FANDOM


Lílian J.[8] Potter (nascida Evans) (30 de janeiro[1] de 196031 de outubro de 1981) foi uma bruxa Nascida-trouxa, irmã mais nova de Petúnia Dursley.

Desde criança percebeu que podia fazer coisas diferente, mas somente soube que era bruxa quando Severo Snape, um garoto bruxo que morava perto da casa dela reconheceu sua magia e contou tudo sobre o Mundo Bruxo. Como dito por Snape, Lílian recebeu sua carta de Hogwarts aos 11 anos, escola de magia e bruxaria que frequentou de 1971 a 1978.

Lílian foi selecionada para a Grifinória e Snape para a Sonserina, e se tornaram amigos ainda mais íntimos em Hogwarts. A amizade acabou se deteriorando com o interesse de Snape pelas Artes das Trevas e, posteriormente, com os rumores das ideias e do poder de Voldemort, seu interesse em se tornar um Comensal da Morte. Afastaram-se definitivamente no quinto ano, quando Snape, irado com uma brincadeira de Tiago Potter e seus amigos, a chamou de sangue-ruim - uma grave ofensa contra os bruxos nascidos trouxas. Apesar do fim da relação e das escolhas sombrias de Snape, ele, na verdade, amava Lílian e sempre manteve seu amor.

Biografia Editar

Início da vida (1960-1971) Editar

Petúnia Evans: "... você acha que quero ser um... um bicho estranho?"
Lílian Evans: "Não sou um bicho estranho. Que coisa horrível para dizer."
Petúnia Evans: "É para onde você vai Uma escola especial para bichos estranhos."
— As irmãs discutem antes de Lílian sair para Hogwarts[fnt]
Lílian e Snape

Snape diz a Lílian que ela é uma bruxa.

Lílian nasceu para o Sr. e a Sra. Evans, dois trouxas da família Evans, em 30 de janeiro de 1960. Ela tinha uma irmã mais velha chamada Petúnia , e a família morava em Cokeworth,[9] na Inglaterra. Na idade de nove anos, Lílian se tornou amiga de Severo Snape, que morava na Rua da Fiação, que ficava a uma curta distância da casa dos Evans. No entanto, eles aparentemente estavam em melhor situação, já que Petúnia zombou de Snape por ter vindo daquele bairro pobre.

Severo foi a primeira pessoa a dizer a Lílian que ela era uma bruxa, e ele ensinou a Lílian muito sobre o mundo mágico, enquanto os dois esperavam ansiosamente o tempo em que eles pudessem frequentar a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts juntos. Originalmente, Petúnia e Lílian eram bem próximas, mas suas habilidades mágicas e sua amizade com Severo causavam problemas entre as irmãs. Invejando as habilidades de sua irmã Petúnia escreveu para Dumbledore, perguntando se ela poderia ir a Hogwarts com Lílian.

Lily comprou a varinha de Ollivanders no Beco Diagonal aos onze anos. A varinha era de salgueiro com 26cm e, de acordo com Garrick Olivaras, bom para feitiços.

Anos de Hogwarts (1971-1978) Editar

Lílian Evans: "Nunca quis chamar você de sangue ruim, simplesmente me..."
Severo Snape: "Escapou? É tarde demais. Há anos dou desculpas para o que você faz. Nenhum dos meus amigos consegue entender sequer por que falo com você. Você e seus preciosos amiguinhos Comensais da Morte: está vendo, você nem nega! Nem nega que é isso que vocês pretendem ser! Você mal pode esperar para se reunir a Você-Sabe-Quem, não é?"
— O fim da amizade de Lílian com Severo Snape[fnt]
Lílian Evans na Grifnória

Lílian sendo colocada na casa da Grifinória.

Na idade de onze anos, ela começou a frequentar a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, onde foi classificada na casa da Grifinória. Ela tornou-se bastante habilidosa em Poções, atraindo a atenção do Professor Horácio Slughorn, que fez dela um membro de seu Clube do Slugue.

Em seu quinto ano, Lílian defendeu seu então melhor amigo - Severo Snape - quando ele estava sendo intimidado por Tiago Potter, a quem ela considerava ser um idiota arrogante e bullying. Ela havia se dirigido a Tiago pelo seu sobrenome - o próprio Tiago chamando a Lílian pelo dela - e tentou parar o seu bullying. Snape atacou-a em sua humilhação, chamando-a de "sangue-ruim".[10] Severus implorou pelo perdão de Lílian e ela, por sua vez, perguntou se ele ainda pretendia se juntar aos Comensais da Morte. Quando ele não negou isso, Lílian percebeu que Snape não entendia o que havia de errado com os Comensais da Morte.

Tiago, Harry e Lílian

Uma memória que Harry vê Lílian (no quinto ano) enfrentando Tiago Potter

Isso levou a uma separação entre Lílian e Snape, já que ela já havia ficado consternada com o fascínio de Snape pelas Artes das Trevas e sua amizade com seus companheiros da Sonserina, Mulciber e Avery, ambos aspirantes a Comensais da Morte. Harry viria a presenciar a cena do bullying de seu pai e a ambígua intervenção de sua mãe duas vezes por meio de uma Penseira, bem como outras cenas retratando a amizade de sua mãe com Snape.[11]

No quinto ano de Lílian, Tiago tinha uma queda por Lílian, mas ela não retribuiu, chamando-o porque ele intimidava outros estudantes, particularmente Severo Snape. O melhor amigo de Tiago, Sirius Black, comentou mais tarde que Tiago não resistiu em se mostrar e fazer papel de bobo quando estava por perto. Lílian, no entanto, não odiava Tiago. Enquanto ela não aprovava sua intimidação, ela admirava como Tiago defendia seus amigos e outras pessoas que foram cruelmente tratadas pelos amigos aspirantes a comensais da morte de Snape.[10]

Lílian no Clube do Slugue

Líliancom outros membros do Clube do Slugue no final da sua educação.

