte, a vida de Gina se desvanecia até cair em um estado inconsciente.

Gina revela todo o ocorrido a Harry

Ela posteriormente acorda ao descobrir que o diário havia sido destruído com uma presa de Basilisco, e que havia sido salva por Harry. Sendo assim, sua vitalidade é restaurada. Chorosa e assustada, Gina revela todo o ocorrido, tendo certeza de que seria expulsa da escola. Depois de deixar a Câmara com a ajuda de Fawkes, a fênix, ela se reúne aos pais no escritório de Minerva McGonagall. Apesar de seus medos, Dumbledore não a culpa, dizendo que inúmeros bruxos mais velhos e experientes já haviam sido enganados por Voldemort, a mandando para a ala hospitalar para se recuperar de sua provação com uma caneca de chocolate quente.

Após sua experiência traumática, Gina volta ao normal e fica feliz pelo decorrer do período escolar. No final do ano letivo, ela viaja de volta à King's Cross junto de seus irmãos, Harry e Hermione no Expresso de Hogwarts, jogando Snap Explosivo.Gina também menciona que em algum momento havia encontrado Percy e Penélope Clearwater se beijando em uma sala durante o ano, implorando aos irmãos para não provocá-lo com isso.

Segundo ano

"Vocês deviam dar um exemplo melhor para sua irmã!"
— A Sra. Weasley sobre as frequentes travessuras de Fred e Jorge[fnt]

Os Weasley no Egito

No verão de 1993, Gina viaja junto de sua família ao Egito para visitar seu irmão mais velho Gui após Arthur ganhar o Grande Prêmio Anual da Loteria do Profeta Diário. Ela acaba visitando inúmeros túmulos, mas sua mãe não lhe permite olhar o último por haver esqueletos mutantes.

Ela e a família ficam hospedadas no Caldeirão Furado por uma noite anterior à sua segunda partida para Hogwarts. Ao reencontrar com Harry no estabelecimento, Gina fica ainda mais envergonhada em sua presença como de costume, murmurando um simples "olá" sem olhar para ele. No dia seguinte, na plataforma Nove e Meia, os dois acabam se encarando enquanto riam da tentativa de Percy ao tentar impressionar sua namorada, Penélope[36].

A bordo do trem, Gina é separada do trio até o momento em que o expresso é interceptado por Dementadores. No escuro, ela encontra caminho ao compartimento de Harry, Rony, Hermione, Neville e do professor Lupin. Quando as criaturas chegam a cabine, Gina é uma das mais afetadas entre eles, devido as terríveis experiências que havia sofrido no ano anterior com Tom Riddle. Ela fica extremamente pálida e tremia feito louca[37], eventualmente sendo consolada por Hermione.

Mais tarde, após Harry cair de sua vassoura durante uma partida de quadribol em meio a uma tempestade, Gina o visita na ala hospitalar. Ela havia feito um cartão de melhoras que quando aberto, cantava esganiçadamente[38].

Terceiro ano

Rony: "Certo, essa história está ficando idiota. Gina, você pode ir com o Harry e eu vou..."
Gina: "Não posso. Estou indo com... com Neville. Ele me convidou quando Hermione disse não e eu achei... bem... de outro jeito eu não poderia ir, não estou no quarto ano."
— Gina perde a chance de ir ao Baile de Inverno com Harry

Gina, junto de Hermione, Harry e Rony, na Copa Mundial de Quadribol em 1994

No verão de 1994, Gina passa muito tempo ao lado de Hermione Granger — que estava hospedada n'A Toca antes e depois da Copa Mundial de Quadribol —. As duas dividem o quarto de Gina e acabam solidificando a crescente amizade. Ciente de seu interesse em Harry, Hermione aconselha a garota a tocar a vida e começar a demonstrar quem realmente era, já que Gina mal conseguia falar quando Harry estava presente. Ela até sugere para que começasse a sair com outros garotos até o então momento que ele viesse a retornar seus sentimentos. Embora ela ainda tenha permanecido tímida na presença de Harry, Gina segue os conselhos e começa a ficar muito mais "relaxada" em relação a ele, passando mais tempo ao lado do trio[39].

Ela comparece à final da Copa Mundial de Quadribol em 25 de agosto com a maioria de sua família, assim como com Harry e Hermione. Durante a partida, Gina foi mostrada usando um chapéu verde de trevo em apoio aos irlandeses. Ela posteriormente fica muito perturbada com o aparecimento de Comensais da Morte após a vitória da Irlanda. Durante o ocorrido, seu pai a coloca sobre proteção de Fred e Jorge, enquanto ele, Gui, Carlinhos e Percy iriam em recorrência do Ministério[40]. Gina e os gêmeos são separados do trio e não é conhecido o local ao qual se esconderam enquanto Harry, Rony e Hermione permaneceram na floresta próxima ao acampamento.

Gina e Neville durante o Baile de Inverno

Ela retorna a Hogwarts, que sediava o Torneio Tribruxo naquele ano, e torce por Harry, o inesperado quarto campeão. Gina também mantém um bom relacionamento com Hermione, tal qual, foi a única a quem a garota confiou para contar que Vítor Krum havia lhe convidado para o Baile de Inverno[41]. Por ser do terceiro ano, Gina não tinha permissão para comparecer ao evento, a menos que fosse convidada por um aluno mais velho. Neville Longbottom a convida quando Hermione recusa seu convite por já possuir um par, e ela aceita. Posteriormente Rony diz a ela para que fosse com Harry — que ainda não tinha uma acompanhante — mas Gina tem de recusar por já ter aceitado o convite de Neville[42]. Entrando em conflito com a ideia, ela permanece fiel ao convite de seu acompanhante e comparece ao evento. Lá, Gina acaba conhecendo Miguel Corner, a quem ela começa a namorar no final do ano[43].

Quarto ano

Cho Chang: "A Associação de Defesa? A AD, para que ninguém saiba do que estamos falando?"
Gina Weasley: "É, a AD é bom. Só que devia significar a Armada de Dumbledore, porque o maior medo do Ministério é uma força armada de Dumbledore."
— Gina decide o nome da organização de magia prática defensiva[fnt]

Gina junto de Ninfadora Tonks no Largo Grimmauld, nº 12

Com a revelação de que Lorde Voldemort havia retornado, no verão de 1995, os Weasley tornam-se membros ativos da reconstituída Ordem da Fênix. Como resultado, a família é realocada para a sede da organização no Largo Grimmauld, nº 12. Gina, acaba mais uma vez, dividindo um quarto com Hermione e, posteriormente, ajuda sua mãe com a limpeza do local no intuito de torná-lo uma sede adequada para operações. Ela descobre toda a verdade por trás de Sirius Black e conhece Ninfadora Tonks, uma Auror que agia como uma irmã mais velha tanto para ela quanto para Hermione. Quando Harry chega ao número 12, Gina fica satisfeita em vê-lo e, devido ao conselho da amiga e seu relacionamento com Miguel Corner, ela fica mais "solta" em sua presença, não demonstrando nenhum constrangimento ou timidez em sua relação.

Devido a sua idade, ela nunca teve a permissão de participar das reuniões recorrentes da Ordem e mesmo quando Sirius insiste em informar Harry sobre toda a verdade da organização e de Voldemort, Gina é a única a ser banida da conversa por sua mãe. No entanto, Hermione — que tinha permissão para ouvir — conta tudo a ela. Mais tarde, em 12 de agosto, quando Harry é absolvido de sua audiência por seu uso indevido de magia na presença de um trouxa, Gina fica extremamente feliz e acaba executando uma espécie de dança de guerra junto de Fred e Jorge, cantando "Ele conseguiu, ele conseguiu, ele conseguiu..."[44].

Gina chega ao Cabeça de Javali para a primeira reunião do grupo

Ela eventualmente retorna a Hogwarts em 1 de setembro de 1995 e, durante a viagem a bordo do Expresso de Hogwarts, Gina apresenta Harry e Neville a Luna Lovegood, um membro da Casa Corvinal que estava no mesmo ano que ela. Com a recente chegada da então nomeada professora de Defesa Contra as Artes das Trevas, Dolores Umbridge, e de seu ensino totalmente teórico, Harry, Rony e Hermione decidem formar uma organização de estudantes para ensinar a magia prática defensiva. Gina se junta ao grupo, trazendo seu namorado Miguel e vários outros Corvinos. Todos se encontram no Cabeça de Javali, onde ela demonstra seu senso de humor imitando a irritante tosse de Umbridge. Durante a primeira reunião oficial do grupo, Gina sugere um nome — a Armada de Dumbledore — que para ela soava adjunto das iniciais que Cho Chang havia inventado[45].

Ao longo das inúmeras reuniões, o talento de Gina para magia defensiva foi demonstrado em meio a seus reflexos rápidos com o Feitiço de Desarmamento e seu talento considerável para a execução da Maldição Redutora — a qual impressionou até mesmo Harry (para seu deleite) e deixou seus irmãos invejados —. Perto do final do outono, Harry, junto de Fred e Jorge, é banido para sempre do Quadribol após atacar Draco Malfoy depois de uma partida contra a Sonserina — embora tais proibições tenham sido suspensas após Umbridge ser expulsa de Hogwarts —. Gina faz teste para o time e se torna a nova apanhadora. Embora admitisse que Harry era melhor, ela preferia jogar como artilheira e fazer gols.

Os irmãos Weasley são informados sobre o ataque ao pai

Seu momento de felicidade é arruinado pelo ataque de Nagini a seu pai pouco tempo antes do Natal. Ela, seus irmãos e Harry são instantaneamente enviados por meio de uma chave de portal ao Largo Grimmauld, nº 12. Aliviada em saber que seu pai estava bem, Gina o vê no dia seguinte no Hospital St. Mungus para Doenças e Acidentes Mágicos. Após a visita, ela percebe que Harry começa a se distanciar de todos, recusando-se a falar com qualquer um. Depois de Hermione voltar de uma viagem de esqui com os pais e retornar a sede, ela convence Harry a não se isolar e o leva até Rony e Gina. Ao saber que ele estava convencido de que havia sido possuído por Voldemort, Gina o questiona de o porquê não vir pedir conselhos à única pessoa que definitivamente havia sido possuída pelo Lorde das Trevas. Ela acalma Harry, e transmite suas experiências, admitindo que nunca tinha realmente superado o ocorrido.

Gina passa seu Natal no Largo e visita o pai novamente no hospital. Durante esta visita, ela, junto de Rony e Hermione, descobre a verdade sobre os pais de Neville — os quais haviam sido torturados até a insanidade por Bartô Crouch Jr, Belatriz, Rodolfo e Rabastan Lestrange por meio da Maldição Cruciatus durante o final da Primeira Guerra Bruxa.

Com seu retorno a escola, Gina joga pela primeira vez pelo time da Grifinória em uma partida contra a Lufa-Lufa. Apesar de ter pedido, ela capturou o pomo de ouro, embora tenha minimizado sua conquista, dizendo que ele não havia sido rápido o suficiente e que o apanhador adversário, Summerby, estava resfriado[46]. Provavelmente, em resultado de sua confiança e disposição em discutir suas experiências como nova apanhadora, Gina e Harry se tornaram melhores amigos.

O nome que ela havia inventado para a AD eventualmente salva Harry de uma expulsão pelas mãos do Ministério após a melhor amiga de Cho, Marieta Edgecombe, ter delatado a organização para Umbridge — devido a nomenclatura ter dado a Dumbledore uma maneira de levar toda a culpa pela formação quando o ministro Cornélio Fudge questionou que o grupo se autodenominava "Armada de Dumbledore, e não de Potter". O diretor eventualmente é forçado a abandonar a escola com a ajuda de sua fênix Fawkes para evitar sua prisão, deixando a própria Umbridge para substituí-lo como diretora.

Perto da Páscoa, Gina tem sua primeira conversa real com Harry na biblioteca, durante a qual, os dois comem ovos de chocolate juntos. Quando ela o persuade a falar com Cho — devido ao recente término dos dois por ela ter defendido Marieta, apesar de sua traição —, Harry lhe confidencia que precisava falar com Sirius; Gina o encoraja a fazê-lo, insistindo que ela própria seria capaz de ajudar. É nesta época que ela começa a falar com Harry como um amigo, e ele por sua vez, começa a gostar de sua companhia. Gina então conversa com Fred e Jorge e os pede para encontrar uma maneira de Harry falar com Sirius.

Em maio, ela joga sua segunda partida de quadribol pelo time de sua casa contra a Corvinal. Gina consegue capturar o pomo e derrota Cho, garantindo a Taça de Quadribol para a Grifinória. Após a vitória, Miguel fica mal-humorado com o resultado e, por causa dessa atitude, Gina termina com ele logo após o jogo[47].

Seis membros da AD são capturados pela Brigada Inquisitorial

Após Harry ter uma visão de Sirius sendo torturado por Voldemort no Departamento de Mistérios, Rony lhe convence a verificar se seu padrinho realmente não estava no Largo Grimmauld, nº 12. Posteriormente, Luna e Gina chegam para auxiliar, enquanto Harry e Hermione invadem o escritório de Umbridge e Rony a distraia com a notícia de que Pirraça estava causando problemas — ao mesmo tempo, as garotas impediam pessoas de entrar no corredor que levava ao escritório dizendo que alguém o havia inundado com um Gás Garroteante[48]. Infelizmente, Umbridge descobre todo o plano, por simplesmente saber a verdadeira localização de Pirraça e ordena à Brigada Inquisitorial que os reunissem. Gina é pega por Cassius Warrington e, enquanto Neville percebe o que estava acontecendo e tenta ajudar, ele também é capturado. Ela é contida por uma grande garota sextanista — embora não fosse uma "prisioneira" muito obediente, tentando se libertar pisando em seus pés[49].

Quando Umbridge ameaça utilizar a Maldição Cruciatus em Harry para fazê-lo revelar o plano, Hermione finge um colapse nervoso e inventa uma mentira sobre uma arma que Dumbledore havia mandado fazer. Ela e Harry atraem a professora até a Floresta Proibida e acabam deixando Gina, Rony, Luna e Neville sozinhos com a Brigada. Eles conseguem se libertar usando as habilidades que haviam adquirido durante as reuniões da AD; Gina lidou pessoal com Draco Malfoy, acertando-o perfeitamente com sua Azaração para Rebater Bicho-Papão. O grupo logo se encontra com Harry e Hermione, que haviam deixando Umbridge com uma colônia de centauros enfurecidos.

