FANDOM


Uma mandrágora é uma planta cuja raiz se parece com um humano. Quando madura, seu grito pode ser fatal para qualquer um que o ouça.

Mandrágoras são parte do currículo de Hogwarts. Alunos aprendem sobre elas e a replantá-las no segundo ano.

História Editar

A Ministra da Magia Venusia Crickerly morreu em 1912, após um acidente de jardinagem relacionado a mandrágoras.[1]

As mandrágoras fazem parte do currículo de Herbologia do segundo ano da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. No ano letivo 1992-1993, o crescimento das mandrágoras da escola serviu para fazer uma poção restaurativa para reviver as vítimas de petrificação após a re-abertura da Câmara Secreta.

Durante a Batalha de Hogwarts, a Professora Sprout, Neville Longbottom e outros estudantes lançaram mandrágoras sobre as ameias do Castelo para atacar os Comensais da Morte.

Descrição e traços Editar

A raiz de uma mandrágora se assemelha a um rosto humano. Raízes jovens lembram rostos de bebês humanos, mas à medida que a planta cresce, o rosto amadurece junto.

Sempre que desenterrada, a raiz grita. O grito de uma mandrágora madura matará qualquer pessoa que o ouça, mas os gritos de uma mandrágora jovem normalmente só farão a pessoa desmaiar por algumas horas. Para estudá-las em Herbologia, a professora Pomona Sprout pede a seus alunos que usem abafadores para proteger seus ouvidos dos gritos. O grito de uma mandrágora é muito parecido com (se não o mesmo que) um grito de banshee, que também é fatal.

As mandrágoras não apenas se parecem fisicamente com humanos, mas também têm comportamentos semelhantes a eles. No ano letivo 1992-1993, as mandrágoras de Hogwarts tornaram-se temperamentais e reservadas em um determinado momento, o que indica que elas estavam atingindo a puberdade. Mais tarde, elas fizeram uma festa barulhenta, comportamento que também é comparável ao de humanos adolescentes. Hagrid mencionou que há mandrágoras com acne. Um sinal de que elas estão totalmente amadurecidas é quando começam a se mudar para outros vasos.

Mandrágoras maduras podem ser cortadas para servir como um ingrediente principal para o Tônico Restaurador de Mandrágoras, que é usado para curar aqueles que foram petrificados. Suas folhas também podem ser usadas em outras poções[2] e são uma parte essencial da maioria dos antídotos.[3]

Etimologia Editar

Por trás das cenas Editar

ApariçõesEditar

Wiki
A Harry Potter Wiki tem 4 imagens relacionadas a Mandrágora.

Notas e referências Editar

  1. Escrito por JK Rowling: "Ministros da Magia no Pottermore
  2. Harry Potter e o Cálice de Fogo, Capítulo 26
  3. Harry Potter e a Câmara Secreta, Capítulo 6


Herbologia
Professores:
Herbert Beery | Pomona Sprout | Neville Longbottom
Livros didáticos:
Árvores do Mundo que se Alimentam de Carne | As Maravilhosas Plantas Aquáticas de Winogrand | Guia de Herbologia de Goshawk | Mil Ervas e Fungos Mágicos | Plantas Mediterrâneas e Suas Propriedades Mágicas
Estufas de Hogwarts:
Estufa Um | Estufa Dois | Estufa Três | Estufa Quatro | Estufa Cinco | Estufa Seis | Estufa Sete
Herbologistas:
Adriano Whittle | Beaumont Marjoribanks | Elladora Ketteridge | Fílida Spore | Herbert Beery | Miranda Goshawk | Tilden Toots | Sir Winogrand | Selina Sapworthy
Plantas Estudadas:
Arapucoso | Bocas-de-guincho | Bubotúbera | Bulbo saltadore | Mandrágora | Mimbulus Mimbletonia | Salgueiro Lutador | Tentáculo Venenoso | Vagem rosada | Visgo do Diabo
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.