Durante seu sétimo ano, Tiago amadureceu um pouco, provando ser responsável e corajoso. No entanto, está implícito que Tiago ainda tinha o desejo de intimidar Snape, mas estava disposto a parar de fazer isso por causa de Lílian. Isso levou-a a concordar em sair com ele; e a atração de Lílian por ele cresceu em genuína afeição e finalmente amor. O jovem casal foi escolhido para serem monitores-chefe.[12]

Primeira Guerra Bruxa (1978-1981) Editar

"Ele acha que se refere ao filho dela, ele vai matá-la... matar a todos..."
Severo Snape avisa Dumbledore sobre o perigo para os Potter[fnt]

Casamento e Ordem Editar

Ordem (OdF)

Lílian e seu marido como membros da Ordem original

Algum tempo depois de se formar em Hogwarts em 1978, Lílian e Tiago se casaram, o casamento aconteceu em algum momento entre o verão de 1978 e o outono de 1979, com Sirius Black servindo como padrinho de Tiago.[13] Petúnia e Valter se recusaram a comparecer ao casamento.[10] Lílian teve pouco contato com a irmã a partir desse ponto.

Vivendo da fortuna da família de James, os Potter tornaram-se membros em tempo integral da Ordem da Fênix, uma organização dedicada a lutar contra Lord Voldemort e seus Comensais da Morte, junto com seus amigos Sirius Black, Remo Lupin e Pedro Pettigrew.[14] Durante a guerra, eles desafiaram Voldemort em pelo menos três ocasiões, sendo o primeiro quando eles se recusaram a se juntar à sua causa quando ele tentou recrutá-los.[15]

Vida no esconderijo e morte Editar

Lílian Evans: "O Harry não, o Harry não, por favor, o Harry não!"
Lord Voldemort: "Afaste-se, sua tola... afaste-se, agora..."
Lílian Evans: "Harry não, por favor, não, me leve, me mate no lugar dele..."
Lord Voldemort: "Este é o meu último aviso..."
Lílian Evans: "Harry não! Por favor... tenha piedade... tenha piedade... Harry não! Harry não! Por favor... farei qualquer coisa..."
Lord Voldemort: "Afaste-se... afaste-se, garota..."
— Lílian fica entre Lord Voldemort e seu filho[src]
Lílian engravidou no outono de 1979. Na mesma época,[16] Sibila Trelawney fez uma profecia na frente de Alvo Dumbledore, prevendo que Aquele com o poder de vencer o Lorde das Trevas se aproxima" e seria "nascido dos que o desafiaram três vezes".[10] A primeira parte da profecia foi ouvida pelo ex-amigo de Lílian, Snape, que desde então se tornou um Comensal da Morte.[17] Ele lealmente relatou o que ouviu ao seu mestre, e ficou horrorizado quando Voldemort chegou a acreditar que o filho de Lílian era o assunto da profecia.[17][18] Foi a ameaça para Lílian que levou Snape a mudar de lado, avisando Dumbledore dos planos do Lorde das Trevas, e jurando fazer qualquer coisa para manter a mulher que ele ainda amava segura. Foi a devoção contínua de Snape para Lílian, que fez Dumbledore certo da verdadeira lealdade de seu agente duplo.
Potter (PF)

Lílian com o marido e o filho.

Os Potter se esconderam enquanto Lílian ainda estava grávida.[14] Seu filho, Harry Tiago Potter, nasceu em 31 de julho de 1980. Devido ao perigo em que estavam, Lílian e Tiago decidiram manter o batizado de Harry "muito apressado e silencioso" com Sirius Black como o único convidado.[19][20] O casal também escolheu Sirius para ser o padrinho de Harry.[13] Lílian enviou um anúncio de nascimento para Petúnia; era para ser a última informação que ela mandou para sua irmã,[9] embora Petúnia depois enviasse um vaso para Lílian naquele Natal.

Em uma carta para Sirius datada em torno do primeiro aniversário de Harry a 31 de julho de 1981, Lílian mencionou que a família tinha um gato de estimação, e relatou uma história sobre Harry voando na vassoura de brinquedo que Sirius havia lhe dado como presente de aniversário.[11] O Feitiço Fidelius foi colocado em sua casa em Godric's Hollow. O seu Fiel do Segredo, Pedro Pettigrew, foi escolhido como um alvo menos provável para os Comensais da Morte do que Sirius Black, mas ele traiu os Potters dizendo a Voldemort o seu paradeiro apenas uma semana depois.[21]

Artigo principal: Ataque em Godric's Hollow (1981)
Lílian morta

O corpo de uma falecida Lílian Potter, depois de se sacrificar por seu único filho Harry Potter

Em 31 de outubro de 1981, Voldemort entrou em sua casa. Tiago disse a Lílian para pegar Harry e sair enquanto ele o segurava. Tiago, no entanto, foi assassinado antes que Lílian e Harry pudessem escapar da cabana. Prendendo mãe e filho no berçário de Harry, Voldemort, honrando o pedido de Snape para poupar sua vida, ofereceu a Lílian uma chance de se afastar. Ela firmemente se recusou para proteger seu filho, e Voldemort a assassinou.