Convencido de que o padrinho estava em perigo mortal, Harry resolve viajar a Londres para resgatá-lo. Embora ele tenha inicialmente tentado evitar que Gina, Luna e Neville o acompanhasse, Rony e Hermione o convence do contrário. Depois de voarem em Testrálios até Londres, o grupo entra no Ministério da Magia Britânico por meio da entrada de visitantes e se dirige ao Departamento de Mistérios. No Salão das Profecias, eles não encontram nenhum sinal de Sirius, mas Rony acaba achando uma profecia pertencente a Harry. Quando o garoto a remove da prateleira, o grupo é emboscado por Comensais da Morte liderados por Lúcio Malfoy e eventualmente descobre que Voldemort havia usado sua conexão entre ele e Harry para atraí-lo ao Ministério e pegar a profecia. Enquanto isso, Gina foi sadicamente ameaçada de tortura por Belatriz Lestrange, que queria usar a Maldição Cruciatus nela para fazer Harry entregar a profecia, esperando evitar a luta que eventualmente aconteceria[50].

Harry, Rony, Hermione, Gina, Luna e Neville na Câmara da Morte durante a Batalha do Departamento de Mistérios

Ao sinal de Harry, todos os seis membros da AD disparam Maldições Redutoras em prateleiras para distrair os Comensais e começam a correr. Gina, junto de Luna e Rony, é separada do outro trio e é perseguida por vários quartos por Comensais da Morte; Em uma sala contendo uma representação tridimensional do sistema solar, um Comensal agarra seu tornozelo. Luna utiliza Reducto em um modelo de Plutão e o explode no rosto do Comensal — o tornozelo de Gina é quebrado no processo.

A garota consegue colocar Gina e Rony — que também estava incapacitado — em segurança. Seu tornozelo imobilizado a restringe de ajudar durante a batalha. Gina fica perturbada quando seu irmão é atacado por um cérebro e é nocauteado por um Feitiço Estuporante no rosto. Felizmente, os Comensais estavam focados na profecia e Harry é capaz de afastá-los do restante do grupo. Ela recupera sua consciência no momento em que ele perseguia Belatriz, mas Harry ignora suas perguntas e passa correndo por ela.

Após a batalha, Gina se recupera na ala hospitalar, onde Madame Pomfrey conserta seu tornozelo. Na viagem de volta a Londres, Gina revela que havia terminado com Miguel e que estava saindo com Dino Thomas. Ela posteriormente conforta Harry, que havia perdido Sirius durante a batalha[47].

Quinto ano

Harry Potter: "Gina, escute... Não posso mais namorar você. Temos de parar de nos ver. Não podemos ficar juntos."
Gina: "É por algum motivo nobre e idiota, não é?"
Harry Potter: "Voldemort usa as pessoas chegadas aos seus inimigos. Já usou você de isca uma vez, e foi só por ser irmã do meu melhor amigo. Pensa no enorme perigo que poderá correr se continuarmos a namorar. Ele saberá, ele descobrirá. Ele tentará me atingir através de você."
— Harry termina com Gina para sua própria segurança[fnt]

Gina durante sua visita às Gemialidades Weasley

Gina passa o verão de 1996 n'A Toca junto de sua família, Harry e Hermione. Apesar de ter que a atuar a nova noiva de seu irmão Gui, Fleur Delacour — a quem ela apelidou de "Fleuma" por não gostar muito da garota —, ela teve um bom verão enquanto praticava quadribol para tentar entrar no time de sua casa como artilheira. Com as férias chegando ao fim, ela, o trio e seus pais fazem uma viagem ao Beco Diagonal para comprar novos materiais escolares. Enquanto estava na loja de seus irmãos, as Gemialidades Weasley, Gina compra seu primeiro animal de estimação, um Mini-pufe roxo o qual ela nomeou de Arnaldo[51].

Em 1 de setembro, Gina se encontra com seu namorado Dino Thomas no Expresso de Hogwarts e é interrompida por Zacarias Smith que tentava lhe arrancar informações sobre o que havia acontecido na noite da Batalha do Departamento de Mistérios. Cansada de seus questionamentos contínuos, ela o lança a Azaração para Rebater Bicho-Papão e é vista pelo então novo Mestre das Poções, Horácio Slughorn. O professor fica tão impressionado com sua azaração que a convida para um almoço com ele no intuito de fazer parte de seu seleto grupo de alunos o qual ele esperava cultivar ao longo do ano[52].

Gina marca um gol enquanto joga como artilheira durante uma partida de quadribol contra a Sonserina

Quando o semestre se inicia, Gina faz teste para o time de quadribol da Grifinória — do qual Harry havia sido nomeado capitão. Ela se destaca como artilheira e recebe um lugar na equipe. Posteriormente, após um treino, ela e Dino são pegos aos amassos por Harry e Rony. Os irmãos Weasley acabam tendo uma longa discussão sobre ela ter beijado seu namorado em público, o que faz Gina responder Rony que ele só via isso como errado porque nunca havia beijado alguém de "verdade" antes[53]. A discussão desencadeou um relacionamento gélido entre os dois, o qual durou algum tempo.

Durante a primeira partida de quadribol do ano contra a Sonserina, Gina marca vários gols. Após o jogo, ela propositalmente bate sua vassoura no pódio do locutor, onde Zacarias Smith, estava fazendo inúmeros comentários depreciativos sobre seu time[54]. Sua rivalidade com Rony por causa de sua atitude em relação ao beijo dela e de Dino em público se prolonga quando, após a vitória da Grifinória, ele começa a sair com Lilá Brown, a quem ele costumava agarra na frente de todos. Gina rotula o irmão de "hipócrita nojento"[55] depois de suas ações, mas aparentou ter superado a briga entre eles anteriormente.

Gina chega à festa de Natal de Slughorn

Antes do feriado, ela comparece à festa de Natal do Clube do Slugue com Dino. Gina passa suas festas natalinas n'A Toca com sua família e Harry, mas quando retorna a Hogwarts, ela parentava estar pouco entusiasmada em se encontrar com seu namorado. Após Rony ser acidentalmente envenenado em seu aniversário, Gina o visita na ala hospitalar e eles aparentemente se perdoam. Ela e Harry discutem o que havia acontecido a Rony sem parar, tentando encontrar uma explicação para o que havia acontecido.

Gina joga uma partida de quadribol com a Lufa-Lufa, onde a condição de seu irmão força o goleiro reserva Córmaco McLaggen a jogar junto. Durante o jogo, McLaggen pega um dos tacos do Batedor e arremessa um balaço propositalmente em Harry, o que o causa uma fratura no crânio. Dino, que jogava como artilheiro reserva no lugar de Katie Bell, ri do incidente, fazendo com que ele e Gina brigassem. Ela posteriormente visita Harry na ala hospitalar.

O casal passa por uma fase rochosa e em abril eles finalmente terminam depois de Gina acusar Dino de a empurrar ao ajudá-la a passar pelo retrato do Sala Comunal da Grifinória — na realidade o que acontece era: Harry usando sua capa da invisibilidade, esbarra sem querer na garota enquanto estava sob a influência de Felix Felicis, mas o incidente finalmente põe fim ao relacionamento já instável dos dois. Apesar da separação — ou por causa disso — Gina começa a passar mais tempo ao lado de Harry e Rony. Ela, posteriormente, defende o uso de Harry para com a Maldição Sectumsempra em Draco Malfoy, mesmo que isso tenha lhe causado uma suspensão da última partida de quadribol do ano.

O primeiro beijo de Harry e Gina

Com Harry suspenso, Gina assume o papel de apanhadora do time da Grifinória na partida final contra a Corvinal. Eles ganham a partida e, eventualmente, a Taça de Quadribol. Nas celebrações pós-jogo, Gina e Harry se beijam espontaneamente[56]. Ela, que de fato nunca havia realmente desistido do garoto, fica maravilhada, assim como Harry, que até então, vinha nutrindo sentimentos pela jovem o ano todo. Os dois desatam a namorar, embora tivessem um tempo limitado devido às detenções de Harry.


Em 30 de junho, Comensais da Morte são admitidos na escola por Draco, enquanto Dumbledore e Harry estavam fora em busca de uma das Horcruxes de Lorde Voldemort. Harry, que já suspeitava das ações de Draco, avisa Rony e Hermione para ficarem vigilantes, dando a eles o resto de sua poção Felix Felicis. Por suas ordens, Gina se junta a dupla e toma a poção, dando-lhes sorte extra caso necessário. Junto do irmão e Neville — que havia atendido o chamado da AD — ela vigia a entrada da Sala Precisa, onde Harry acreditava que Malfoy estava utilizando para algum propósito desconhecido. Mais tarde, Harry se prova certeiro.

Gina conforta Harry após a morte de Dumbledore

Eles assistem Draco sair da sala portando a Mão da Glória; quando os percebe, ele joga Pó de Escuridão Instantânea do Peru, cegando o trio e levando Comensais a Hogwarts através de um Armário Sumidouro. Lutando para sair do breu, eles se encontram com Remo Lupin e outros membros da Ordem da Fênix que patrulhavam a escola por ordens de Dumbledore. Na batalha que se segue, Gina duela contra Amico Carrow e não sofre ferimentos, devido em parte o uso da poção. Na sequência, ela fica chocada ao descobrir que o irmão Gui havia sido gravemente ferido e permanentemente marco por Fenrir Greyback. Ela é capaz de conduzir Harry para longe do cadáver de Dumbledore até a ala hospitalar, onde o garoto dá a notícia que o diretor havia sido morto por Severo Snape. Ela aparentou aceitar o relacionamento de Gui e Fleur após testemunhar o amor dos dois.

O funeral de Dumbledore

Ela tira seus N.O.M.s, apesar da tragédia que ocorreu na escola, e passa a maior parte de seu tempo com Harry. Ela comparece ao funeral de Alvo Dumbledore, junto de vários outros. No enterro, ela se senta ao lado de Harry, Hermione e Rony, ao invés de se sentar ao lado de sua família. Depois que o ex-diretor é enterrado, Harry termina com Gina, temendo que Voldemort viesse a torná-la um alvo ao descobrir o relacionamento dos dois, o que poderia colocar sua vida em perigo. Apesar de dizer que conhecia os riscos e que não ligava, ela aceita sua decisão, após ele dizer que não seria capaz de suportar se Gina morresse por sua culpa. Ela denomina sua decisão de "motivo nobre e idiota"[57].

Sexto ano

Harry Potter: "E que é acha que vai acontecer? Que talvez outra pessoa liquide Voldemort enquanto ela nos segura aqui preparando vol-au-vents?"
Gina: "Então é verdade? É isso que vão tentar fazer?"
— Discussão sobre os planos de Harry para com às Horcruxes[fnt]

Gina e Harry após a chegada do último A Toca

Após a morte de Dumbledore e com o conhecimento de que o feitiço protetor sobre Harry terminaria em breve, a Ordem da Fênix providencia transferi-lo da Rua dos Alfeneiros, nº4 até À Toca em 27 de julho, por meio de plano que se transformou em uma batalha altamente perigosa. Enquanto a maioria de sua família foi ajudar com a operação, Gina ficou esperando em casa com a mãe. A partir do momento em que os membros da Ordem começaram a perder suas chaves de portal, a garota começou a se preocupar com sua segurança, posteriormente ficando aliviada em ver Harry são e salvo.

Ela então explica a situação a ele, afirmando que as outras equipes estavam atrasadas e por isso a Sra. Weasley estava tão preocupada. Enquanto a maioria ainda não havia chego, Gina e Harry ficam de mãos dadas como uma forma de conforto, observando o céu em silêncio. Após Jorge aparecer com o ouvido azarado, ela fica chocada e ajuda a mãe com seus ferimentos. Finalmente, conforme cada membro da família ia chegando, Gina fica relaxada até o momento do anúncio da morte inesperada de "Olho-Tonto" Moody, a qual torna a ocasião muito séria.

Nos dias que se seguem, ela interage pouco com Harry por causa do término dos dois, apesar de ainda possuir sentimentos por ele. No entanto, enquanto arrumava a mesa para o jantar, Harry deixa escapar que ele, Rony e Hermione estavam prestes a sair em uma missão para deter Voldemort. Isso faz com que Gina comente sua suspeita sobre o plano, considerando a vontade de que Harry estava em derrotar o Lorde das Trevas. O garoto tenta convencê-la de que estava apenas brincando, o que a faz não acreditar.

Gina beija Harry no décimo sétimo aniversário do garoto

No décimo sétimo aniversário de Harry, Gina confessa que não sabia o que lhe dar, já que qualquer coisa que desse teria de ser pequena para Harry levar consigo em sua jornada. Ao invés disso, ela o beija "como nunca o beijara antes"[58] na esperança de dar algo para ele se lembrar dela. Gina faz isso, de acordo com suas palavras, "caso Harry encontrasse uma veela enquanto estivesse fazendo seja lá o que fosse fazer"[59] — ele a garante que isso seria improvável de acontecer. No entanto, eles são interrompidos por Rony, que aparentemente estava enciumado.

Já em 1 de agosto, Gina atua como dama de honra no casamento de Gui e Fleur, junto de Gabrielle Delacour. Quando a menina pisca para Harry, Gina tosse alto indicando seu aborrecimento. Ela usava um vestido dourado o qual, durante a cerimônia, sua tia Muriel comentou que estava decotado demais[60]. Gina a responde se virando para Harry e piscando. No meio do casamento, ela dança com Luna Lovegood, Lino Jordan e algumas outras pessoas. Harry — disfarçado como um primo distante da família Weasley chamado Barny — avisa a Vítor Krum para que não falasse com Gina, comentando que ela tinha um namorado grandalhão e ciumento[61].

No meio da ocasião, os convidados são alertados pelo patrono de Kingsley Shacklebolt de que o Ministério da Magia havia caído, que Rufo Scrimgeour estava morto e de que Comensais da Morte estavam a caminho. Enquanto o ataque se desdobrava, Harry, Rony e Hermione aparatam para longe do caos e iniciam sua busca pelas Horcruxes. Gina é vista se defendendo de um Comensal e não conseguiu se despedir de Harry e, sendo assim, os dois não se veem novamente por quase um ano. A família Weasley acaba sendo interrogada, mas nenhum membro é prejudicado.

