FANDOM


Poção da Morte era uma poção negra contida dentro da Cela da Morte no Congresso Mágico dos Estados Unidos da América. Ele foi usado para realizar execuções na década de 1920, especialmente em 1926, com a sentença de morte falha de Porpentina Goldstein.

Prisioneiros foram levados para a Cela da Morte e tiveram suas memórias extraídas, por um carrasco, que foram posteriormente colocados na poção. A poção tinha a capacidade de reproduzir as memórias semelhantes a uma Penseira, com o efeito adicional de manter o condenado hipnotizado e suscetível à sugestão.

Uma vez que o condenado fosse colocado na cadeira, ele pairaria sobre a poção, permitindo que eles vissem suas lembranças mais felizes pela última vez.

Uma vez que uma varinha fosse adicionada à poção, seja a do condenado ou do executor, a poção ficaria agitada e começaria a subir em direção ao condenado, enquanto a cadeira começaria a se abaixar para dentro dela.

A poção era altamente corrosiva e queimava tanto a cadeira quanto a pessoa.

História Editar

Por trás das cenas Editar

  • Embora não seja explicitamente declarado por que este método é utilizado pelo Congresso Mágico, ao contrário da Maldição da Morte, poderia ser visto como uma representação artística da punição corporal e seus temas circunvizinhos. Manter os condenados felizes hipnotizados com suas lembranças mais felizes poderia ser visto como uma morte misericordiosa. O uso de um sistema para executar uma pessoa, em oposição a outra pessoa que comete diretamente o ato, elimina o ônus da culpa do(s) executor(es). Além disso, esta foi uma oportunidade para referenciar os tipos de punição corporal usados ​​ao longo da história americana, contra bruxos e outros.
  • A poção compartilha semelhanças com a Poção do Morto-Vivo, como foi retratado em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, devido a ambos poderem desintegrar os objetos em contato, e, no caso posterior, Horácio Slughorn afirmou que a versão de Harry Potter dele era "Tão perfeita que ouso dizer que uma gota nos mataria a todos.", implicando que a versão cinematográfica do filme era capaz de matar ou que ele estava exagerando sua declaração.

Notas e referências Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.