Porque a morte de Lílian era um puro sacrifício por amor (ela pretendia morrer, e não estava querendo se salvar), Harry foi marcado com a proteção de seu amor. A Maldição da Morte de Voldemort se recuperou da criança de um ano de idade. A maldição ricocheteada destruiu o corpo do Lorde das Trevas e temporariamente o derrotou. Harry ficou ileso, exceto por uma cicatriz de raio na testa. Assim, Harry tornou-se conhecido como o "menino que viveu" e seu destino foi selado. Se não fosse pelo amor de Snape por Lílian, o que o levou a implorar a Voldemort pela vida de Lílian, sua morte não teria sido um sacrifício voluntário, e não teria havido o Garoto Que Sobreviveu.[11]

Pós morte Editar

"Não eram fantasmas nem propriamente corpos, isto ele via. Lembravam mais o Riddle que escapara do diário, havia tanto tempo, e aquele fora uma lembrança quase sólida. Menos substancial do que corpos viventes, mas muito mais do que fantasmas, eles vieram ao seu encontro e em cada rosto havia o mesmo sorriso amoroso... O sorriso de Lílian era o maior. Ela afastou os longos cabelos para as costas ao se aproximar, e seus olhos verdes, tão semelhantes aos dele, examinaram seu rosto vorazmente, como se nunca tivesse tido tempo de olhá-lo o suficiente."
—Lílian dando uma olhada em Harry através da Pedra da Ressurreição[fnt]
Lílian e Tiago no Espelho

Lílian e Tiago, vistos por Harry no espelho do Ojesed

Depois que Lílian e James foram assassinados, Petúnia (a irmã de Lílian) foi a que organizou o funeral, já que James não tinha mais família. Depois, ela relutantemente cuidou do único filho de sua irmã. No entanto, a morte de sua mãe não seria a última que Harry iria ver dela. Durante seu primeiro ano em Hogwarts, ele se deparou com o Espelho de Ojesed. Nesse espelho ele viu seus pais pela primeira vez, junto com seus avós e outros parentes. Também no final do primeiro ano de Harry, Hagrid deu-lhe um álbum de fotos cheio de fotos de sua família e de si mesmo quando criança. Em seu terceiro ano, sempre que ele encontrou um dementador, ele foi forçado a reviver a morte de seus pais, em particular a de Lílian.

Priori Incantatem Pottermore

Ecos de vítimas anteriores, incluindo Lílian e Tiago, de Voldemort aparecem.

No quarto ano de Harry, enquanto duelavam com Voldemort no cemitério de Little Hangleton, eles experimentaram Priori Incantatem, e sombras de sua mãe e pai e outros que Voldemort havia assassinado, saíram da varinha de Voldemort para ajudar Harry em sua fuga do cemitério. No quinto ano de Harry, ele entrou na memória de Severo Snape de ser intimidado por Tiago e Sirius Black através do uso da Penseira e viu sua mãe se levantar por Snape. Em 1998, ele reviveu a mesma lembrança de Snape, assim como muitas outras que continham sua mãe, na Penseira após a morte de Snape. As lembranças revelaram que ela e Snape tinham sido melhores amigos desde a infância e também trouxeram à luz o amor não correspondido e contínuo de Snape por Lílian, anos após sua morte.

Finalmente, durante a Batalha de Hogwarts, quando Harry acreditava estar caminhando para sua própria morte, ele usou a Pedra da Ressurreição para trazer de volta os espíritos de Lílian, Tiago Potter, Sirius Black, (Padrinho) e Remo Lupin. Tanto James quanto Lílian disseram a Harry que eles estavam muito orgulhosos dele, orgulhosos de sua notável coragem e força, e asseguraram que eles ficariam com ele até o final. Harry descreveu sua presença como sua coragem, a razão pela qual ele foi capaz de manter um pé na frente do outro, com Lílian sorrindo para ele, e Tiago assentindo encorajadoramente.

Muitos anos depois da morte de Lílian, seu filho se casou com Ginevra Weasley e teve três crianças. A única filha de Harry, Lílian Luna Potter, foi nomeada em memória de sua avó paterna.[11]

Aparência física Editar

Lílian (RdM)

Lílian como ela apareceu quando foi ressuscitada.

Lílian era uma mulher linda. Ela tinha um cabelo vermelho escuro que caía sobre os ombros e olhos verdes brilhantes em forma de amêndoa.[11] Aparentemente, seus brilhantes olhos verdes eram extremamente distintos, porque todas as pessoas que conheciam Lílian sempre os viam em Harry.

É comentado por seu filho, Harry, quando ele viajou de volta ao passado, ele citou que ela era extremamente bonita, mesmo em face da morte.

Personalidade e traços Editar

"Lílian Evans. Uma das mais inteligentes a quem lecionei. Viva, sabe. Uma menina encantadora. Eu costumava dizer a ela que deveria ter ido para a minha Casa. E, sabe, costumava me dar respostas petulantes."
Horácio Slughorn descrevendo a personalidade de Lílian[fnt]
Corça Patrono

Patrono corpóreo de Lílian.

Lily era conhecida por ser uma estudante vivaz, talentosa e popular. Ela se tornou Monitora Chefe em seu último ano em Hogwarts. Ela também era uma das favoritas de todos os tempos de seu mestre de poções Horácio Slughorn. Slughorn notou que ela era espirituosa e charmosa, além de ter um talento especial para poções.[22] Remo Lupin uma vez descreveu-a como uma pessoa extraordinariamente gentil, com o hábito de ver o melhor nos outros, mesmo quando eles não podiam ver por si próprios.[23]

Lílian também era uma mulher de sólidos princípios morais e apoiava-os, não importando o quanto isso lhe custasse: embora suas ações fossem ineficazes. Em pelo menos uma ocasião, ela chamou Tiago Potter e Sirius Black pela intimidação de sua amiga, Severo Snape. Quando ela percebeu - através de um insulto que Snape deu a ela em um momento de humilhação furiosa - a devoção de Snape à causa genocida de Voldemort (da qual ela era alvo na época) assim como sua crescente fascinação pelas Artes das Trevas, a fez recusar seu pedido de desculpas pelo insulto e terminar sua amizade com ele permanentemente.