O Expresso de Hogwarts é interceptado por Comensais da Morte

Como o Ministério nas mãos de Voldemort, bruxos nascidos trouxas estavam sendo encurralados e a presença dos alunos em Hogwarts se tornou obrigatória. Gina estava presente no Expresso de Hogwarts em 1 de setembro de 1997, quando o trem foi invadido por três Comensais que estava em busca de Harry. Uma vez na escola, ela, Neville e Luna refundaram a Armada de Dumbledore no intuito de se imporem ao regime imposto por Severo Snape. Eles desafiaram abertamente as autoridades e em algum momento, escapuliram à noite e escreveram nas paredes dos corredores — "Armada de Dumbledore, o recrutamento continua". Em outro momento, os três tentaram roubar a Espada de Godrico Gryffindor do escritório de Snape pois sabiam que Harry a necessitava — o plano dá errado e eles são pegos e punidos. Gina cumpre detenção com Hagrid na Floresta Proibida e é banida de comparecer às viagens ao povoado de Hogsmeade. Ela e Neville são deixados para liderar a AD após Luna ser sequestrada por Comensais da Morte durante as férias de Natal.

Durante a Páscoa, Gina esteve n'A Toca quando os Weasley são forçados a se esconderem na casa da tia Muriel após Rony acompanhar Harry e Hermione e ser descoberto por Comensais.

Batalha de Hogwarts

"Harry se virou e viu Gina e Tonks, as duas brandindo as varinhas da janela adiante, já desfalcada de vários vidros. No momento em que olhou, Gina lançou um feitiço certeiro contra um grupo de combatentes embaixo."
— Gina lutando em meio à batalha final[fnt]

Quando Harry, Rony e Hermione retornam a Hogwarts em 1 de maio de 1998 em busca de uma das Horcruxes, eles são recebidos por Neville e a demais resistência da Armada de Dumbledore. Cumprimento sua promessa a Gina, Neville avisa a todos que Harry estava na escola. Posteriormente ela chega junto de seus irmãos, Lino Jordan e Cho Chang. Todos chegam ao entendimento de que a batalha final da Segunda Guerra Bruxa estava para ser travada. Gina fica incrivelmente aliviada ao ver o trio, particularmente Harry, expressando seu descontentamento com os persistentes sentimentos de Cho pelo garoto. A ânsia de Cho em levar Harry até a Torre da Corvinal a irrita e, por sua vez, Gina insiste que sua amiga Luna o fizesse.

Gina durante a batalha

Conforme mais membros da AD e da Ordem da Fênix iam chegando, Arthur e Molly Weasley proíbem a filha de participar da batalha, já que Gina era menor de idade. Ela argumenta furiosamente contra o fato, já que Harry era muito mais jovem quando enfrentou Voldemort cara a cara inúmeras vezes anteriormente. Além disso, Gina não queria ir embora e deixar toda a sua família lutando enquanto esperava em casa por novidades. Então, Remo Lupin oferece um acordo: ela poderia ficar na Sala Precisa e continuar na escola, mas não poderia se envolver na luta. Embora não tenha gostado, Gina concorda de má vontade, permanecendo na sala.

Eventualmente, durante a batalha, Harry precisou que a sala mudasse para o "lugar onde se esconde tudo", a fim de recuperar o Diadema de Rowena Ravenclaw. Ele pede a Gina que saísse, com a condição de que entraria novamente assim que ele tivesse completado sua missão. Livre de sua "prisão", ela entra no meio da batalha com um floreio. Gina e Ninfadora Tonks são vistadas posteriormente por Harry disparando feitiços certeiros em uma multidão de combatentes abaixo.

A família Weasley de luto após a morte de Fred

Após a luta inicial, Voldemort convoca uma trégua temporária no intuito de fazer Harry se entregasse a morte. Gina fica chocado e com o coração despedaçado quando seu irmão Fred é morto, tendo de ser consolada por Hermione. Mais tarde, ela ajuda com a recuperação dos feridos fora do castelo. Quando Harry — sob a capa da invisibilidade — passou por Gina em meio a seu caminho para enfrentar Voldemort na Floresta Proibida, ela estava consolando uma garota ferida[62]. Ele pensou que ela poderia ter pressentido sua presença enquanto se afastava, mas ambos não tiveram nenhum contato, pois Harry não queria que ninguém tentasse impedi-lo.

Gina escapa de uma Maldição da Morte lançada por Belatriz por míseros milímetros

No momento em que o corpo aparentemente sem vida de Harry é apresentado aos defensores de Hogwarts por Voldemort, Gina solta um grito terrível carregado de raiva, tristeza e negação. No entanto, sua aparente morte estimula os combatentes, fazendo com que Neville empunhasse a espada de Gryffindor e decapitasse Nagini. Com a batalha reiniciada, Gina, Luna e Hermione duelaram pessoalmente com Belatriz Lestrange, a única Comensal da Morte restante naquele momento. A serva de Voldemort foi mais do que párea para as três, no entanto, ela dispara uma Maldição da Morte que apenas não acertou Gina por milímetros. Testemunhado por sua mãe e por Harry, os dois foram encorajados a atacar a Comensal. Molly chega primeiro e as duas duelam fantasticamente, o que causa a morte de Belatriz. Gina testemunha a derrota final de Harry sobre Voldemort e é uma das primeiras pessoas que correm para abraçá-lo. Ela é vista sentada com a cabeça no ombro da mãe durante as celebrações de vitória no Salão Principal.

Vida posterior (1998–2020)

"Gina Weasley, presa em sua carreira atlética, jogava para as Harpias de Holyhead, um time inteiramente feminino de quadribol. Eventualmente, ela deixa sua profissão para criar seus três filhos — Tiago, Alvo e Lílian — enquanto escrevia como correspondente sênior de quadribol para o jornal bruxo, o Profeta Diário."
J. K. Rowling sobre a vida futura de Gina[fnt]

Após o fim da Segunda Guerra Bruxa, Gina e Harry reataram seu romance apaixonado. Por vários anos, Gina fez parte de um time inteiramente feminino de quadribol chamado Harpias de Holyhead[21]. Em algum momento, ela e Harry se casaram e Gina adotou o sobrenome Potter. Posteriormente, ela se aposentou e deu à luz a três crianças: Tiago, Alvo e Lílian[10]. Gina mais tarde se tornou a correspondente sênior de quadribol do Profeta Diário[21].

Como correspondente, Gina participou da Copa Mundial de Quadribol de 2014 no deserto da Patagônia. Enquanto esteve no evento, ela escreveu vários artigos utilizando seu nome de casada, Gina Potter[63]. Sua família se juntou a ela para assistir à final da Copa em julho[64]. Gina cobriu o resultado da partida Brasil x Bulgária ao lado de Rita Skeeter. A última, enquanto estava no pódio dos jornalistas, repetidamente fazia correções em seus relatórios. Isso continuou até pouco depois do final da partida, quando Rita comentou que Harry Potter estava "sedento por publicidade" no momento em que Gina se aproximava. Com essa última observação, Rita ficou "inexplicavelmente doente" com o que alguns denominaram de "feitiço para plexo solar".[65]

Gina ao lado de sua família em 2017

Em 1 de setembro de 2017, Harry e Gina acompanham os filhos até a Estação de King's Cross para embarcá-los no Expresso de Hogwarts. Seu filho do meio, Alvo, iria ingressar seu primeiro ano na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Já em 2020, Gina se tornou editora de esportes do Profeta Diário, enquanto seu marido era promovido como chefe do Departamento de Execução das Leis da Magia. A essa altura, todos os três filhos do casal estavam estudando em Hogwarts. No mesmo ano, os dois se juntaram a Hermione Granger e Draco Malfoy para voltar no tempo e salvar Alvo e Escórpio Malfoy e acabar com os planos de Delphini Riddle.

Posteriormente, Gina ensina a Azaração para Rebater Bicho-Papão aos membros da Força-Tarefa do Estatuto do Sigilo, afim de ajudar a resolver os problemas causados pela Calamidade[66]. Além disso, como uma estrela do quadribol, ela os instrui sobre técnicas de controle do corpo ao cair de uma vassoura.

Aparência física

"Tem muito rapaz que gosta dela. Até você acha que ela é atraente, não é, Blásio, e todos sabemos como você é difícil de agradar!"
— Discussão sobre a aparência física de Gina[fnt]

Gina aos 14 anos

Gina foi descrita como uma garota extremamente bonita, que herdara os típicos traços da família Weasley: cabelos ruivos flamejantes e pela sardenta. Ela possuía pele clara, uma estatura baixa e olhos castanhos assim como os de sua mãe. Quando corava, Gina ficava em um tom avermelhada que combinava com seu cabelo. No momento em que atingia um estado altamente emocional, ela era conhecida por adquirir uma "expressão decidida e intensa"[67].

Foi afirmado que, devido à sua beleza, ela era perfeitamente capaz de atrair certa atenção dos meninos. Em 1996, Pansy Parkinson afirmou que "muito rapazes gostam dela" e que até Blásio Zabini a achava "atraente", com a observação adicional de que ele era muito difícil de agradar quando se tratava da aparência de certas garotas. Embora Blásio imediatamente tenha se oposto a essa acusação, ele ainda pode contar como uma espécie de testemunho da beleza de Gina[68]. Vítor Krum também afirmou que ela estava muito bonita durante o casamento de Gui Weasley e Fleur Delacour em 1997[61].

Personalidade e traços

"Você não sabe como é estranho ela estar tão tímida. Normalmente ela nunca para de falar..."
Rony sobre a personalidade de Gina[fnt]

Sua timidez em relação a Harry Potter

Gina era uma garota forte e independente que frequentemente sabia o que pensava. Ela tinha uma personalidade enérgica e viva, sendo também conhecida por ser perspicaz e engraçada — muitas vezes conseguindo fazer os outros rirem, mesmo quando estavam tristes. No entanto, quando jovem e apaixonada por Harry Potter em seus primeiros anos de amizade, Gina era tímida e retraída quando estava em sua presença[26]. Após seguir um conselho dado por Hermione Granger, ela se superou, tornado-se mais confiante e extrovertida[39].

Conhecida por ser bastante popular durante seus anos em Hogwarts, Gina era apreciada por vários garotos. Entretanto, seus irmãos Fred, Jorge e Rony, comumente questionavam sua popularidade, no intuito de preservá-la. Ela era capaz de ser opaca quando necessário e muito boa em mentir. Durante uma reunião da Ordem da Fênix no Largo Grimmauld, nº 12, após ser ensinada por Ninfadora Tonks em como verificar se uma porta estava "imperturbada", Gina atirou bombas de bosta na porta da cozinha no intuito de ouvir informações, no entanto, as bombas ricochetaram como se estivessem batendo em uma parede invisível[69]. Ao ser questionada pela mãe sobre quem era o responsável, ela culpou Bichento, embora suas mãos estivessem sujas no determinado momento.

Draco Malfoy: "Aposto que você adorou isso, não foi, Potter? "O Famoso Harry Potter". Não consegue nem ir a uma livraria sem parar na primeira página do jornal."
Gina: "Deixe ele em paz, ele nem queria isso."
— Gina defende Harry após Draco insultá-lo[fnt]

Gina enfrenta Draco Malfoy em defesa de Harry

Crescer diante seis irmãos mais velhos a fortaleceu. Gina não tinha medo de enfrentar ninguém. Notavelmente ela enfrentou Draco Malfoy em seu primeiro encontro com o garoto na Floreios e Borrões após ele insultar Harry em 1992. Ela também enfrentou Hermione em defesa novamente de Harry após seu uso com a Maldição Sectumsempra. Além disso, Gina podia ser dura com aqueles de quem não gostava, por exemplo; quando zombava de Fleur Delacour pelas costas no momento em que ficou noiva de seu irmão Gui e também na vez em que azarou e colidiu sua vassoura com Zacarias Smith quando ele a irritou e insultou em dois momentos distintos de seu quinto ano[52][54].

Ela também era difícil de se intimidar ou assustar, como pode ser exemplificado nos dois momentos em que discutiu com Harry por seus ataques de raiva. Isso é particularmente impressionante, dado que a raiva de Harry foi capaz de amedrontar até mesmos seus melhores amigos Rony e Hermione, que eram incrivelmente corajosos. Sua bravura permitiu que Gina participasse de uma duelo ao lado de Luna e Hermione contra a poderosa e insana Belatriz Lestrange.

Gina também era amante de animais, especialmente de gatos. Quando Madame Nor-r-ra é petrificada em 1992, seus irmãos atribuíram seu choque a esse fato, mesmo não sabendo que ela estava na realidade amedrontada por não conseguir se lembrar do que estava fazendo na hora, temendo ser a responsável[34]. Gina é quem denomina a coruja de Rony de "Pichitinho" e também era conhecia por ser capaz de atrair Bichento para fora de seu esconderijo quando quisesse brincar com o gato. Em seu quinto ano, ela finalmente obtêm seu próprio animal de estimação, um Mini-pufe roxo comprado nas Gemialidades Weasley e a quem ela nomeia de Arnaldo.

Capacidades e habilidades mágicas

O Patrono corpóreo de Gina, um Cavalo

"Ah, peraí, Gina não é ruim. Aliás, nem sei como conseguiu ser tão boa, já que a gente nunca a deixou conosco."
— As impressionantes habilidades de Gina no Quadribol[fnt]

Gina era uma bruxa muito poderosa e talentosa, sendo naturalmente proficiente com azarações e uma excelente jogadora de quadribol. Aos quatorze, ela foi capaz de executar o Feitiço do Patrono em sua forma corpórea — o que exemplifica suas capacidades devido ao feitiço ser uma forma de habilidade mágica avançada e superiora.

