"Um ronco discreto quebrara o silêncio da rua. Foi aumentando cada vez mais enquanto eles olhavam para cima e para baixo da rua à procura de um sinal de farol de carro, o ronco se transformou num trovão quando os dois olharam para o céu — e uma enorme motocicleta caiu do ar e parou na rua diante deles."
—Descrição de Rúbeo Hagrid pousando a motocicleta em frente Rua dos Alfeneiros, nº4[fnt]

A motocicleta de Sirius Black era uma motocicleta de propriedade de Sirius Black. Tem um motor grande (sugerido pelo ruído produzido quando ativo e que pode transportar um sidecar).

História[editar | editar código-fonte]

Usos conhecidos da motocicleta[editar | editar código-fonte]

Sirius Black e Tiago Potter (1977)[editar | editar código-fonte]

Em 1977, tanto Sirius Black quanto seu melhor amigo Tiago Potter usaram a motocicleta enquanto eram perseguidos por policiais trouxas por razões desconhecidas, provavelmente em alta velocidade. A perseguição chegou ao fim quando eles foram encurralados em um beco pelos dois policiais, mas Black e Potter escaparam voando sobre suas cabeças e para longe na motocicleta, para a grande confusão de seus perseguidores.[1]

Rúbeo Hagrid e o bebê Harry Potter (1981)[editar | editar código-fonte]

Alvo Dumbledore: "Hagrid. Finalmente. E onde foi que arranjou a moto?"
Rúbeo Hagrid: "Pedi emprestada, Professor Dumbledore. O jovem Sirius me emprestou. Trouxe ele, professor."
Dumbledore e Hagrid na chegada do último com Harry Potter logo depois que ele sobreviveu ao ataque de Voldemort[fnt]

Rúbeo Hagrid e Harry Potter (1997)[editar | editar código-fonte]

Artigo principal: Batalha dos Sete Potter

Depois da guerra[editar | editar código-fonte]

Por trás das cenas[editar | editar código-fonte]

Aparições[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.