Embora ela tivesse uma língua afiada e não tivesse problemas em enfrentar os outros quando estava nervosa, Lílian ainda era o tipo de pessoa que daria aos outros uma segunda chance quando eles se provassem merecedores disso. O exemplo mais notável dessa qualidade seria como ela finalmente concordou em namorar com Tiago depois que ele amadureceu, apesar do fato de que ela não tinha uma boa opinião sobre ele durante seus primeiros anos escolares.

As virtudes mais célebres de Lílian e de seu marido foram sua coragem e capacidade de auto-sacrifício: desafiar Voldemort três vezes como membros da Ordem da Fênix e até mesmo morrer para proteger seu filho. Também foi notado que Lílian era muito parecida com o filho dela, Harry. A força de Lílian é comentada por seu neto, Alvo, em que ela entenderia seu destino e o fato de que ela nunca veria seu filho crescer.[11]

Capacidades e habilidades mágicas Editar

Já que até Lorde Voldemort estava disposto a ignorar seu status de nascida trouxa e pedir que ela se juntasse a ele, pode-se deduzir que Lílian era uma bruxa muito poderosa.[15][19] Ela foi capaz de conjurar um patrono corpóreo (uma marca de habilidade mágica superior) e também foi notado que a Lílian tinha um talento particular em Poções.

  • Amor: Lílian demonstrou uma tremenda quantidade de amor ao longo de sua vida. Ela amorosamente se sacrificou por seu único filho quando ela tinha vinte e um anos de idade. Foi esse sacrifício que permitiu a Harry sobreviver à Maldição da Morte e o protegeu por dezesseis anos depois de sua morte.
  • Poções: Lílian era uma excelente pocionista, possuidora de uma "compreensão instintiva" do assunto.
  • Feitiços: A varinha de Lílian era uma "boa varinha para encantamentos". Isto implica que ela deve ter sido proficiente nesta área de magia.
  • Duelo: Lílian (junto com seu marido) foi capaz de desafiar e escapar de Lord Voldemort por três vezes, o que demonstra seu talento em magia marcial.
  • Transfiguração: Lílian revelou ter sido hábil em Transfiguração. Quando chegou de Hogwarts, ela "transformou as xícaras em ratos" e conseguiu transfigurar uma pétala de lírio em um peixe.[22]
  • Controle de magia menor de idade: Antes de frequentar Hogwarts, Lílian revelou ter já um nível de controle sobre sua magia, uma habilidade rara. Ela foi capaz de retardar sua descida pelo ar depois de saltar de um balanço e controlar as pétalas de uma flor.

Posses Editar

  • Varinha de Lílian Evans: A varinha de Lílian tinha 26 cm de comprimento, feita de salgueiro, e tinha um núcleo desconhecido. A varinha foi descrita como "farfalhante" e "boa varinha para encantamentos" por Garrick Olivaras.[6]
  • Chalé dos Potter: Lílian possuiu esta casa de campo em Godric's Hollow junto com seu marido Tiago durante as últimas semanas da Primeira Guerra Bruxa. Este é o lugar onde ela e seu marido foram assassinados e seu filho Harry foi marcado como o "menino que sobreviveu". A casa ainda é uma lembrança do que aconteceu naquela noite de Halloween em 1981.
  • Gato da família Potter: Este era um animal de estimação da família Potter. O que aconteceu depois que o ataque é desconhecido.

Relacionamentos Editar

Família Editar

Família Evans Editar

Petúnia Dursley

Petúnia Dursley, sua irmã mais velha.

Lílian tinha um relacionamento próximo com a mãe e o pai. Eles ficaram muito orgulhosos ao saber que a Lílian era uma bruxa. Ela tinha uma vida familiar feliz.

Lílian inicialmente teve um relacionamento próximo com sua irmã mais velha, Petúnia. As duas garotas tocaram juntas e quando Lílian começou a demonstrar habilidade mágica, Petúnia estava dividida entre curiosidade e desaprovação. Petúnia estava desdenhosa da amizade que Lílian fez com Severo Snape, o pobre jovem bruxo que havia espionado Lílian e que primeiro a informou que ela era uma bruxa; por sua vez, Snape era bastante insultuoso para Petúnia por ser um trouxa. Quando Lílian foi convidada para ir à Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, Petúnia escreveu ao diretor, Alvo Dumbledore, pedindo permissão para ela fazer o mesmo. Embora sua recusa fosse gentil, Petúnia ficou muito amarga e ciosamente considerou sua irmã um "bicho estranho".[11]

Tiago Potter Editar

Harry Potter: "E por que ela casou com ele? Odiava ele!"
Sirius Black: "Não, não odiava."
Remo Lupin: "Ela começou a sair com ele no sétimo ano."
Sirius Black e Remo Lupin contando a Harry Potter sobre seus pais[src]
Tiago Potter

seu marido e pai de seu filho.