  • Duelo: Apesar de frequentemente ser impedida de participar de combates por sua mãe, principalmente por causa de sua idade, Gina foi uma duelista bastante talentosa e competente. Ela possuía a habilidade incrível de se esquivar de maldições lançadas por seus oponentes devido à sua agilidade com reflexos. Gina sobreviveu à Batalha do Departamento de Mistérios apenas com um leve ferimento[70]. Posteriormente, ela também duelou com o Comensal da Morte Amico Carrow durante a Batalha da Torre de Astronomia e saiu ilesa — parte disso se deve ao uso da poção Felix Felicis e sua agilidade. Mais tarde, ela se defendeu de Comensais durante o Ataque n'A Toca[71] e, em meio a Batalha de Hogwarts, Gina disparou feitiços certeiros contra uma multidão de combatentes[72]. Ela, junto de Hermione Granger e Luna Lovegood, duelou contra Belatriz Lestrange, uma bruxa das trevas altamente poderosa. Ela também conseguiu se esquivar de uma Maldição da Morte por um mísero milímetro, demonstrando sua notável destreza em magia marcial[73].
  • As evidentes habilidades de Gina em voo

    Voo: Gina, assim como os irmãos, era excelente em voo, tanto que jogou como artilheira e apanhadora para o time de quadribol da Grifinória em momentos distintos. Apesar de não jogar regularmente como apanhadora, ela conseguiu vencer Cho Chang, uma jogadora experiente nessa posição. Em 1996, Gina assumiu o lugar de Harry Potter — embora admitisse que ele fosse melhor — e venceu a Taça de Quadribol[56]. Quando mais velha, ela se tornou uma jogadora profissional do esporte, entrando para o time inteiramente feminino chamado "Harpias de Holyhead". Anos depois, ela utilizou suas experiências no esporte para instruir os novos membros da Força-Tarefa do Estatuto do Sigilo com técnicas de controle corporal ao cair de uma vassoura.
  • Defesa Contra as Artes das Trevas: Como um membro comprometido e entusiasta da Armada de Dumbledore, Gina aprendeu a lançar inúmeros feitiços defensivos e ofensivos com bastante sucesso, sob a instrução de Harry Potter. Ela foi capaz de lutar contra vários Comensais da Morte altamente perigosos durante inúmeras batalhas da Segunda Guerra Bruxa, assim como sobreviveu à Batalha de Hogwarts, demonstrando suas excelentes capacidades defensivas.
  • Feitiços: Gina era altamente eficaz neste ramo mágico. Em seu segundo ano, ela animou um cartão musical para cantar estridentemente quando aberto[38]. Certa vez, ela também utilizou um Feitiço de Limpeza em 1995 para limpar a escrofulária lançada pela Mimbulus Mimbletonia de Neville Longbottom em uma cabine do Expresso de Hogwarts[74]. Gina também possuía reflexos altamente rápidos com o Feitiço de Desarmamento. Mais impressionantemente, aos quatorze, ela foi capaz de executar o Feitiço do Patrono com proficiência, o qual é considerado um ramo da magia extremamente avançado e poderoso, tal qual, não sendo ensinado na Grade Curricular de Hogwarts. Seu patrono assumia a forma corporal de um Cavalo[20].
"Ela nunca lançou em você a azaração que usa para rebater bicho-papão?"
Fred Weasley sobre o talento de Gina em executar a Azaração para Rebater Bicho-Papão[fnt]
  • Gina executando a Maldição Redutora durante uma das reuniões da AD

    Artes das Trevas: Gina era surpreendentemente hábil em executar feitiços das trevas. Em particular a Azaração para Rebater Bicho-Papão, com a qual ela era conhecida por ser muito adepta desde jovem. Isso até chamou a atenção de Horácio Slughorn, devido — em suas palavras — a sua "maravilhosa azaração para rebater bicho-papão"[75]. Ela também era mais do que capaz em executar uma Maldição Redutora poderosa e impressionante.
  • Agilidade: Por ser pequena e extremamente rápida, Gina se tornava perita em desviar de feitiços em meio a combates e voar durante partidas de quadribol. No entanto, às vezes ela pudesse ficar presa, como na vez em que um Comensal da Morte agarrou seu tornozelo.
  • Liderança: Aos dezesseis, Gina foi capaz de co-liderar a Armada de Dumbledore ao lado de Luna Lovegood e Neville Longbottom, demonstrando sua capacidade em ser uma líder apta e resiliente.
  • Jornalismo: Como a correspondente sênior de quadribol do Profeta Diário, Gina foi mostrada em seus artigos como uma jornalista bastante justa e competente, em várias vezes escrevendo artigos imparciais e precisos enquanto ainda evidenciava certo entusiasmo em seu estilo de escrita. Posteriormente, seu cargo como editora de esportes demonstra seu nível de capacidade e responsabilidade como jornalista, embora ainda permanecesse uma repórter célebre.

Posses

A varinha de Gina

Relacionamentos

Família

Os Weasley

"Bem, pelo visto você estava ocupado demais para xingá-lo de retardado, então achei que alguém devia..."
— Gina sobre sobre seu irmão Rony[fnt]

A família Weasley

Gina foi criada em um lar amoroso e aparentemente seu relacionamento com sua família era bom. Por ser a única e esperada filha, ela teve de lidar com a mãe superprotetora que em geral a proibia de participar das reuniões da Ordem da Fênix quando esteve no Largo Grimmauld, nº 12 e de lutar durante conflitos; apesar de suas demonstrações anteriores de alto poder e habilidades em meio a duelos ao lado da Armada de Dumbledore durante a Batalha do Departamento de Mistérios, Batalha da Torre de Astronomia e a Batalha de Hogwarts. Entretanto, Gina comumente ajudava a mãe em tarefas domésticas e no cuidado de feridos em momentos difíceis.

Ela aparentemente idolatrava o irmão mais velho Gui, o defendendo de sua escolha de usar um brinco prateado e, inicialmente, sentindo que ele merecia muito mais do que Fleur Delacour — a quem Gina não gostava e chamava zombeteira de "Fleuma". Ela também ficou em estado de extremo choque quando Gui foi marcado permanentemente por Fenrir Greyback.

Gina se dava bem com Carlinhos e achava Percy um pouco autoritário e enfadonho. Quando o último tomou a decisão de virar as costas para toda a família e renegar apoio a Alvo Dumbledore e Harry Potter, ela ficou furiosa e até tentou jogar purê de pastinaga em Percy durante sua visita A Toca no Natal de 1996.

Gina: "Só porque ele ainda não se agarrou com ninguém na vida, só porque o melhor beijo que ele já ganhou foi da tia Muriel..."
Rony: "Cala essa boca!"
Gina: "Não calo, não! Vejo você com a Fleuma, esperando que ela lhe dê um beijo na bochecha toda vez que a vê, é patético! Se você saísse por aí dando uns amassos, não iria se importar tanto que os outros fizessem isso!"
— A intensa briga entre Gina e Rony em 1996[fnt]

Gina com Fred, Jorge e Rony

Percy tentou ser uma forma de inspiração para Gina e Rony, mas os dois irmãos mais novos acabaram puxando Fred e Jorge em termos de personalidade. No quesito temperamental, ela se assimilava aos gêmeos, e, assim como eles, sempre provocava Rony, o qual era o mais próximo de sua idade. Alguns deles tinham dificuldade em aceitar que Gina era popular entre garotos; ela e Rony tiveram uma briga particularmente desagradável[78] após o último a pegar aos amassos com Dino Thomas — embora os dois tenham eventualmente se reconciliado.

Ela e Rony possuíam uma relação de amor e ódio e, embora Gina se importasse profundamente com ele, suas brigas em geral eram intensas. Ela não teve problema algum em repreendê-lo quando acreditou que seu comportamento de envergonhá-la em público era irracional, e como quando zombou abertamente de sua paixão por Fleur Delacour, fazendo-o tropeçar na frente da garota. Em 1994, ela o confortou após sua humilhação em tentar convidar Fleur ao Baile de Inverno e já em 1996, os dois tiveram uma briga horrorosa sobre Gina beijar seu namorado em público, chegando ao ponto de ambos tentarem utilizar suas varinhas e fazer com que garota sucumbisse às lágrimas, algo ao qual ela dificilmente recorria — Rony dispara um feitiço na irmã e, se Harry não tivesse interferido, Gina teria retaliado[79].

Ela tinha um lado humorístico e fazia piadas para manter o ânimo de outras pessoas, assim como Fred e Jorge; no entanto, seu relacionamento com os dois não era perfeito. Gina ficou brava quando questionado sobre sua vida amorosa e, embora os gêmeos respeitassem seu relacionamento com Harry, eles não hesitavam em encontrar maneiras de provocá-los sobre isso. Ela ficou totalmente destruída após a morte de Fred durante a Batalha de Hogwarts.

Harry Potter

"Harry e Gina são verdadeiras almas gêmeas. Ambos são muito fortes e apaixonados. Essa é a conexão deles, e eles são notáveis ​​juntos"
J. K. Rowling sobre o romance de Harry e Gina[fnt]

Harry Potter, seu futuro marido

Em geral, Harry Potter sempre foi o amor da vida de Gina. Aos dez, ela o conhece brevemente enquanto ele embarcava no Expresso de Hogwarts com seu irmão Rony. Ela acaba desenvolvendo uma queda pelo garoto e no entanto, quando ele visita A Toca pela primeira vez, Gina fica tímida e desajeitada em sua presença. Posteriormente, enquanto possuía o diário de Tom Riddle, ela confidencia seus sentimentos por Harry e, dada a sua efusão de emoções, o objeto lentamente acaba assumindo o controle total de Gina. Harry eventualmente salva sua vida na Câmara Secreta matando o Basilisco de Salazar Slytherin por meio da Espada de Godrico Gryffindor e destruindo o diário com uma das presas da serpente. Ao salvar sua vida, Gina se torna ainda mais retraída em sua presença, mal chegando a falar em sua frente; enquanto isso, ele era amigável com o garota, mas até então, não correspondia seus sentimentos românticos.

Em 1994, durante a sedição do Torneio Tribruxo em Hogwarts, Rony sugere que Harry acompanhasse Gina ao Baile de Inverno. Por a garota já possuir um par, ela recusa e fica "extremamente infeliz", deixando a sala comunal de cabela baixa e chateada por saber que não poderia ir ao baile com sua paixão de longa data. Ela então, procura conselhos de Hermione Granger, que a sugere para que fosse mais ela mesma na frente de Harry e que até possivelmente namorasse outros rapazes. Seguindo o conselho, Gina começa a namorar Miguel Corner em seu quarto ano e Dino Thomas em seu quinto. Mesmo com outros garotos, ela nunca havia desistido de fato da esperança de que Harry algum dia correspondesse seus sentimentos.

Gina costumava a defendê-lo sempre que era necessário, como; em 1992, quando enfrentou Draco Malfoy dizendo-lhe ferozmente para "deixá-lo [Harry] em paz". Ela também criticou Blásio Zabini em 1996 quando ele insultou Harry e naquele mesmo ano, ela até discutiu com Hermione — uma amiga pessoal — sobre o uso de Harry com a Maldição Sectumsempra contra Malfoy. No ano seguinte, ela repreendeu seu então namorado, Dino, apenas por rir do fato de Harry ter sido ferido por Córmaco McLaggen em meio a uma partida de quadribol. Em 11 de julho de 2014, durante à Copa Mundial de Quadribol, Rita Skeeter comenta em seu artigo que Harry estava "sedento por publicidade" no momento em que Gina se aproximava — Skeeter foi subsequentemente tomada por uma "inexplicável doença" que alguns chamaram de "maldição para plexo solar"[65]. Gina também era um tanto ciumenta em relação a Harry; como quando ficou visivelmente descontente com a atenção que Gabrielle Delacour estava dando a ele, e quando insiste para que Luna Lovegood o levasse ao Sala Comunal da Corvinal no lugar de Cho Chang, ex-namorada de Harry, para mostrar-lhe o Diadema de Rowena Ravenclaw.

Durante seu sexto ano, ele começa a se apaixonar por Gina também. Seus sentimentos provavelmente haviam se desenvolvido desde o ano anterior, quando a garota havia se reafirmado inteligente, extrovertida e independente, ao invés da garotinha desajeitada e tímida que era. Eles tinham muito em comum — ambos jogavam e gostavam de quadribol, os dois sofreram nas mãos de Lorde Voldemort e demonstraram grande aptidão para magia defensiva e ofensiva. O casal também lutou a lado em várias ocasiões. No início do ano, Harry fica um pouco desapontado quando, após um verão juntos, se lembra que Gina não costumava a andar com o trio na escola. No entanto, ele não percebe a extensão de sentimentos até que ele e Rony encontram Gina e Dino se beijando. Depois de testemunhar o ato, ele freqüentemente desejava o término do casal.

"Eu nunca desisti de você. Não de verdade. Sempre tive esperança... Hermione me disse para tocar a minha vida, talvez sair com outra pessoa, me descontrair um pouco perto de você, porque eu nunca conseguia falar quando você estava na sala, lembra? E ela achou que talvez você prestasse um pouco mais de atenção em mim se eu fosse mais... eu mesma."
— A forma como Gina nunca havia superado seus sentimentos por Harry[fnt]

Harry e Gina se beijam em seu décimo sétimo aniversário

No final de 1997, Gina e Harry começam a namorar depois de se beijarem espontaneamente. Eles terminam logo em seguida, quando Harry percebe que se continuassem com o namoro, Voldemort poderia usá-la como um meio de chegar até ele, assim como havia feito anteriormente. Harry simplesmente não conseguiria arriscar a vida de Gina enquanto procurava um meio para derrotar o Lorde das Trevas. Denominando a separação de "ato de nobreza estúpido", ela aceita a decisão, mantendo a esperança de seu retorno. Apesar da dissolução, os sentimentos de um para com o outro se mantiveram contínuos. No décimo sétimo aniversário de Harry, Gina o beija "como nunca havia o beijando antes"[58], embora tenham sido interrompidos por Rony; que desencoraja Harry de colocar esperanças na irmã, mencionando que ela estava "muito abalada" com o término dos dois. Hermione, por outro lado, parecia ser simpatizante com as ações de Harry e Gina.

Enquanto estava à procura das Horcruxes de Voldemort, Harry olhava o nome de Gina frequentemente no Mapa do Maroto na esperança de que ela pudesse de alguma forma sentir que ele estava cuidando dela. Em Hogwarts, ela refundou e liderou a Armada de Dumbledore ao lado de Neville e Luna e, em meio a este tempo, os três tentaram roubar a Espada de Godrico Gryffindor de dentro do escritório do diretor, após Gina se lembrar da menção do artefato no testamento de Dumbledore. Ela e Harry se veem novamente pouco antes do início da Batalha de Hogwarts.

Gina e Harry se veem novamente durante a Batalha de Hogwarts

Ao começo da batalha, Harry apoiou a decisão de Gina em fora da luta, mas posteriormente foi forçado a pedir que ela deixasse em segurança a Sala Precisa, enquanto ele, Rony e Hermione procuravam pelo Diadema de Ravenclaw. Mais tarde, prestes a se entregar a Voldemort, Harry acaba pensando em Gina e em "seu olhar radioso e na sensação de seus lábios nos dele[80]." Quando seu corpo é apresentado por Voldemort, Gina apresenta um estado além de um mero coração partido, gritando mais alto do que qualquer um ali presente. A suposta morte de Harry foi o suficiente para levá-la a duelar contra Belatriz Lestrange ao lado de Luna e Hermione. Após o fim da batalha, Gina foi uma das primeiras pessoas que correram para abraçar Harry.

