(Criou página com 'thumb '''Sangue de unicórnio''' é uma substância de espessa, prateada que é tirada de dentro das veias de um unicórnio. O sangue ...')
Etiqueta: rte-source
 
(Adicionando categorias)
Etiqueta: categoryselect
 
Linha 16: Linha 16:
 
[[Categoria:Imortalidade]]
 
[[Categoria:Imortalidade]]
 
[[Categoria:Unicórnios]]
 
[[Categoria:Unicórnios]]
  +
[[Categoria:Conspiração para roubar a Pedra Filosofal]]

Edição atual tal como às 03h24min de 23 de outubro de 2016

Sangue de unicórnio.jpg

Sangue de unicórnio é uma substância de espessa, prateada que é tirada de dentro das veias de um unicórnio. O sangue de um unicórnio pode ser bebido, a fim de manter uma pessoa viva. No entanto, o ato de matar um unicórnio fará com que o bebedor sofra uma vida amaldiçoada embora as especificidades do que isto, na verdade, implica não são conhecidos. É provavelmente um item não-comerciável, uma vez que a venda dessa substância é controlada pelo Ministério da Magia Britânico, tornando-se estritamente proibida.

História[editar | editar código-fonte]

1992[editar | editar código-fonte]

Em 1992, Lord Voldemort usou o sangue do unicórnio para sustentar a sua vida até que ele pudesse roubar a Pedra Filosofal, a fim de recuperar o seu verdadeiro corpo. Como ele estava possuindo Quirino Quirrell na época, Quirrell bebeu o sangue em nome de Voldemort, pois o corpo de Quirrell estava morrendo, já que estava compartilhando-o com a alma fragmentada de Voldemort. No final do ano escolar 1991-1992, quando Harry Potter, Hermione Granger, Neville Longbottom e Draco Malfoy foram apanhados fora da cama, eles foram punidos com detenção na Floresta Proibida. Na borda da floresta, eles se juntaram a Rúbeo Hagrid, o guarda-caça de Hogwarts, que lhes disse que um unicórnio tinha sido ferido e que eles estavam a procurá-lo. Depois de alguma dificuldade inicial com o comportamento de Malfoy, Harry, Malfoy, e o cachorro de Hagrid, Canino encontraram o unicórnio morto; no entanto, antes que eles pudessem relatar a sua descoberta para Hagrid, uma figura encapuzada avançou sobre eles, fazendo com que Malfoy e Canino fugissem. Harry estava paralisado pelo medo e a dor em sua cicatriz e não pode fugir. Como Harry caiu no chão, ele foi salvo pelo centauro Firenze.

1994[editar | editar código-fonte]

Em 1994, Pedro Pettigrew utilizou sangue de unicórnio junto com veneno de Nagini para criar uma poção que criaria um corpo temporário para Voldemort, até que ele pudesse recuperar o seu verdadeiro corpo. Desconhece-se se a produção de tal poção cria uma praga semelhante sobre a vida do utilizador. Em caso de Voldemort, seu re-uso de sangue de unicórnio (tendo consumido indiretamente cerca de dois anos antes) pode ter tido um efeito cumulativo sobre a potência da maldição. Grau questionável de humanidade Voldemort, no entanto, pode ter diluído, ou até mesmo negada totalmente, a eficácia da maldição.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.