O relacionamento de Lílian com Tiago Potter foi inicialmente volátil. Eles se conheceram no Expresso de Hogwarts pouco antes do início de seu primeiro ano em Hogwarts, quando Lílian se enfureceu com a zombaria de Tiago Potter e Sirius Black sobre seu melhor amigo, Severo Snape.[11] Embora Tiago fosse um talentoso jogador de Quadribol, muito querido pela maioria, Lílian o considerava um arrogante valentão e o tratava com desprezo. Isso provavelmente foi motivado em parte pelo relacionamento hostil de Tiago com Snape.

No quinto ano, Tiago começou a ter sentimentos românticos por Lílian, e se exibiu para tentar impressioná-la, sem sucesso.[10] Não se sabe se ele a convidou para sair mais de uma vez. Parece que, nessa altura, Tiago "murchou um pouco a bola" e "E parou de azarar as pessoas só para se divertir".[10] Ela finalmente começou a sair com ele e se casou com James. Os dois se juntaram à Ordem da Fênix depois de se formarem, além de se casar e ter um filho, Harry Tiago Potter.

Seu Patrono assumiu a forma de uma corça, enquanto o marido era um cervo.

Harry Potter Editar

Harry Potter (EdP)

Harry Potter seu filho unigênito

Em 31 de julho de 1980, o primeiro e único filho de Lílian e Tiago, Harry, nasceu e eles amavam seu filho mais do que tudo. No Halloween, em 1981, eles se sacrificaram aos 21 anos para salvá-lo de Lord Voldemort , quando ele era apenas um bebê. Alvo Dumbledore sempre sustentou que o amor de Harry por seus pais e o amor que eles tinham em troca dele, era seu maior poder.

Harry mal os conhecia, mas mesmo assim os considerava com grande reverência e defendia ferozmente sua memória se alguém falava mal deles. Em 1995, ele socou Draco Malfoy por insultar sua mãe, e ele estava frequentemente em desacordo com o professor Snape , que provocou Harry que Tiago não era o grande homem que os outros o faziam ser. Um incidente que Snape teria usado como exemplo foi testemunhado por Harry na primavera de 1996, quando Harry acidentalmente viu Tiago intimidar Snape sem provocação (além da animosidade já existente entre eles) em uma das memórias de Snape, durante as aulas de Oclumência de Harry. Harry começou a questionar como sua mãe chegou a se casar com Tiago quando ela claramente o desprezou por agir dessa maneira, embora Remo e Sirius depois tenham assegurado a Harry que seu pai havia mudado de jeito, tendo amadurecido o suficiente para se tornar Monitor e eventualmente namorar Lílian.

Família Potter

O filho, a nora e os neto de Lílian

As poucas vezes que ele viu seus pais foram em fotos dadas a ele por Rúbeo Hagrid, através de uma visão dentro do Espelho de Ojesed, como formas espectrais que saíram da varinha de Voldemort durante Priori Incantatem, como memórias armazenadas dentro da Penseira, e novamente como formas espectrais quando ele as "trouxe" durante a Batalha de Hogwarts, usando a Pedra da Ressurreição. O espírito de Lílian foi descrito como olhando para Harry como se ela não pudesse fazê-lo o suficiente, e Harry pediu a sua mãe para ficar perto dele enquanto ele se aproximava do acampamento dos Comensais da Morte, e certa condenação. Ambos James e Lílian disseram a Harry que eles estavam tremendamente orgulhosos dele por serem tão corajosos e fortes, apesar de toda a dor e sofrimento que ele havia suportado, e deram a ele o apoio que ele precisava para se sacrificar para Voldemort.

Severo Snape Editar

Lílian Evans: "Faz diferença ser nascida trouxa?"
Severo Snape: "Não. Não faz a menor diferença."
— Snape discutindo o status de nascida trouxa de Lílian quando criança[fnt]
Severo Snape

Severo Snape, seu melhor amigo

Severo Snape morava perto da família Evans quando ele era criança, e logo começou a espionar Lílian depois que ele percebeu que ela era uma bruxa. Os dois se tornaram amigos quando ele começou a contar a ela sobre o mundo mágico, e eram melhores amigos até o quinto ano em Hogwarts, apesar de terem sido classificados em diferentes casas. Lílian ficou cada vez mais desanimada com as amizades de Snape com pessoas como Avery e Mulciber, que desdenhavam os nascidos-trouxas e que praticavam as Artes das Trevas. Não há evidências que sugiram que Lílian tenha retribuído os sentimentos românticos sentidos por Snape, mas ela era a melhor amiga dele e poderia crescer para amá-lo romanticamente. No entanto, Snape chamou Lílian de "sangue-ruim" em um ataque de raiva e humilhação, foi a última gota para Lílian. Quando ela mais tarde lhe perguntou se ele ainda pretendia se tornar um Comensal da Morte e ele não negou, ela cortou todos os laços com ele.

Snape e Lílian

Snape carinhosamente segurando o corpo de Lílian

Apesar do fim da amizade, Snape ainda amava Lílian. Quando ele percebeu que era Harry quem Voldemort tinha fixado como seu inimigo mencionado na Profecia, Snape implorou para que ele poupasse a vida de Lílian. Ele, no entanto, não mostrou preocupação com a vida de seu filho ou marido. Voldemort concordou com esse pedido e ofereceu a Lílian várias chances de se afastar. Sua recusa em fazê-lo, embora tivesse uma escolha, foi o que criou a magia que protegia Harry.

Lílian amava Snape como seu melhor amigo e tragicamente para ele, poderia ter retornado seu amor romântico se ele não tivesse sido consumido pelas Artes das Trevas.[7] O amor profundo e não correspondido que Snape manteve por Lílian durante quase toda sua vida também influenciou seu Patrono, que tomou a forma de uma corça prateada - a mesma que a dela, fazendo com que ele espiasse Voldemort para Alvo Dumbledore. Ele também protegeu seu filho até a sua própria morte, onde ele disse a Harry "Olhe para mim", desejando ver os olhos de Lílian mais uma vez antes de morrer, pois era a única parte de Harry que lembrava a mãe dele, o resto parecendo muito com seu pai.