Os dois acabam reatando com o romance após a Segunda Guerra Bruxa e eventualmente se casaram. A união gerou três filhos: Tiago, Alvo e Lílian. Todos foram nomeados em homenagem a amigos, familiares e aliados, embora a maioria tenha recebido o nome de algum falecido. O casamento de Harry e Gina se mostrou maduro e compreensivo. Posteriormente é revelado que, após os eventos de A Câmara Secreta, as pessoas acabaram excluindo Gina, e em compensação, Harry de forma amigável, veio até a ela e os dois jogaram Snap Explosivo. A garota também afirmou sentir um amor específico por Harry desde aquele dia e que seu amor por ela sempre a fazia se sentir mais forte. Os dois fizeram o irmão de Gina, Rony, e sua esposa Hermione, padrinhos de seu filho mais velho, bem como o amigo Neville Longbottom padrinho do filho do meio.

Apesar do casamento afetuoso e apaixonado, Gina manteve suas habilidades em colocar Harry em seu lugar devido a suas ações e comportamentos, bem quando ela o proibiu de entrar no quarto de Alvo durante o desaparecimento do garoto[4].

Ela também foi incapaz de olhar para o marido quando ele se disfarçou de Voldemort durante os eventos de A Criança Amaldiçoada[4]. Isso demonstra o quanto ela ainda desprezava o Lorde das Trevas e o quanto amava Harry, a tal ponto de negar vê-lo com a aparência do homem que havia tirado tanto dos dois.

Filhos

"Ele ficará bem."
— Gina conforta Harry após Alvo embarcar para Hogwarts[fnt]

A família Potter em 2017

Após a batalha final da Segunda Guerra Bruxa, Gina e Harry tiveram três filhos: Tiago, Alvo e Lílian.

A mais nova, Lílian, se aparentava com a mãe devido ao ciúme que sentiu dos irmãos em 2017, quando os dois estavam indo para Hogwarts[10], exatamente como Gina havia feito em 1991[81]. Gina acaba confortando Alvo — que parecia fisicamente com o pai — quando o garoto estava nervoso com a possibilidade de ser classificado para a Casa Sonserina, e repreende Tiago por provocar o irmão. Depois do filho mais velho interromper sua prima, Victoire, enquanto ela beijava Ted Lupin, Gina nota sua semelhança com Rony[10].

Sobrinhos

Depois da guerra, Gina teve muitos sobrinhos através de seus irmãos. Seus filhos pareciam próximos dos de Rony e Hermione, cuja a filha possuía a idade de Alvo e o filho mais novo, Hugo, possuía idade similar a de Lílian.

Gui e Fleur tiveram três filhos: Victoire, Dominique e Louis. Já Percy e sua esposa Audrey, tiveram duas filhas, Molly (em homenagem a Sra. Weasley) e Lúcia. Jorge e Angelina nomearam o filho de Fred (em homenagem ao irmão mais velho de Gina) e a filha de Roxanne.

Quando seu filho mais velho, Tiago, descobriu que Victoire e Ted estavam se beijando na Estação de King's Cross e contou ao restante da família, Gina o comparou a seu tio Rony[10].

Hermione Granger

Gina: "Hermione me disse para tocar a minha vida, talvez sair com outra pessoa, me descontrair um pouco perto de você, porque eu nunca conseguia falar quando você estava na sala, lembra? E ela achou que talvez você prestasse um pouco mais de atenção em mim se eu fosse mais... eu mesma."
Harry Potter: "Garota esperta, essa Hermione"
— Gina sobre Hermione e seus conselhos dados por ela[fnt]

Hermione Granger, sua boa amiga e futura cunhada

Hermione Granger foi uma de suas melhores amigas e confidente. Com apenas um ano de diferença escolar em Hogwarts, as duas se tornaram próximas por volta de 1993, quando Hermione conforta Gina após a garota ser afetada pela presença de Dementadores a bordo do Expresso de Hogwarts[82] — diferentemente da maioria, Gina era mais afetada devido às terríveis experiências que havia vivido com Tom Riddle no ano letivo anterior. As duas também compartilhavam seu quarto n'A Toca quando Hermione a visitava durante as férias de verão. Gina foi a única a quem a garota contou sobre Vítor Krum a convidar para o Baile de Inverno, e a única a quem sabia que os dois haviam se beijado naquela mesma ocasião[41]. Ela também confidenciou a Hermione o fato de como aprendera a voar e sobre seu relacionamento com Miguel Corner antes que a maioria das pessoas soubessem[43].

Ela também lhe dá conselhos sobre como encarar seus sentimentos por Harry Potter, os quais a leva a entrar em relacionamento com ele eventualmente. No verão de 1996, quando Hermione estava hospedada n'A Toca, as duas não gostavam abertamente de Fleur Delacour, a criticando juntas. Gina aparentemente estava irritada com seu irmão Rony, interesse amoroso de Hermione, quando, após uma briga entre os dois, Rony começa um namoro com Lilá Brown. No entanto, Gina não teve medo de discutir com Hermione quando sentiu que a amiga estava errada, por exemplo, quando ela repreendeu Harry por usar a Maldição Sectumsempra.

As duas futuramente se tornam cunhadas após o casamento de Hermione com Rony, o que consequentemente, leva Gina a ter dois sobrinhos, Rosa e Hugo. Hermione também era a madrinha do filho mais velho de Gina, Tiago.

Fleur Delacour

Molly Weasley: "... Gui e Fleur... bem... que é que eles têm realmente em comum? Ele é um rapaz trabalhador, uma pessoa que têm os pés no chão, enquanto ela é..."
Gina: "Uma vaca."
— A explícita antipatia de Gina por Fleur[fnt]

Fleur Delacour, sua cunhada

Gina não deu muita importância a Fleur Delacour quando a garota chegou à Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts para a sediação do Torneio Tribruxo em 1994. Ela a achou irritante e sem graça, já que Fleur comumente reclamava de forma rude o que considerava "os muitos defeitos da escola". Fleur frequentemente comparava Hogwarts de maneira desfavorável à Academia de Magia Beauxbatons. Gina, entretanto, provocava seu irmão Rony por conta da paixão do garoto por ela. Ela também, eventualmente, desaprovou o noivado entre Fleur e seu irmão mais velho, Gui.

Para seu desgosto, Gui a envia para morar com a família Weasley por alguns dias. Durante este tempo, Gina passa a se referir zombeteiramente a ela como "Fleuma" e reclamando de sua tendência em tratá-la com condescendência. No entanto, quando Gui é permanentemente marcado por Fenrir Greyback e Fleur, indignada, defende a bravura do noivo, Gina começa a reconhecer suas admiráveis qualidades. As duas eventualmente se dão bem e Gina até se torna dama de honra em seu casamento.

Após a batalha final da Segunda Guerra Bruxa, Gina tem três sobrinhos através do casamento de Gui e Fleur: Victoire, Dominique e Louis.

Luna Lovegood

"Gina tem sido legal. Outro dia ela fez dois garotos pararem de me chamar de Di-lua na aula de Transfiguração..."
— A opinião positiva de Luna sobre Gina[fnt]

Luna Lovegood, sua amiga íntima

Luna Lovegood foi sua amiga e um membro da Casa Corvinal que, embora estudasse no mesmo ano de Gina em Hogwarts, as duas se tornaram próximas apenas quando fizeram parte da Armada de Dumbledore em 1995. Gina até mesmo se referia a ela como "Di-lua" pouco antes de apresentá-la a Harry Potter e Neville Longbottom[83]; entretanto, ela logo começou a enfrentar aqueles que ridicularizavam Luna. Em compensação, a garota apreciava genuinamente a amizade de Gina, uma vez que até mencionou o quanto gostava dela enquanto comentava uma partida de quadribol entre Lufa-Lufa versus Grifinória, a qual Gina jogava como artilheira[84].

Gina também fazia parte dos cinco retratos — junto de Harry, Rony, Hermione e Neville — que Luna havia pintado e pendurado no teto de seu quarto, com a mensagem "amigos" os unindo em uma escrita dourada[85]. Luna podia ser uma das melhores amigas de Gina (juntamente com Hermione), dado que, essas foram as únicas garotas as quais ela andava me Hogwarts durante seus anos escolares. Posteriormente, Gina nomeou sua filha, Lílian, com o nome do meio "Luna" em homenagem a ela, o que implica que as duas permaneceram próximas até a idade adulta.

Neville Longbottom

Neville Longbottom: "Não sou ninguém."
Gina: "Não, não é não"
— Gina defendendo Neville contra si mesmo[fnt]

Neville Longbottom, seu bom amigo

Neville Longbottom convida Gina para ir ao Baile de Inverno como um amigo depois de ser rejeitado por Hermione Granger, que já possuía um par. Quando Rony sugere que a irmã fosse ao evento com Harry, que ainda estava sem uma acompanhante, Gina fica desapontada por ter perdido a chance de ir com o garoto, mas permanece fiel a seu acordo com Neville. Ela comumente o defendia enquanto outros riam dele e o dizia para não se rebaixar quando ele mesmo se descrevia como "ninguém". Ela também ficou horrorizada quando soube o que havia acontecido com seus pais, Franco e Alice Longbottom, que foram torturados até a insanidade por Belatriz Lestrange e consequentemente se tornaram residentes permanentes do Hospital St. Mungus para Doenças e Acidentes Mágicos.

Gina estava entre os amigos que provavelmente contribuíram para que Neville se tornasse confiante e corajoso, e, juntamente de Luna Lovegood, os dois mantiveram apoio à Armada de Dumbledore durante a Segunda Guerra Bruxa. Ela e Harry permaneceram amigos íntimos de Neville posteriormente, quando Gina pede a seu filho, Tiago, para que "transmitisse seu carinho a Neville" enquanto ele atuava como professor do garoto em Hogwarts[86].

Ninfadora Tonks

"Pois eu prefiro ter a Tonks na nossa família. Pelo menos ela é divertida."
— A amizade entre Gina e Tonks[fnt]

Ninfadora Tonks, sua amiga

Gina conhece Ninfadora Tonks no verão de 1995 através da Ordem da Fênix e imediatamente, junto de Hermione Granger, faz amizade com a jovem Auror. Ela gostava do fato de Tonks, embora adulta, estar interessada em se divertir. Ela eventualmente ensina Gina a como verificar se uma porta estava sob um Feitiço Imperturbável ao jogar bombas de bosta nela[69]. Tonks também entretia as garotas exibindo suas habilidades Metamorfomagas durante o jantar.

Já em 1996, Gina esperava que seu irmão Gui, escolhesse Tonks ao invés de Fleur Delacour — uma ideia a qual Rony pareceu achar graça[87]. Após Tonks ser assassinada por sua própria tia Belatriz Lestrange durante a Batalha de Hogwarts, Gina duela contra a Comensal ao lado de Hermione e Luna Lovegood, embora não se é conhecido se Gina sabia que havia sido Belatriz quem a assassinou. Após a Segunda Guerra Bruxa, Gina e seus filhos eram muito próximos de Ted, o filho de Tonks com Remo Lupin.

Sirius Black

"Com licença, mas eu me importo tanto com o que acontece a Sirius quanto vocês!"
— Gina após Sirius ser "supostamente" capturado por Voldemort[fnt]

Sirius Black, seu amigo

Embora Gina conhecesse Sirius como um fugitivo de Azkaban condenado por matar 12 trouxas, ela logo é informada sobre sua inocência por meio de suas relações com a Ordem da Fênix e através de Harry Potter. Ela e Sirius se conhecem mais abertamente durante o tempo mútuo passado na sede da Ordem no Largo Grimmauld, nº 12 e, posteriormente, Gina diz a Harry que se importava com Sirius tanto quanto ele, insistindo em acompanhá-lo ao Ministério da Magia Britânico — onde se acreditava que Sirius estava sendo mantido e torturado sob a Maldição Cruciatus por Voldemort. Quando ele e mais outros membros da Ordem chegam ao Ministério para resgatar Gina e seus amigos — que haviam caído em uma armadilha e atacados por Comensais da Morte — Sirius é assassinado por sua prima, Belatriz Lestrange.

Harry e Gina ficam terrivelmente abalados com sua morte, e mais tarde eles duelam com Belatriz no Salão Principal durante a Batalha de Hogwarts. Os dois se casam e posteriormente, Gina nomeia seu filho Tiago, com o nome do meio "Sirius" em sua homenagem.

Armada de Dumbledore

Cho Chang: "A Associação de Defesa? A AD, para que ninguém saiba do que estamos falando?"
Gina Weasley: "É, a AD é bom. Só que devia significar a Armada de Dumbledore, porque o maior medo do Ministério é uma força armada de Dumbledore."
— Cho e Gina discutem o nome da organização[fnt]

A Armada de Dumbledore; seus amigos e aliados

A Armada de Dumbledore foi uma organização fundada por Harry Potter, Rony Weasley e Hermione Granger em 1995, no intuito de se opor a Dolores Umbridge, além de oferecer a seus alunos um lugar para aprender e praticar magia defensiva. Gina foi uma das primeira a se juntar, e a que veio com a ideia de denominar o grupo de "Armada de Dmbledore", baseando-se nos medos e paranoicas de Cornélio Fudge que Dumbledore estava mobilizando seus estudantes no intuito de dar um golpe contra o Ministério da Magia Britânico. Ela também foi parcialmente responsável por trazer vários membros da Casa Corvinal para o grupo, dado que seu então namorado Miguel Corner levou consigo seus amigos Terêncio Boot e Antônio Dolohov para a primeira reunião.

Gina se dava bem com a maioria da AD, fazendo-os rir com sua imitação altamente precisa da característica tosse de Umbridge e geralmente se provando uma hábil duelista; as maiores exceções a isso provavelmente foram Marieta Edgecombe, membro relutante que veio a delatar a organização a Umbridge, e Zacarias Smith em quem Gina certa vez colidiu propositalmente após uma partida de quadribol[54], e que veio a abandonar a AD durante a Batalha de Hogwarts. Ela também demonstrou certa cautela com a ex-namorada de Harry, Cho Chang, quando a garota quis levá-lo ao Sala Comunal da Corvinal para mostra-lhe a réplica do diadema de Rowena Ravenclaw, Gina se interviu e insistiu para que Luna o levasse no lugar. Durante as reuniões, pode ter sido onde Gina se tornou amiga de Dino Thomas, a quem ela viria a namorar no ano letivo seguinte.

Ela, ao lado de Neville Longbottom e Luna Lovegood, refundou e co-liderou a AD durante o regime imposto pelos Comensais da Morte Aleto e Amico Carrow no ano letivo 1997-1998, escreveu mensagens pelas paredes no intuito de recrutar outros estudantes e, em certo ponto, tentou roubar a espada de Godrico Gryffindor do escritório do Diretor Snape.

Cho Chang

Cho Chang: "Se você quiser ver que aparência acreditam ter o diadema, eu posso levá-lo à nossa sala comunal e lhe mostrar, Harry. Ravenclaw foi esculpida usando-o"
Gina: "Não, Luna levará o Harry, fará isso, não, Luna?"
— A desconfiança de Gina entre Cho e Harry[fnt]

Cho Chang, a ex-namorada de seu marido

Cho Chang foi o primeiro beijo, a primeira paixão e namorada de Harry Potter e, devido a isso, Gina nutria uma certa quantidade de ciúmes em relação a garota. Apesar disso, ela teve consideração o suficiente para que, após o término entre Harry e Cho, Gina o alertasse para que viesse a consertar as coisas entre os dois; ela logo é interrompida pelo garoto que esclarece que realmente queria poder falar com seu padrinho Sirius, o que torna seu conselho nulo e sem efeito algum. Posteriormente, quando Cho se oferece para levar Harry ao Sala Comunal da Corvinal no intuito de mostrar-lhe a réplica do diadema de Rowena Ravenclaw brevemente durante a Batalha de Hogwarts, Gina se intervem, dizendo que Luna o levaria até a sala comunal ao invés de Cho, o que implica que ela ainda se ressentia pela paixão ainda presente da garota por Harry.

Dino Thomas

Rony Weasley: "Escolha alguém... melhor... da próxima vez."
Gina: "Bom, escolhi o Dino Thomas, você diria que é melhor?"
— Rony sobre os relacionamentos de Gina[fnt]

Dino Thomas, seu ex-namorado

Gina e Dino começaram a namorar por volta do final de 1995. Rony, o irmão de Gina e colega de quarto de Dino, frequentemente desaprovava o relacionamento, como quando demonstrado sua reação furiosa ao encontrar o casal aos beijos em um corredor vazio. Os dois pareciam próximo no início, mas, de acordo com Hermione Granger, as coisas começaram a ficar complicadas quando Gina ficou descontente com Dino pelo que havia percebido ser sua superproteção, já o garoto constantemente tentava ajudá-la o tempo todo.

O entusiasmo de Gina sobre a relação pareceu diminuir durante o Natal de 1996, quando ela aparentemente estava pouco ansiosa para ver Dino em seu retorno à Hogwarts, O casal também começou a discutir por pequenas coisas, como as constantes tentativas de Dino em ajudar Gina a passar pelo buraco do retrato da Mulher Gorda, e quando Dino e Simas riram após Harry fraturar o crânio por cortesia de Córmaco McLaggen.

Harry, sob efeito de Felix Felicis, acidentalmente desencadeou uma pequena discussão que levou ao rompimento do casal quando ele, por acidente, esbarrou em Gina, que subia o buraco do retrato; por Harry estar usando sua capa da invisibilidade, a garota pensou que Dino mais uma vez estava tentando ajudá-la, o que levou a uma discussão. Gina claramente superou Dino logo após o término da relação, assim que começou a namorar Harry e logo depois admitiu que nunca havia realmente desistido dele. Dino, entretanto, aceitou o rompimento com muito mais dificuldade; como quando quebrou o copo que segurava ao testemunhar o primeiro beijo de Harry e Gina.

Miguel Corner

Rony Weasley: "Miguel... mas... Mas era você que estava saindo com ele!"
Gina: "Não estou mais. Ele não gostou da Grifinória ter vencido a Corvinal no quadribol, e ficou realmente mal-humorado, então dei o fora nele e ele correu para consolar a Cho"
— Gina sobre seu término com Miguel[fnt]

Miguel Corner, seu ex-namorado

Gina e Miguel Corner se conhecem durante o Baile de Inverno em 1994, e começam a namorar no final do ano letivo. A garota utilizou este relacionamento como uma tentativa de "seguir em frente" em relação a seus sentimentos por Harry Potter. Já no ano posterior, 1995, o casal e alguns amigos de Miguel comparecem à primeira reunião do grupo que, eventualmente, se tornaria a Armada de Dumbledore. Durante os encontros do grupo, enquanto duelavam, Miguel nunca atacava Gina com nada, possivelmente por ser seu namorado. Quando ele chama a atenção desnecessária com a AD em certo ponto, Gina o chama de "tolo", embora não em sua frente.

Os dois terminam com o relacionamento na base de Miguel ser um "péssimo perdedor", mediante a sua reação após a Grifinória derrotar a Corvinal em uma partida de quadribol. Posteriormente, Miguel começa a sair com Cho Chang e Gina inicia seu romance com Harry.

Funcionários de Hogwarts

Remo Lupin, seu ex-professor de Defesa Contra as Artes das Trevas

Durante seus anos acadêmicos na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, Gina conheceu e se tornou próxima de vários funcionários; entre eles estavam Remo Lupin, seu professor de Defesa Contra as Artes das Trevas em seu segundo ano escolar. Ele, em meio ao primeiro encontro dos dois, consola e dá a Gina um pedaço de chocolate após a garota ficar perturbada com a presença de Dementadores em sua cabine no Expresso de Hogwarts. Ela, é claro, juntamente de muitos outros alunos da escola, o achava um ótimo professor. Os dois se reencontram novamente em 1995, no Largo Grimmauld, nº 12, e vários vezes após isso, já que Remo era um membro honorário da Ordem da Fênix ao lado da maioria da família Weasley. Gina fica bastante emocionada durante seu casamento com Ninfadora Tonks e, permanece próxima do único filho do casal, Ted Lupin, após a Segunda Guerra Bruxa.

Outro professor o qual Gina parecia se dar bem era Rúbeo Hagrid, o guarda-caça escolar. Os dois aparentavam possuir uma boa relação, já que ambos eram amigos de Harry, Rony e Hermione. Em algum momento em 1992, Hagrid diz a Harry que havia visto Gina se esgueirando perto de sua cabana; supondo que a garota estava a procura de Harry. Após a batalha final da Segunda Guerra Bruxa, Hagrid parecia ser um amigo próximo de Alvo Potter, o filho do meio de Harry e Gina.

Alvo Dumbledore, seu antigo diretor

Assim como a maioria do mundo mágico, Gina acreditava que Alvo Dumbledore era o maior bruxo de todos os tempos. Os dois se conhecem também em 1992, enquanto Dumbledore era o diretor. de Hogwarts. Ele posteriormente consola e tranquiliza Gina após a garota ser possuída pela jovem lembrança de Lorde Voldemort que estava guardada em um velho diário, e que havia usado Gina para reabrir a Câmara Secreta naquele ano letivo. A garota é uma das primeiras a saber sobre a morte de Dumbledore, e a única que foi capaz de consolar Harry após o ocorrido. Posteriormente, ela e Harry batizam seu filho do meio em homenagem a Dumbledore.

Como quase todos em Hogwarts, Gina também desprezava a então nomeada professora de DCAT pelo Ministério em 1995, Dolores Umbridge. Ela era uma bruxa cruel e sádica que gostava de usar tortura como meio para a punição de seus alunos, utilizando uma Pena de Sangue e que tentou assumir o controle total da escolar ao promover uma série de Decretos Educacionais. Gina se torna um membro da Armada de Dumbledore no intuito de se opor a professora, bem como aprender magia prática defensiva, um meio o qual, Umbridge se recusava a ensinar em sala de aula.

Severo Snape, ex Mestre de Poções e professor de DCAT

Durante o ano letivo 1997-1998, Gina, ao lado de Neville Longbottom e Luna Lovegood, refunda e co-lidera a Armada de Dumbledore em meio a uma rebelião durante o regime imposto em Hogwarts pelos dois Comensais da Morte nomeados professores, Aleto e Amico Carrow e pelo Diretor Snape.

A garota demonstrou uma especial antipatia por seu Mestre de Poções, Severo Snape, devido as atitudes cruéis do professor, além de seu comportamento assustador e malicioso com seus alunos e seu favorecimento para membros da Casa Sonserina. Seu desgosto particular por Snape era algo ao qual Gina compartilhava entre seus irmãos e amigos. Ela também sabia que ele fazia parte da Ordem da Fênix e, ao saber que Snape havia matado Dumbledore, ela pensou que ele havia traído a organização. Gina também, obviamente, não ficou feliz com sua permanência como diretor quando Hogwarts caiu nas mãos de Lorde Voldemort. Entretanto, ao fim da Batalha de Hogwarts, ela descobre por Harry, que Snape estava o tempo todo ao lado da Ordem. Não se sabe como ela reagiu à verdadeira revelação sobre sua lealdade, mas, posteriormente, ela permitiu que seu filho do meio recebesse como segundo nome "Severo".

Lorde Voldemort

"... Mas fui paciente. Respondi. Fui simpático, gentil. Gina simplesmente me adorou. "Ninguém nunca me compreendeu como você, Tom... É uma alegria ter este diário para fazer confidências... É como ter um amigo portátil que se leva para todo lado no bolso..." "Ainda que seja eu a dizer, Harry, sempre fui capaz de encantar as pessoas de quem precisei.""
— Tom Riddle sobre sua manipulação com Gina[fnt]

Tom Riddle, seu inimigo

Quando Arthur Weasley e Lúcio Malfoy iniciam uma briga na Floreios e Borrões antes do começo do primeiro ano escolar de Gina, Malfoy aproveita a oportunidade para colocar o diário de Tom Riddle junto do conjunto de livros que a garota carregava em seu caldeirão. Embora Lúcio provavelmente acreditasse que o artefato fosse simplesmente enfeitiçado para reabrir a Câmara Secreta, ele era na verdade, uma das Horcruxes de Voldemort e, que de fato, continha um fragmento da alma do Lorde das Trevas.

A parte da alma inicia sua comunicação com Gina por meio do diário, ao simpatizar com seus problemas e ao lhe dar conselhos, o que a tornava emocionalmente vulnerável à influência de Riddle. Eventualmente, a lembrança consegue possuir Gina e usá-la para abrir a Câmara e libertar o Basilisco que lá residia no intuito de acabar com a vida de vários estudantes nascidos trouxas. Gina finalmente descobre o que estava fazendo — apesar de não ter nenhuma memória do ocorrido — ao encontrar-se coberta de penas e sangue de galo. Ela tenta se livrar do diário o jogando em um vaso sanitário, mas sendo uma Horcrux, ele permanece intacto, sendo posteriormente encontrado por Harry Potter.

Ela, preocupada que o diário revelasse a Harry coisas que ela havia escrito sobre seus sentimentos por ele, o rouba de volta. Riddle possui Gina pela última vez para fazê-la entrar na Câmara com a intenção de matá-la e usar sua vida para restaurar a dele. Harry, no entanto, como um ofidioglota, é capaz de adentrar a Câmara e salvar Gina ao matar o Basilisco com a Espada de Godrico Gryffindor. Ele usa uma das presas da criatura mitológica para apunhalar o diário, e efetivamente, tornando-o a primeira Horcrux de Voldemort a ser destruída.

Ao falar com Alvo Dumbledore sobre os restos mortais do artefato, Gina e sua família descobrem que Tom Riddle era na verdade o nome original de Lorde Voldemort. Segundo a própria, anos mais tarde ao consolar Harry — que passava por um momento semelhante —, ela nunca havia esquecido das terríveis experiências vividas.

Anos mais tarde, quando viajou no tempo para a noite do assassinato de seus sogros, Gina fica horrorizada com a transfiguração de Harry em uma sócia exata de Voldemort, implicando o quanto ela ainda desprezava o inimigo. Em suas palavras, ela não suportava ver o homem que amava no rosto do homem que mais odiava.

Etimologia

Ginevra é a forma italiano do nome Guinevere, que significa "justo". Guinevere também é o nome da esposa do Rei Arthur nas lendas arturianas, famosa por seu caso com o cavalheiro-chefe de Arthur, Sir Lancelot. Aparentemente a um padrão na família Weasley em nomear seus membros de acordo com personagens arturianos. Outra musa famosa com o mesmo nome foi Ginevra King, uma socialite que inspirou a personagem Daisy Buchanan de F. Scott Fitzgerald em O Grande Gatsby. O nome Ginevra também é uma variante italiana de Junípero, que por sua vez, é derivado de uma árvore ou baga. Os zimbros costumavam ser usados para representar a castidade na arte renascentista, como em Ginevra de' Benci de Leonardo da Vinci. Com ligações com histórias galesas e celtas, Ginevra também significa virgem. Em outras culturas, Ginevra pode significar "sombra branca ou onda branca".

O nome de casada de Gina é Potter, um sobrenome muito comum de origem inglesa. Tradicionalmente, ele refere-se à ocupação de fazer cerâmica. Beatrix Potter foi uma conhecida autora infantil inglesa. Potter's Field é o nome de um cemitério para mortos desconhecidos ou não proclamados, especialmente soldados e órfãos; a família Potter possuía muitos membros que se enquadravam nessa descrição. The Potter Box é um modelo para a tomada de decisões éticas desenvolvidas na Universidade de Harvad. J. K. Rowling também comentou que gostava desse nome desde a infância, dado que uma família que morava perto de sua casa carregava o sobrenome.