Marotos Editar

Lílian conheceu Sirius Black no Expresso de Hogwarts ao mesmo tempo em que conheceu Tiago. Ela não gostava de ambos, pois eles rapidamente começaram a provocar Severo Snape, o melhor amigo de Lílian na época (apesar de ter sido Snape quem iniciou o argumento ridicularizando a preferência dos outros garotos por Casa). Quando Lílian e Sirius foram separados para a Casa Grifinória, Lílian lembrou-se dele do trem e deu as costas para ele quando ele abriu espaço para ela na mesa da Grifinória.

No entanto, durante seus últimos anos escolares, eles podem ter se tornado bons amigos, e Lílian eventualmente se casou com o melhor amigo de Sirius, Tiago Potter. Sirius, Lílian e os Marotos se tornaram membros da Ordem da Fênix durante a Primeira Guerra Bruxa e lutaram em várias batalhas contra Lord Voldemort e seus Comensais da Morte. Quando Dumbledore lançou um Feitiço Fidelius para esconder Tiago, Lílian e Harry de Voldemort, eles originalmente queriam fazer de Sirius seu Fiel do Segredo. Eles sabiam que Sirius era completamente e totalmente confiável, e Lílian lhe enviou pelo menos uma carta e uma foto de sua família durante o tempo em que ela se escondia. No entanto, Sirius havia proposto que Pedro Pettigrew se tornasse Fiel do Segredo, pensando que Voldemort não esperaria que uma " coisa fraca e sem talento " como Peter recebesse um papel tão crucial. Isso acabou sendo um erro fatal, pois Pedro se tornou traidor e se tornou um espião dos Comensais da Morte. Apenas uma semana após o feitiço de Fidelius ser executado, Pedro traiu Tiago e Lílian para Voldemort, levando-os a ser tragicamente assassinados.[21] Sirius ficou profundamente arrasado; ele atacou Pedro e tentou matá-lo.

Sirius também era padrinho do filho de Lílian, Harryy Potter,e eles compartilhavam um relacionamento íntimo; Harry considerava Sirius como uma mistura de amigo e irmão mais velho, e Sirius via Harry como um adulto excepcionalmente corajoso e maduro, com o direito de conhecer verdades difíceis, totalmente capaz de sobrecarregar muitos bruxos muito mais velhos e mais sábios do que ele não podia.

O relacionamento de Lílian com Remo Lupin não é conhecido. Nos filmes, Lílian e Remo são retratados como amigos, embora não haja informações relacionadas ao relacionamento deles nos livros. Quando Snape insistiu que havia algo estranho em Remo, Lílian respondeu que não se importava com o que os Marotos faziam; muito provavelmente, ela também percebeu que Remo era um lobisomem , mas não se importava. Depois de se formar em Hogwarts, Lílian ajudou James e Lílian a se esconder, e teria morrido voluntariamente por seus amigos ao invés de traí-los para salvar sua própria pele. Quando Tiago e Lílian morreram, Remo ficou arrasado, e inicialmente acreditou, assim como o resto do mundo mágico, que Sirius tinha sido um traidor.

Ele ensinou a Harry o feitiço Patrono, e o protegeu durante a Segunda Guerra Bruxa, enquanto Harry acabou se tornando padrinho do filho de Remo, Ted.

Apesar da natureza covarde de Pedro Pettigre, Lílian se tornou mais amistosa com ele enquanto se entusiasmava com Tiago, mesmo se referindo a por seu apelido "Rabicho". Quando Tiago e Lílian se esconderam de Lorde Voldemort, Lílian e Tiago confiaram em Pedro o suficiente para fazer dele seu Fiel do Segredo, embora apenas por sugestão de Sirius de usar alguém menos óbvio do que ele para o papel. Naquela época, porém, Pedro já havia se tornado espião de Voldemort e traíra seus amigos mais queridos por medo de sua própria vida; uma vez que Peter viu Lílian e James enquanto eles estavam se escondendo, Lílian notou que ele "parecia estar deprimido" . Depois que Voldemort matou Lílian e James, é possível que Pettigrew tenha sentido algum pesar por sua traiçoeira e cruel traição; em 1998, Pettigrew involuntariamente salvou Harry de Lord Voldemort, que estava tentando matar o menino através da mão prateada de Pettigrew, hesitando brevemente quando Harry o lembrou de sua dívida de vida. Este, pequeno impulso de misericórdia, no entanto, levou Pettigrew a ser morto pela mesma mão.

Horácio Slughorn Editar

"Um professor não devia ter alunos favoritos, mas ela [Lílian Evans] era um dos meus."
Horácio Slughorndiscutindo sua afeição por Lílian a Harry Potter[fnt]
Horácio Slughorn

Horácio Slughorn, seu ex-Diretor de Casa e um dos que a admiravam.

Durante seu tempo em Hogwarts, Lílian demonstrou um talento extraordinário em poções, tornando-se um dos favoritos do Mestre das Poções Horácio Slughorn e membro de seu Clube do Slugue. Slughorn considerava-a uma das alunas mais brilhantes que ele já havia ensinado, ao mesmo tempo em que era conhecido por também ensinar alunos como Tom Riddle, e sabia que ela era uma garota vivaz, charmosa, talentosa, e às vezes, insolente.

Lílian também deu a Slughorn um presente, provavelmente como um sinal de respeito e amor por ele como seu professor: uma tigela de água, na qual uma pétala de um lírio flutuava, e quando a pétala afundou, ela se transformou em um peixe, e ele nomeou o peixe Francis. Quando Francis de repente desapareceu um dia, Slughorn percebeu que Lílian havia morrido,[24] e sua morte o assombrou por muitos anos. Harry Potter usou a simpatia e pesar de Slughorn pela morte de sua mãe, sob os efeitos de Felix Felicis, persuadindo Slughorn a dar-lhe a verdadeira lembrança da investigação de Tom Riddle sobre Horcruxes, encorajando-o a ser tão corajoso quanto sua mãe e alegando que iria desfazer qualquer grande erro que tivesse cometido.

Alvo Dumbledore Editar

Alvo Dumbledore (EP promo)

Alvo Dumbledore, seu ex-diretor.

Alvo Dumbledore era o diretor de Lílian quando era estudante na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Quando Dumbledore convidou Lílian para ir a Hogwarts, sua irmã, Petúnia, ficou com ciúmes e enviou uma carta a Dumbledore solicitando também que fosse matriculada em Hogwarts. Dumbledore respondeu a Petúnia que ela não podia, embora de uma maneira que Lílian tenha achado "muito gentil". Durante os anos de Lílian em Hogwarts, Dumbledore se tornou muito próximo dela, vendo-a como uma bruxa talentosa com um coração puro e gentil, e eventualmente nomeando sua Monitora-Chefe.

Depois que Lílian e suas amigas se formaram em Hogwarts, elas se tornaram membros da Ordem da Fênix , uma organização que Dumbledore fundou e liderou. Quando James e Lílian se tornaram alvos de Lord Voldemort, Dumbledore se ofereceu para ser seu Fiel do Segredo na tentativa de protegê-los, mas o papel foi para Pedro Pettigrew, por sugestão de Sirius. Esta acabou sendo a sentença de morte do casal, quando Peter os traiu para Voldemort, que os encontrou e os matou. Dumbledore ficou profundamente chateado com suas mortes e dedicou o resto de sua vida para manter seu filho seguro. Ele eventualmente se tornou o mentor de Harry, frequentemente contando a Harry sobre o amor e bondade de seus pais, e insistindo continuamente que o amor de Harry por seus pais era sua maior força e uma fonte de poder incrível.

Minerva McGonagall Editar

"Lílian e Tiago... Não posso acreditar... Não quero acreditar..."
—McGonagall sobre a morte de Lílian e Tiago[fnt]
Minerva McGonagall

Minerva McGonagall, seu ex-chefe de casa e professor.

Minerva McGonagall parecia ter um relacionamento próximo com Lílian durante a Primeira Guerra Bruxa. McGonagall foi a Professora de Transfiguração e também a Diretora da Casa de Grifinória, enquanto Lílian frequentava Hogwarts. O relacionamento de Lílian com McGonagall não é conhecido.

Depois que Lílian saiu de Hogwarts, ela e McGonagall se tornaram membros da primeira Ordem da Fênix e lutaram contra Voldemort e seus Comensais da Morte. Depois que Voldemort encontrou e matou os Potter, McGonagall ficou arrasada ao saber da morte de Lílian e de seu marido, Tiago, para a qual ela de fato desmoronou em lágrimas. Professora McGonagall gostava do filho de Lílian, e o protegeu da melhor forma possível durante o seu tempo em Hogwarts.

Ordem da Fênix Editar

Ordem da Fênix

A Ordem da Fênix original.

Durante a Primeira Guerra Bruxa, Lílian era membro da Ordem da Fênix e teria lutado ao lado de muitos de seus membros durante a Primeira Guerra Bruxa. Ela parecia ser amiga de alguns membros, como Rúbeo Hagrid, Elifas Doge e Marlene McKinnon, pois ela parecia muito chateada quando soube da morte dos McKinnons, chorou a noite toda.

Etimologia Editar

Por trás das cenas Editar

  • Na adaptação cinematográfica de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Remo Lupin menciona que Lílian estava lá para ele numa época em que ninguém mais estava. Esta declaração pode ou não ser canônica, já que os livros nunca implicam que Lílian conheceu Lupin bem até depois que ela começou a namorar Tiago.
  • No folclore europeu e no infame tratado sobre feitiçaria, Malleus Maleficarum, a combinação de cabelos vermelho-escuros e brilhantes olhos verdes era considerada a marca de uma bruxa, assim, é notável que Lílian Evans possua essa coloração exata.Red hair na wikipedia
  • Na adaptação cinematográfica de Harry Potter e o Enigma do Príncipe, há uma seqüência adicional após o funeral de Aragogue, onde Horácio Slughorn descreve um presente dado a ele pela mãe de Harry, Lílian. Um dia, ele encontrou uma tigela em seu escritório com uma pequena quantidade de água, sobre a qual flutuava uma única pétala de um lírio. Enquanto observava, a pétala afundou na água e, pouco antes de chegar ao fundo, transformou-se em um peixe. Slughorn ficou encantado com o que considerou uma bela peça de magia e manteve o peixe por muitos anos, batizando-o de Francis. Na noite de 31 de outubro de 1981, na noite em que Lílian Potter morreu, Francis desapareceu de sua tigela e Slughorn soube naquele momento e ali o que havia acontecido com Lílian.
  • Rubeus Hagrid revelou que Lord Voldemort tentou recrutar Tiago Potter e LílianEvans antes de deixarem Hogwarts. Embora isso seja compreensível para Tiago, foi revelado por Rowling que os nascidos-trouxas, como Lílian, poderiam se juntar aos Comensais da Morte, mas apenas em circunstâncias extremamente raras.[25]
  • JK Rowling disse que, como Gina, ela era uma garota popular.[20]
  • JK Rowling tinha dito que se Severus não estivesse tão envolvido nas Artes das Trevas, e não começasse a mostrar uma atitude muito preconceituosa em relação aos não puros-sangues, Lílian poderia ter considerado namorar Snape, ao invés de apenas ser amigos.