Por trás das cenas

  • É dito que Gina esperava ansiosamente frequentar Hogwarts, desde que seu irmão mais velho, Gui, iniciou seus estudos. Entretanto, o garoto começou sua educação escolar apenas em 1982, quando Gina tinha um ano de idade; invalidando assim o fato, dado que ela seria muito jovem para perceber aonde o irmão estava indo. É mais provável que isso tenha se passado quando seu outro irmão, Carlinhos, tenha iniciado seus estudos.
  • De acordo com Harry Potter, sua característica mais atraente é o cabelo ruivo.
  • Ilustração de Gina por Mary GrandPré para o capítulo 25 "A vidente entreouvida" de Harry Potter e o Enigma do Príncipe

    Muitas fãs acreditavam que "Gina" era a abreviação de "Virginia". Isso no entanto, é desmentido quando o nome de batismo da personagem é revelado por sua tia-avó Muriel como "Ginevra", a quem ela se refere durante o casamento de Gui e Fleur no último livro da saga literária.
  • Várias vezes ao longo da série, algumas ações de Gina são descritas como "felinas". No entanto, sua personalidade não se reflete ao estilo de suas ações, pois a forma corpórea de seu patrono é um cavalo ao invés de um gato.
  • J. K. Rowling revelou uma imagem através de sua conta oficial no Twitter em 18 de abril de 2018, mostrando sua ideia de alguns rascunhos de varinhas de personagens principais — por sua vez, a varinha de Gina é revelada como sendo feita a partir de madeira de teixo —. Curiosamente, ela e Lorde Voldemort possuíam a mesma madeira de varinha.
  • Gina possui duas trilhas sonoras para o filme de Harry Potter e o Enigma do Príncipe, intituladas "Ginny" e "When Ginny Kissed Harry".
  • Seu relacionamento romântico com Harry Potter é contado de uma maneira rapidamente diferente nos filmes do que nos livros:
  • Também em Harry Potter e as Relíquias da Morte, Gina está usando um vestido dourado durante o casamento de seu irmão. Entretanto no filme, ela é retratada usando um vestido preto e prata durante a cerimônia.
  • Na série LEGO Harry Potter, as ações da personagem em relação a Harry são definidas de forma diferente:
    • Em 1992, quando vê Harry chegar A Toca, Gina suspira e ri ao vê-lo. No entanto, na Floreios e Borrões, ela não demonstra interesse em Gilderoy Lockhart e tenta atrair Harry. Já na Câmara Secreta, ela não mostra nenhum sinal de preocupação ou medo em relação à própria morte e a de outras, simplesmente sorri amorosamente em ver Harry.
    • No quarto ano, ela aparenta estar mais preocupada com Harry durante o desmaio do garoto na Copa Mundial de Quadribol do que qualquer outra pessoa.
    • Já em 1995, ela parece estar desapontada com os evidentes sentimentos de Harry e Cho. No Departamento de Mistérios, Gina parece relutante em acompanhar Luna e Neville ao invés de Harry. Quando o último é possuído, ela corre para ver o acontecimento e, posteriormente, afaga carinhosamente seu braço no final do ano.
    • Em seu sexto ano, seu relacionamento com Dino Thomas é cortado e ela parece ser mais devota a Harry do que nunca — flertando com ele n'A Toca e até mesmo na frente de todo o Clube do Slugue. Ela aparentemente, leva o garoto à Sala Precisa simplesmente pela oportunidade de beijá-lo.
    • No Ano 7: Parte 2, Gina chega à Sala Precisa para ver Harry. Os dois correm um para o outro no intuito de se beijarem, mas acabam apenas por apertarem às mãos sem jeito.
    • O fato de seu relacionamento com Dino ter sido cortado no sexto ano torna desconhecido por que ela e Harry não comparecem À festa de Natal do Clube do Slugue juntos. No entanto, eles são vistos namorando no início da fase "Clube do Slugue" após a primeira cutscene.

Comentários da autora

  • "Eu acho que você pode notar que ela é uma personalidade bastante forte (e sempre foi, se lembra de Rony dizendo que ela 'nunca se calava' em Câmara Secreta)?"[89]
  • "O plano, o que realmente espero ter cumprido, é que o leitor, assim como Harry, aos poucos descubra que Gina é a garota ideal para Harry. Ela é durona, mas não de uma forma desagradável, e sim corajosa. Ele precisa estar com alguém que suporte as exigências de estar com ele, porque Harry é um namorado assustador de várias maneiras. Ele é um homem marcado. Eu a acho engraçada, e acho que ela é muito afetuosa e compassiva. Essas são as coisas que Harry requer em sua mulher ideal. Mas, eu senti — e estou falando de anos atrás, quando tudo isso foi planejado — inicialmente, que ela estava apavorada com a imagem dele. Quero dizer, ele é meio que um deus do rock para ela quando o vê pela primeira vez, aos 10 ou 11 anos, e ele de fato é um garoto famoso. Então Gina teve que passar por uma jornada também... Sinto que ela e Harry, neste livro, são totalmente iguais. Eles são dignos um do outro. Ambos passaram por uma grande jornada emocional e realmente superaram muitos delírios juntos. Então, gostei de escrever isso. Eu realmente gosto de Gina."[90]
  • "A história por trás de Gina era, ela foi a primeira garota a nascer na família Weasley em várias gerações, e sempre há aquela velha tradição da sétima filha de uma sétima filha e um sétimo filho de um sétimo filho, então é por isso que ela é a sétima, porque é uma bruxa talentosa. Acho que você pode perceber isso, pois ela fez coisas bem impressionantes aqui e ali, e você verá isso novamente."[91]
  • Harry e Gina sempre foram feitos para ficarem juntos. Achei que fosse óbvio, mas aparentemente houve guerras na internet por causa disso."

Galeria

Aparições

Wiki.png
A Harry Potter Wiki tem 40 imagens relacionadas a Ginevra Weasley.

Notas e referências

  1. Pottermore - Explore a História: Gina Weasley
  2. Entrevista World Exclusive com J. K. RowlingOs Weasley são conhecidos como Britânicos.
  3. 3,0 3,1 Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 16 (A Câmara Secreta) - "Ela sabia de alguma, coisa Harry" disse Rony, falando pela primeira vez desde que entraram no armário da sala de professores. "É por isso que foi sequestrada. Não era uma bobagem sobre o Percy, nada disso. Descobriu alguma coisa sobre a Câmara Secreta. Deve ter sido por isso que foi..." Rony esfregou os olhos com força. "Quero dizer, ela era puro sangue. Não pode haver nenhum outro motivo."
  4. 4,0 4,1 4,2 4,3 Harry Potter e a Criança Amaldiçoada
  5. 5,0 5,1 5,2 5,3 5,4 5,5 5,6 5,7 5,8 Harry Potter e a Pedra Filosofal, Capítulo 6 (O embarque na plataforma nova e meia)
  6. Harry Potter e a Pedra Filosofal, Capítulo 6 (O embarque na plataforma nova e meia) -"Nove e meia" ouviu-se a voz fina de uma menininha, também de cabelos ruivos que estava segurando a mão da mulher.
  7. Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 3 (A Toca) - "Naquele momento surgiu uma distração sob a forma de uma figura pequena, de cabelos vermelhos, que vestia uma longa camisola, e apareceu na cozinha, deu um gritinho e saiu correndo outra vez."
  8. Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 3 (A Toca) - "Harry vislumbrou dois grandes olhos castanhos e vivos que o espeiavam antes da porta fechar com um clique. "Gina" explicou Rony"
  9. Harry Potter e a Câmara Secreta
  10. 10,00 10,01 10,02 10,03 10,04 10,05 10,06 10,07 10,08 10,09 10,10 10,11 10,12 10,13 10,14 Harry Potter e as Relíquias da Morte
  11. 11,0 11,1 11,2 11,3 11,4 11,5 Times Online - A história não escrita dos amigos de Harry e seus filhos
  12. 12,0 12,1 Harry Potter e o Enigma do Príncipe
  13. Entrevista MSNBC com J. K. Rowling em Cotação Accio!
  14. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Capítulo 6 (Garras e folhas de chá)
  15. 15,0 15,1 15,2 Harry Potter e a Ordem da Fênix
  16. 16,0 16,1 Embora nunca tenha sido confirmado que Septimus e Cedrella são os pais de Arthur Weasley, isso pode ser baseado na declaração de Sirius Black no capitulo seis de Ordem da Fênix em que Arthur era "algo como seu primo de segundo grau". A árvore genealógica da família Black retrata Cedrella como a prima de primeiro grau de Orion e Walburga Black — os pais de Sirus. Assim, quais um de seus filhos seriam os primos de segundo grau do garoto. Além disso, todos os parentes de Sirius estão presentes na árvore genealógica dos Black, já que ambos de seus pais nasceram nessa família, tornado improvável qualquer outra forma não citada de que Sirius poderia ser parente de Arthur. Veja também esta página de discussão e um ensaio HPL para mais informações.
  17. 17,0 17,1 17,2 Suposição baseada na existência de tal indivíduo
  18. LEGO Harry Potter: Anos 1-4
  19. jk_rowling no Twitter (veja esta imagem)
  20. 20,0 20,1 Harry Potter e a Ordem da Fênix (filme)
  21. 21,0 21,1 21,2 21,3 21,4 21,5 J. K. Rowling web chat, 30 de julho (Transcrição do Caldeirão Furado)
  22. 22,0 22,1 Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 5 (O Salgueiro Lutador) - "A cerimônia da Seleção já terminou" respondeu ela. "Sua irmã também ficou na Grifinória."
  23. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 8 (O casamento) - "E os seus cabelos estão compridos demais, por um momento cheguei a pensar que você era a Ginevra."
  24. Chat do Dia Mundial do Livro, 4 de março de 2004
  25. Copa Mundial de Quadribol de 2014: Relatórios do Profeta Diário no Pottermore (via Arquivo da Internet)
  26. 26,0 26,1 26,2 Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 3 (A Toca)
  27. Harry Potter e a Pedra Filosofal, Capítulo 6 (O embarque na plataforma nova e meia) - "Não chore, Gina, vamos lhe mandar um monte de corujas." "Vamos lhe mandar uma tampa de vaso de Hogwarts."
  28. Harry Potter e a Pedra Filosofal, Capítulo 6 (O embarque na plataforma nova e meia) - "Harry viu a mãe dos garotos acenando e a irmã, meio risonha, meio chorosa, correndo para acompanhar o trem até ele ganhar velocidade e ela ficar para trás acenando."
  29. Harry Potter e a Pedra Filosofal, Capítulo 17 (O homem de duas caras)
  30. Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 4 (Na Floreios e Borrões) - "É óbvio que não" concluiu o Sr. Malfoy "Ora veja, de que serve ser uma vergonha de bruxo se nem ao menos lhe pagam bem para isso?
  31. Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 4 (Na Floreios e Borrões)
  32. Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 17 (O herdeiro de Slytherin) - "A pequena Gina anda escrevendo nele há meses, me contou suas tristes preocupações e mágoas, como os irmãos implicavam com ela, como teve de vir para a escola com vestes e livros de segunda mão, como" os olhos de Riddle brilharam ", como achava que o bom, o famoso, o importante Harry Potter jamais iria gostar dela..."
  33. Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 8 (A festa do aniversário de morte) - "Madame Pomfrey, a enfermeira, esteve muito ocupada com uma repentina onda de gripe entre professores, funcionários e alunos. Sua poção reanimadora fazia efeito instantâneo, embora deixasse quem a bebia fumegando pelas orelhas durante muitas horas. Gina Weasley, que andava pálida, foi intimidada por Percy a tomar a poção."
  34. 34,0 34,1 Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 9 (A pichação na parede) - "Gina Weasley parecia ter ficado muito perturbada com o destino de Madame Nor-r-ra. Segundo Rony, ela adorava gatos."
  35. Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 11 (O Clube dos Duelos) - "Gina Weasley, que se sentava ao lado Collin Creevey na aula de Feitiços, parecia atormentada, mas Harry achou que era porque Fred e jorge estavam tentando animá-la do jeito errado. Revezavam-se para assaltá-la pelas costas, cheios de pelos e pústulas. Só pararam quando Percy, apoplético, ameaçou escrever à Sra. Weasley e contar que Gina estava tendo pesadelos."
  36. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Capítulo 4 (O Caldeirão Furado)
  37. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Capítulo 5 (O dementador) - "Mas nenhum de vocês caiu do assento?" perguntou Harry sem graça. "Não" disse Rony, olhando para Harry, ansioso, outra vez. "Mas Gina tremia feito louca..."
  38. 38,0 38,1 Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Capítulo 10 (O Mapa do Maroto) - "... e Gina Weasley, corando furiosamente, apareceu com um cartão de votos de saúde, feito por ela mesma, que cantava com voz esganiçada a não ser que Harry o guardasse fechado embaixo da fruteira."
  39. 39,0 39,1 Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 30 (O túmulo branco) - "Eu nunca desisti de você. Não de verdade. Sempre tive esperança... Hermione me disse para tocar a minha vida, talvez sair com outra pessoa, me descontrair um pouco perto de você, porque eu nunca conseguia falar quando você estava na sala, lembra? E ela achou que talvez você prestasse um pouco mais de atenção em mim se eu fosse mais... eu mesma.
  40. Harry Potter e o Cálice de Fogo, Capítulo 9 (A Marca Negra)
  41. 41,0 41,1 Harry Potter e o Cálice de Fogo, Capítulo 22 (A tarefa inesperada) - "Eu já falei!" disse Hermione, muito zangada. "Estou indo com outra pessoa!" E saiu decidida em direção à escada para o dormitório das garotas. "Ela está mentindo" sentenciou Rony, acompanhando-a com o olhar. "Não está, não" disse Gina baixinho. "Quem é a pessoa, então?" "Não vou dizer, não é da sua conta.
  42. Harry Potter e o Cálice de Fogo, Capítulo 23 (O Baile de Inverno)
  43. 43,0 43,1 Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 16 (No Cabeça de Javali) - "Ele está O QUÊ?" disse Rony, indignado, suas orelhas agora parecendo cachinhos de carne crua. "Ele está saindo com... minha irmã está saindo... que é que você quer dizer, com Miguel Corner?" ... "Eles se conheceram no Baile de Inverno e se reencontraram no fim do ano passado" disse Hermione muito conciliadora.
  44. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 9 (As tribulações da Sra. Weasley)
  45. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 16 (No Cabeça de Javali)
  46. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 26 (Visto e imprevisto)
  47. 47,0 47,1 Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 38 (Começa a Segunda Guerra) - "Afinal, com quem ela está saindo agora?" perguntou Rony a Hermione, mas foi Gina quem respondeu. "Miguel Corner. "Miguel... mas..." disse Rony esticando-se no banco para encarar a irmã. "Mas era você que estava saindo com ele!" "Não estou mais" disse Gina, decidida. "Ele não gostou da Grifinória ter vencido a Corvinal no quadribol, e ficou realmente mal-humorado, então dei o fora nele e ele correu para consolar a Cho."
  48. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 32 (De mal a pior)
  49. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 32 (De mal a pior) - "Gina ainda tentava pisar os pés da sextanista que prendia seus braços."
  50. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 35 (Para além do véu) - "Você precisa de mais persuasão?" disse ela, o peito arfando rápido. "Muito bem: pegue a menor" ordenou Belatriz a um Comensal da Morte. "Deixe que ele veja torturarmos a menininha. Eu faço isso."
  51. 51,0 51,1 Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 6 (A fugida de Draco)
  52. 52,0 52,1 Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 7 (O Clube do Slugue)
  53. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 14 (Felix Felicis) - "Cala essa boca!" berrou Rony, o rosto passando de rosado direto para o castanho-avermelhado. "Não calo, não!" gritou Gina, fora de si "Vejo você com a Fleuma, esperando que ela lhe dê um beijo na bochecha toda vez que a vê, é patético! Se você saísse por aí dando uns amassos, não iria se importar tanto que os outros fizessem isso!"
  54. 54,0 54,1 54,2 Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 14 (Felix Felicis) - "Gina, aonde você está indo?" berrou Harry, que se viu preso, ainda no ar, por um abraço coletivo dos jogadores da equipe, mas Gina passou veloz por eles, indo colidir, com um baita estrondo, contra o pódio do locutor. Entre gritos e risos da multidão, a equipe da Grifinória aterrissou ao lado dos destroços de madeira sob os quais Zacarias se mexia debilmente; Harry ouviu Gina dizer descaradamente à furiosa professora McGonagall: "Me esqueci de frear, professora, desculpe."
  55. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 14 (Felix Felicis) - "Procurando Rony?" perguntou ela, rindo bobamente. "Está ali adiante, o hipócrita nojento."
  56. 56,0 56,1 56,2 Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 24 (Sectumsempra)
  57. 57,0 57,1 Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 30 (O túmulo branco) - "Gina, escute..." começou em voz muito baixa, em meio ao burburinho de conversas que crescia à sua volta e às pessoas que começavam a se levantar. "Não posso mais namorar você. Temos de parar de nos ver. Não podemos ficar juntos." Ela disse, com um sorriso estranhamente enviesado: "É por algum motivo nobre e idiota, não é?"
  58. 58,0 58,1 Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 7 (O testamento de Dumbledore) - "Esse é o lado bom que estive procurando" sussurrou ela e, em seguida, beijo-o como nunca o beijara antes..."
  59. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 7 (O testamento de Dumbledore) - "Não sabia o que poderia ser útil. Nada muito grande, porque você não poderia levar na viagem. Então, pensei que gostaria de lhe dar uma coisa que fizesse você se lembrar de mim, sabe, se encontrar uma veela dessas quando estiver fora, fazendo seja lá o que vai fazer."
  60. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 8 (O casamento) - "Decididamente, a minha tiara valoriza toda a cerimônia" comentou tia Muriel, com um poderoso sussurro. "Mas é preciso que se diga, o vestido de Ginevra está decotado demais."
  61. 61,0 61,1 Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 8 (O casamento) - "Essa garota é muito bonita" comentou Krum, fazendo Harry voltar ao presente. Krum estava apontando para Gina, que acabara de se juntar a Luna. "Também é sua parenta?" "É" informou Harry, repentinamente irritado ', e está namorando alguém. Um cara ciumento. Grandalhão. Você não iria querer atravessar o caminho dele."
  62. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 34 (De volta à Floresta) - "Ele estava a vários passos de distância quando reconheceu Gina. Estacou. Ela estava debruçada sobre uma garota que sussurrava, chamando pela mãe." "Está tudo bem" dizia Gina. "Tudo o.k. Vamos levar você para dentro. "Mas quero ir para casa" murmurou a garota. "Não quero mais lutar!" "Eu sei" disse Gina, e sua voz quebrou. "Vai dar tudo certo."
  63. Pottermore - Beco Diagonal: escritório do Profeta Diário
  64. "Leia os relatórios de Gina Potter da #CopaMundialdeQuadribol começando hoje em http://pottermo.re/DailyProphet ! A família esperava se juntar a ela para a final. "- @jk_rowling Twitter
  65. 65,0 65,1 Pottermore - Final da Copa Mundial de Quadribol de 2014 (Arquivado)
  66. Harry Potter: Wizards Unite (veja este vídeo)
  67. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 30 (O túmulo branco) - "Sustentou o olhar de Harry com aquela mesma expressão decidida e intensa que ele vira quando a garota o abraçara depois de conquistar a Copa de Quadribol em sua ausência..."
  68. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 7 (O Clube do Slugue)
  69. 69,0 69,1 Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 4 (Largo Grimmauld, número doze) - "Tonks me ensinou como descobrir. A gente atira uma coisa contra a porta e se a coisa não bate é porque a porta foi "imperturbada". Atirei umas bombas de bosta do alto da escada e elas simplesmente voaram de volta, então não tem como as Orelhas Extensíveis entrarem por baixo.
  70. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 38 (Começa a Segunda Guerra) - "Gina, cujo o tornozelo fora curado num instante por Madame Pomfrey..."
  71. Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1
  72. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 31 (A batalha de Hogwarts) - "No momento em que olhou, Gina lançou um feitiço certeiro contra um grupo de combatentes embaixo..."
  73. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 36 (A falha do plano)
  74. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 10 (Luna Lovegood)
  75. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 7 (O Clube do Slugue) - "É melhor ter cuidado, Blásio! Vi esta mocinha executar uma maravilhosa azaração para rebatar bicho-papão quando estava passando pelo compartimento dela! Eu não a irritaria!"
  76. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 19 (O leão e a cobra)
  77. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 7 (O testamento de Dumbledore) - "Nunca estivera ali antes. Era pequeno, mas claro. Em uma parede, havia um grande pôster da banda bruxa Esquisitonas e, na outra, uma foto de Guga Jones, capitã do time de quadribol Harpias de Holyhead.
  78. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 14 (Felix Felicis) - "Certo" disse Gina, jogando os cabelos ruivos para trás e encarando Rony, aborrecida ", vamos entender de uma vez por todas. Não é da sua conta com que eu saio e o que faço, Rony..." "É, sim!" retrucou Rony no mesmo tom zangado. "Você acha que eu quero que as pessoas digam que minha irmã é uma..." "Uma o quê?" gritou a garota, puxando a varinha. "Uma o quê, exatamente?"
  79. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 14 (Felix Felicis) - "Um lampejo voou por baixo do braço esquerdo de Harry e por centímetros não atingiu Gina; Harry empurrou Rony contra a parede. "[...] berrou Gina, que parecia à beira das lágrimas agora.
  80. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 34 (De volta à Floresta) - "[...] Harry inexplicavelmente pensou em Gina, em seu olhar radioso e na sensação de seus lábios nos dele..."
  81. Harry Potter e a Pedra Filosofal, Capítulo 6 (O embarque na plataforma nova e meia)
  82. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Capítulo 5 (O dementador)
  83. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo 10 (Luna Lovegood)
  84. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 19 (Campana de elfos) - "[...] Gina roubou-a dele, gosto dela, é muito boa..."
  85. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 21 (O conto dos três irmãos)
  86. Harry Potter e as Relíquias da Morte - "Não se esqueça de transmitir a Neville nosso carinho!" recomendou Gina a Tiago ao abraçá-lo.
  87. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 5 (Fleuma demais)
  88. Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 7 (O Clube do Slugue)
  89. J. K. Rowling no Bate-papo do Dia Mundial do Livro
  90. Entrevista da MuggleNet e do The Leaky Cauldron com Joanne Kathleen Rowling: Parte 3
  91. Entrevista do The Leaky Cauldron e da Mugglenet com Joanne Kathleen Rowling: Parte 3
Armada de Dumbledore
Gryffindor ClearBG.png
Ravenclaw (Símbolo Corvinal).png
Hufflepuff ClearBG.png
Fundadores:
Harry Potter | Hermione Granger | Ronald Weasley
Líderes:
Harry Potter | Neville Longbottom | Luna Lovegood | Gina Weasley
Grifinórios:
Cátia Bell | Lilá Brown | Colin Creevey | Dênis Creevey | Simas Finnigan | Angelina Johnson | Lino Jordan | Rionach O'Neal | Parvati Patil | Alícia Spinnet | Dino Thomas | Romilda Vane | Fred Weasley | Jorge Weasley | Nigel Wolpert | Garota não identificada
Corvinais:
Terêncio Boot | Cho Chang | Miguel Corner | Marieta Edgecombe | Antônio Goldstein | Padma Patil | Maisy Reynolds | Garoto não identificado
Lufanos:
Ana Abbott | Susana Bones | Justino Finch-Fletchley | Ernie Macmillan | Zacarias Smith | Liane | Garota não identificada
Desconhecidos:
Luca Caruso | Alice Tolipan
Aliados da Armada de Dumbledore:
Ordem da Fênix | Funcionários de Hogwarts | Augusta Longbottom | Andrômeda Tonks | Ted Tonks | Percy Weasley | Olívio Wood | Dobby | Grope | Winky
Outras Afiliações:
Colônia de Centauros da Floresta Proibida | Rebanho de Hipogrifos de Hogwarts | Elfos domésticos de Hogwarts |Fantasmas de Hogwarts| Alunos de Hogwarts | Rebanho de Testrálios de Hogwarts