Aparições Editar

Wiki
A Harry Potter Wiki tem 30 imagens relacionadas a Lílian Evans.

Notas e referências Editar

  1. 1,0 1,1 Harry Potter e as Relíquias da Morte - Capítulo 16: (Godric's Hollow)
  2. Escrito por JK Rowling: "Cokeworth"
  3. Harry Potter e a Câmara Secreta
  4. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 34
  5. Em Harry Potter e a Pedra Filosofal é dito que o cabelo de Lily é vermelho e em Harry Potter e as Relíquias da Morte é descrito como escuro. O cabelo vermelho escuro é considerado "ruivo".
  6. 6,0 6,1 Harry Potter e a Pedra Filosofal, Capítulo 5
  7. 7,0 7,1 30 de julho de 2007 Bloomsbury Live Chat com J.K. Rowling
  8. Veja esta imagem
  9. 9,0 9,1 Escrito por JK Rowling "Valter e Petúnia Dursley no Pottermore
  10. 10,0 10,1 10,2 10,3 10,4 10,5 Harry Potter e a Ordem da Fênix
  11. 11,0 11,1 11,2 11,3 11,4 11,5 11,6 11,7 Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 33
  12. Harry Potter e a Pedra Filosofal, Capítulo 4
  13. 13,0 13,1 Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Capítulo 10
  14. 14,0 14,1 19 de outubro de 2007 JK Rowling no Carnegie Hall
  15. 15,0 15,1 Entrevista com JK Rowling no PotterCast # 130
  16. O cronograma da profecia pode ser determinado no final de 1979 a partir da declaração de JK Rowling durante sua aparição no Carnegie Hall em 2007 que os Potter se esconderam quando Lílian estava grávida, e a cena em Relíquias da Morte, capítulo 33, onde Snape vai pedir a Dumbledore para proteger Lílian, que deve ter ocorrido no outono, dada a descrição do cenário ("... o vento assoviando entre os galhos de umas poucas árvores desfolhadas." e "Embora as folhas e ramos ainda se agitassem no ar da noite ao redor...").
  17. 17,0 17,1 Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Capítulo 25
  18. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo 33
  19. 19,0 19,1 JK Rowling no Festival do Livro de Edimburgo de 2004
  20. 20,0 20,1 "The Leaky Cauldron e Mugglenet entrevista Joanne Kathleen Rowling: Parte Três"
  21. 21,0 21,1 Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Capítulo 10
  22. 22,0 22,1 Harry Potter e o Enigma do Príncipe
  23. Tal sentença é canônica nos filmes, mas não faz-se presente nos livros
  24. Harry Potter e o Enigma do Príncipe (filme)
  25. http://web.archive.org/web/20110423060258/http://www.jkrowling.com/textonly/en/news_view.cfm?id=80


Ordem da Fênix
Order of the Phoenix logo
Fundador:
Alvo Dumbledore
Ordem da Fênix original:
Aberforth Dumbledore | Alastor Moody | Alice Longbottom | Arabella Figg | Beijo Fenwick | Caradoc Dearborn | Dédalo Diggle | Dorcas Meadowes | Edgar Bones | Elifas Doge | Emmeline Vance | Fábio Prewett | Franco Longbottom | Gideão Prewett | Héstia Jones (possivelmente) | Tiago Potter | Lílian Evans | Marlene McKinnon | Minerva McGonagall | Mundungo Fletcher | Pedro Pettigrew (desertado) | Remo Lupin | Rúbeo Hagrid | Severo Snape | Sirius Black | Estúrgio Podmore
Segunda Ordem da Fênix:
Aberforth Dumbledore | Alastor Moody | Arabella Figg | Arthur Weasley | Guilherme Weasley | Carlinhos Weasley | Dédalo Diggle | Elifas Doge | Emmeline Vance | Fleur Delacour | Fred Weasley | Jorge Weasley | Harry Potter | Hermione Granger | Héstia Jones | Quim Shacklebolt | Minerva McGonagall | Molly Weasley | Mundungo Fletcher | Ninfadora Tonks | Remo Lupin | Rony Weasley | Rúbeo Hagrid | Severo Snape | Sirius Black | Estúrgio Podmore
Aliados da Ordem da Fênix:
Andrômeda Tonks | Augusta Longbottom | Dobby | Fílio Flitwick | Gina Weasley | Grope | Horácio Slughorn | Monstro | Lino Jordan | Luna Lovegood | Muriel |
Neville Longbottom | Olívio Wood | Olímpia Maxime | Percy Weasley | Pomona Sprout | Ted Tonks | Família Westinburgh | Winky | Karkus | Esposa de Karkus
Outras afiliações:
Armada de Dumbledore | Colônia de Centauros da Floresta Proibida | Caçada dos Sem-Cabeça | Horda de hipogrifos de Hogwarts | Elfos-domésticos de Hogwarts | Fantasmas de Hogwarts | Funcionários de Hogwarts|
Alunos de Hogwarts | Horda de testrálios de Hogwarts | Ministério da Magia | Colônia de Gigantes (Sob o controle de Karkus)
Predefinição:Monitores e monitores-chefe
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.