Ordem da Fênix
Fawkes WB F2 FawkesIllustration.jpg
Fundador:
Alvo Dumbledore
Ordem da Fênix original:
Aberforth Dumbledore | Alastor Moody | Alice Longbottom | Arabella Figg | Beijo Fenwick | Carátaco Dearborn | Dédalo Diggle | Dorcas Meadowes | Edgar Bones | Elifas Doge | Emelina Vance | Fábio Prewett | Franco Longbottom | Gideão Prewett | Héstia Jones (possivelmente) | Tiago Potter | Lílian Evans | Marlene McKinnon | Minerva McGonagall | Mundungo Fletcher | Pedro Pettigrew (desertado) | Remo Lupin | Rúbeo Hagrid | Severo Snape | Sirius Black | Estúrgio Podmore
Segunda Ordem da Fênix:
Aberforth Dumbledore | Alastor Moody | Arabella Figg | Arthur Weasley | Guilherme Weasley | Carlinhos Weasley | Dédalo Diggle | Elifas Doge | Emmeline Vance | Fleur Delacour | Fred Weasley | Jorge Weasley | Harry Potter | Hermione Granger | Héstia Jones | Quim Shacklebolt | Minerva McGonagall | Molly Weasley | Mundungo Fletcher | Ninfadora Tonks | Remo Lupin | Rony Weasley | Rúbeo Hagrid | Severo Snape | Sirius Black | Estúrgio Podmore
Aliados da Ordem da Fênix:
Andrômeda Tonks | Augusta Longbottom | Dobby | Fílio Flitwick | Gina Weasley | Grope | Horácio Slughorn | Monstro | Lino Jordan | Luna Lovegood | Muriel |
Neville Longbottom | Olívio Wood | Olímpia Maxime | Percy Weasley | Pomona Sprout | Ted Tonks | Família Westinburgh | Winky | Karkus | Esposa de Karkus
Outras afiliações:
Armada de Dumbledore | Colônia de Centauros da Floresta Proibida | Caçada dos Sem-Cabeça | Horda de hipogrifos de Hogwarts | Elfos-domésticos de Hogwarts | Fantasmas de Hogwarts | Funcionários de Hogwarts|
Alunos de Hogwarts | Horda de testrálios de Hogwarts | Ministério da Magia | Colônia de Gigantes (Sob o controle de Karkus)


Posições de Quadribol na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts
Golden-snitch-lrg.png
Capitães
Filemina Alchin · Astrix Alixan · Orion Amari · Angelina Appleby · Oona Ballington · Concepta Battista · Hugh Biggs · Richard Carter · Angelica Cole · Stuart Craggy · Winky Crockett · Rogério Davies · Cedrico Diggory · Marcos Flint · Hamish Frater · Stephen Gould · David Hamblin · Natália Holkham · Jody Jacknife · Angelina Johnson · Jo King · Neil Lament · Steve Laughalot · Graham Montague · Mark Overcliff · Andrew Snowy Owl · Harry Potter · Isobel Ross · Ashley Sanders · Lucinda Talkalot · Urquhart · Emma Vanity · Carlinhos Weasley · Rufo Winickus · Olívio Wood
Goleiros
Kevin Bletchley · Miles Bletchley · Brennan Doyle · André Egwu · Herbert Fleet · Geoffrey Hooper · Córmaco McLaggen · Grant Page · Rony Weasley · Olívio Wood · Irmão ou irmã de Jacob · Goleiro não identificado da Grifinória · Goleiro não identificado · Goleiro não identificado da Sonserina
Artilheiros
Orion Amari · Tamsin Applebee · Katie Bell · Bradley · Randolph Burrow · Cadwallader · Chambers · Rogério Davies · Eekins · Marcos Flint · Rosa Granger-Weasley · Jarrett · Angelina Johnson · Heidi Macavoy · Graham Montague · Ethan Parkin · Skye Parkin · Tiago Potter · Malcolm Preece · Adrian Pucey · Demelza Robins · Zacarias Smith · Alícia Spinnet · Jeremy Stretton · Dino Thomas · Urquhart · Vaisey · Cassius Warrington · Gina Weasley · Blásio Zabini · Irmão ou irmã de Jacob · Artilheiro não identificado · Artilheiro não identificado do quarto ano · Artilheiro não identificado da Grifinória (I) · Artilheiro não identificado da Grifinória (II) · Artilheiro não identificado da Grifinória (III) · Artilheiro não identificado da Grifinória (IV) · Amigo de Erika Rath (I)
Batedores
Bean · Lucian Bole · Ritchie Coote · Vicente Crabbe · Peregrine Derrick · Dobbin · Gregório Goyle · Duncan Inglebee · Andrew Kirke · Michael McManus · Maxine O'Flaherty · Jimmy Peakes · Erika Rath · Antônio Rickett · Jason Samuels · Jack Sloper · Fred Weasley · Jorge Weasley · Irmão ou irmã de Jacob · Batedor não identificado · Batedor não identificado da Grifinória · Batedor não identificado da Sonserina (I) · Batedor não identificado da Sonserina (II)
Apanhadores
Régulo Black · Cho Chang · Cedrico Diggory · André Egwu · Harper · Terence Higgs · Gilderoy Lockhart · Draco Malfoy · Harry Potter · Summerby · Carlinhos Weasley · Gina Weasley · Apanhador não identificado da Grifinória · Apanhador não identificado da Lufa-Lufa · Apanhador não identificado da Corvinal · Apanhador substituto não identificado da Corvinal · Apanhador não identificado
Posições desconhecidas
Vicky Bishopper · Robin Higgy · R. King · M. G. McGonagall · Katie Rayknolls · Amigo de Erika Rath (II)
Possíveis jogadores
Christian Alexander · Brandon Angel · Jada Angela · Owen Anthony · Tanner Van Burm · Haley Dakota · Jennifer Dawn · Fay Dunbar · Riley Frazer · Ethan Gerard · Ryan Henry · Érica J. · Ella Jo · Timothy Justin · Sage Kelleen · Luisa · Trinity Lynn · Trev Mallory · Alexis Marie · Gianna Grace Marie · Abigail Nicola · Amber Noel · Phelan Noel · Remy Olivier · Jackson Sheppard · Richard Sky · Emily Taylor · Alexander William

Predefinição:Profeta Diário

Advertisement